terça-feira, 24 de março de 2020

PRONUNCIAMENTO NA TV FOI UM DESASTRE: Governadores criticam Bolsonaro, falam em demissão de Mandetta e até em impeachment do Presidente

Flavio Dino, Governador do Maranhão: "Ele (o presidente) deflagrou o seu próprio
processo de impeachment. Está completamente fora da realidade".

Governadores criticaram o pronunciamento de Jair Bolsonaro em rede nacional, na noite desta terça (24), e dizem que o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, perdeu legitimidade no governo.

O presidente voltou a se referir ao coronavírus como "gripezinha", disse que o isolamento é exagero, criticou os gestores que optaram por fechar escolas e culpou a imprensa pelo que chama de histeria.

Segundo o Ministério da Saúde, 46 pessoas morreram vítimas da doença e mais de 2.000 foram infectadas.

O governador do Espírito Santo, Renato Casagrande (PSB), afirmou que a fala indica que "estamos sem direção".

"Desconectado da realidade, desconectado da ação do Ministério da Saúde, atrapalha o trabalho dos governadores e menospreza os efeitos da pandemia", afirmou.

"Os governadores precisam se reunir, estamos sem coordenação. O ministro e os governadores de um lado e o presidente menosprezando a pandemia de outro", disse.

O discurso, segundo o capixaba, desautoriza ainda o trabalho do ministro Mandetta. "O ministro não tem legitimidade para permanecer mais no ministério", disse.

Flávio Dino (PC do B), governador do Maranhão, avalia que Bolsonaro "viu que perdeu a governabilidade".

"Ele mesmo deflagrou o seu próprio processo de impeachment. Está completamente fora da realidade", afirmou.

Fátima Bezerra (PT), governadora do Rio Grande do Norte, disse que a declaração "é de uma perplexidade sem tamanho, é inaceitável e lamentável".

"Confesso que depois da iniciativa do presidente, de ter atendido os governadores, achei que fosse mudar", disse ela. "E aí hoje ele vem com essa postura e com esse conteúdo, totalmente na contramão de todas as medidas que, com tanto esforço e responsabilidade, os governadores e prefeitos vêm enfrentando a pandemia?".

A gestora afirmou que os cuidados estão sendo recomendados em todo o mundo e que o país precisa de união contra a doença.

"Espero que o presidente não insista nesse caminho", afirmou ela.

Wellington Dias (PT), do Piauí, gravou um vídeo em que lembrou que uma boa parcela dos infectados pelo coronavírus em outros países estão sendo internados por semanas na UTI, entubados.

"No Piauí tive que tomar medidas duras, de suspender cirurgias marcadas, de casos importantes, seguindo orientação do ministro da Saúde do seu governo [de Bolsonaro] para garantir vagas para quem pudesse precisar, por conta do coronavírus [...] ​Não se faz isso por uma gripezinha."

"Sei que as pessoas terão prejuízo mas há algo em primeiro lugar agora, é a vida humana [...] Vamos seguir com o isolamento social onde for necessário, com a ciência e com Deus", disse.

Hélder Barbalho (MDB), governador do Pará, informou em nota que trabalha para assegurar tratamento dos infectados.

"Todo o nosso objetivo é aliviar o sistema de saúde para que as pessoas que eventualmente fiquem doentes possam ser tratadas. Por isso, suspendemos temporiariamente as aulas, festas, o comércio e os bares. Com menos gente circulando, o vírus circula menos e a gente não tem uma multidão batendo nas portas dos hospitais ao mesmo tempo", disse.

Ele afirmou ainda que espera que as medidas anunciadas pelo ministro Paulo Guedes (Economia) "precisam ser colocadas em prática imediatamente, porque as empresas não aguentam muito tempo."

Camilo Santana (PT), governador do Ceará, publicou em suas redes sociais um comentário em que afirma que todas as medidas tomadas foram recomendadas por profissionais da saúde "e têm sido a melhor forma de enfrentamento ao coronavírus".

"Tenho apenas um comentário a fazer: vamos continuar trabalhando fortemente as ações que visam evitar o avanço do coronavírus em nosso estado, como temos feito até aqui".

O QUE BOLSONARO DISSE - Em pronunciamento feito em rede nacional, na noite de ontem, dia 24, o presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), voltou a atacar a imprensa, afirmando que, no começo da então epidemia do Coronavírus, os meios de comunicação brasileiros foram "na contramão", espalhando, segundo ele, a sensação de pavor na população acerca da Covid-19.

Bolsonaro também atacou os gestores estaduais, alegando que as pessoas "precisam voltar à normalidade" e que é necessário reabrir o comércio e retirar a proibição de transportes públicos nas ruas, o que ele denomina de "conceito de terra arrasada". O presidente também se mostrou contra a quarentena para prevenção do vírus e atacou o doutor Drauzio Varella, da TV Globo, que, em um vídeo, ressaltou a importância da quarentena para as pessoas do grupo de risco.

Folha de São Paulo

FIQUE LIGADO: Vacina contra gripe influenza já está sendo aplicada aqui em Garanhuns. Primeira etapa da campanha vai imunizar pessoas acima de 60 anos; e ainda profissionais de saúde

Vacinação, acontecerá até o próximo dia 15 de abril nas UBS's em funcionamento 
no município; assim como em pontos estratégicos espalhados pelas áreas urbana e rural.

A Secretaria Municipal de Saúde definiu novas estratégias para promoção da Campanha de Vacinação Contra a gripe Influenza em Garanhuns, com o objetivo de garantir a imunização do público-alvo. A vacinação é exclusiva para pessoas com mais de 60 anos e profissionais da área de saúde até o dia 15 de abril, e posteriormente será estendida para outros públicos, até o fim da campanha, em 22 de maio. A vacina contra a influenza não previne o coronavírus, mas vai ajudar no combate a outros tipos de enfermidades, auxiliando os profissionais de saúde a identificar o tipo de vírus que acomete o paciente.

A vacinação acontece, exclusivamente para o público-alvo, nas Unidades Básicas de Saúde (UBS’s) do município, das 08h30min às 15h30min, e também através de visitas domiciliares, especialmente para os idosos acamados com comorbidades. Sempre de acordo com as orientações repassadas pelo Ministério da Saúde, a fim de prevenir a circulação do novo coronavírus, evitando o contato direto e aglomerações. O público prioritário também poderá ser vacinado em sistema de ‘drive-thru’, no qual o idoso será vacinado sem precisar sair do carro.

Nas unidades, a vacinação também se dará por ordem alfabética, até o fim da campanha, a partir desta terça-feira (24), para as iniciais: ‘A, B, C, D e E’. Nas quartas serão as iniciais ‘F, G, H, I, J’; às quintas: ‘K, L, M, N, O’; nas sextas-feiras ‘P, Q, R, S, T’; e nas segundas as iniciais ‘U, V, W, X, Y, Z’. Também ficam suspensas, por recomendação do Ministério da Saúde, as vacinas de rotina nas UBS’s.
.

Diversos pontos estratégicos nas áreas urbana e rural do município também foram definidos, descentralizando a vacinação nas unidades, a partir desta quarta (25), sempre de 08h30min às 12h, com o apoio do 71º Batalhão de Infantaria Motorizado (71º BIMtz) e da Autarquia Municipal de Segurança, Trânsito e Transportes (AMSTT). De segunda a sexta-feira, até o fim da campanha, profissionais estarão vacinando o público-alvo no Largo do Colunata, no centro da cidade, e também na Praça Souto Filho, conhecida como Fonte Luminosa.

No período de 24 a 27 de março, das 08h30min às 12h, a vacinação estará disponível também no Relógio da Flores, Ajoc, e no ponto de apoio do Sítio Mochila de Cima. De 30 de março a 02 de abril, no mesmo horário, o público-alvo pode procurar os pontos localizados na Escola Estadual Duque de Caxias, na Vila do Quartel; na Erem Francisco Madeiros (Ceru), no bairro Magano; na igreja localizada ao lado da antiga UBS Cohab 2 (I), no bairro Francisco dos Santos Figueira; além da Escola Antônio Alves Cavalcanti, no Sítio Borges.

Também foram definidos pontos estratégicos, no período de 03 a 08 de abril, das 08h30min às 12h, na Escola Giselda Vieira Belo, no bairro São José; na Erem Dom João da Mata Amaral, no bairro Boa Vista; e na Escola Antônio Adeildo Ferreira, no Sítio Bravos. De 13 a 15 de abril, também das 08h30min às 12h, é a vez dos pontos localizados ao lado da UBS Bela Vista I, no bairro Dom Hélder Câmara; e Escola Anália de Souza, no Sítio Tigre; José Rosendo Barbosa, no Sítio Timbó, e no ponto de apoio localizado no Sítio Capoeiras.

Secom/PMG
.

TODOS CONTRA O CORONAVÍRUS: Izaías anuncia parceria de cooperação com Governo do Estado; e Prefeitura fará doação de suprimentos ao Hospital Regional Dom Moura

Além disso, Executivo também irá ceder a UPA 24 horas para instalação de UTI e CTI's. Governo, ainda
colocará cinco UBS em funcionamento até as 22 horas; a fim de atender possíveis pacientes do coronavírus.

O Prefeito de Garanhuns Izaías Régis anunciou no final da noite desta segunda-feira (23), através de vídeo postado em suas redes sociais, uma parceria de cooperação com o Governo do Estado de Pernambuco; por meio da qual o Executivo Municipal fornecerá auxílio ao Hospital Regional Dom Moura; para que a unidade de saúde siga no combate diário ao avanço do coronavírus; doença que já matou milhares de pessoas pelo mundo.

O anúncio veio após reunião realizada na residência do chefe do Executivo, em que estiveram presentes autoridades de saúde ligadas a órgãos do Governo do Estado e do Município; dentre elas, o Diretor Médico do HRDM, Paulo Mendonça, a diretora geral do Hospital Regional Dom Moura e da V Geres, Catarina Tenório, e a Secretária de Saúde Municipal, Nilva Mendes, que na ocasião esteve acompanhada do Secretário Adjunto da Pasta, Harley Davidson. Três médicos, Fernando Câmara; Jerônimo Brito e Heraldo Cordeiro; também participaram da reunião; a exemplo do  Deputado Estadual Sivaldo Albino.

No encontro ficou definido que o Governo de Garanhuns fornecerá  suprimentos ao Hospital Dom Moura, que permitirão minimizar a disseminação do coronavírus; dentre eles; máscaras, álcool em gel, luvas e capotes.

Por decisão do Chefe do Executivo, e visando somar esforços para tratar possíveis infectados pela COVID-19, cinco unidades básicas de saúde do município atenderão a população regime excepcional; até as 22 horas; diminuindo assim a procura pelo HRDM. São elas, a UBS da Cohab 2; Magano 1 e 2, do Indiano, da Cohab 3 e do Heliópolis.

Outra medida anunciada pelo Prefeito nesta segunda também implica cooperação com o Governo do Estado para atender pacientes portadores do novo coronavírus. Segundo revelou Izaías, o Executivo Municipal irá reformar e posteriormente ceder a UPA 24 Horas, para que o Hospital Dom Moura possa instalar UTI e CTI´s, para atender, se necessário, a população de Garanhuns e da Região. “Nós somos parceiros do povo de Garanhuns. Eu quero salvar vidas. Espero com isso, se Deus quiser, não termos nenhuma morte com o coronavírus”; chamou atenção o Prefeito no vídeo.

BOA NOTÍCIA: Sivaldo anuncia que Governo do Estado abrirá novos leitos hospitalares em Garanhuns para atender pacientes do coronavírus

Para Deputado, “momento exige união, solidariedade e
esforços conjuntos para combate a COVID-19”.

“Participamos nesta segunda-feira, dia 23 de março, eu e a também deputada Estadual, Priscila Krause, de uma reunião no Palácio do Campo das Princesas com o secretário Antônio Figueira, e ainda com os empresários José Tinoco Filho e Jorge Branco, do Hospital Nsa. Sra. do Perpétuo Socorro, em Garanhuns.

Antônio Figueira representou o governador Paulo Câmara e o secretário estadual de saúde, Dr. André Longo, neste encontro onde debatemos investimentos na saúde em Garanhuns que possibilitem o combate ao Covid-19 (Coronavírus). Dr. Figueira anunciou o investimento em UTIs e leitos de retaguarda. A UPAE Garanhuns passará por uma transformação para que possa oferecer 10 leitos de UTI e 20 de retaguarda, e o Hospital Nsa. Sra, do Perpétuo Socorro, por solicitação do governo, vai também oferecer esta mesma quantidade de vagas.

O Hospital Regional Dom Moura, que já conta com 10 UTIs e sete CTIs, está passando por mudanças para aumentar a quantidade de leitos de retaguarda específicos para pacientes com Covid-19.

Aproveitamos novamente para ressaltar, eu e Priscila Krause, que o momento exige união, solidariedade e esforços conjuntos para combate ao Coronavírus, e o resultado da reunião foi muito positivo para todos.”

Sivaldo Rodrigues Albino – Deputado Estadual - PSB