quarta-feira, 11 de março de 2020

Nota: Haroldo censura boatos e reafirma ser o pré-candidato de Izaías

De acordo com Vicente; “o que vem sendo veiculado em blogs sem a 
menor credibilidade, atinge a sua pessoa e a sua Família.

NOTA OFICIAL

       "Quero me manifestar diante de tantos boatos, fofocas e politicagem que tem acontecido em nossa Cidade com relação a minha pré-candidatura à prefeitura de Garanhuns. Minhas ações são pautadas com base no respeito, lealdade, confiança e trabalho, junto ao erário público e ao nosso, líder maior, o Prefeito Izaías Régis.

As últimas notícias veiculadas em blogs, e articuladas por pessoas que são contra o prefeito Izaías, dão conta de que eu seria preterido pelo nosso prefeito em prol de outra candidatura. Quero dizer que jamais ouvi tal coisa do nosso Prefeito com relação a qualquer mudança, até por que, seria uma grande incoerência, uma vez que temos amizade pessoal, política e temos nossos propósitos voltados para bem da nossa população, e por ele ser um homem digno, honrado e, por ter respeito e carinho, por mim e minha família, onde a recíproca é totalmente verdadeira. Sou um homem de hábitos simples, de atitudes humildes, tenho servido há 35 anos como funcionário público municipal, como vereador e vice-prefeito. Em nenhum momento andei para o lado contrário dos interesses políticos do meu grupo, que é o grupo do Prefeito Izaías, fazer isso, seria estar contra ele e contra a minha cidade.

Independente de preferências por A ou B, o respeito, e o bom nível devem prevalecer. O que vem sendo veiculado em blogs sem a menor credibilidade, atinge minha pessoa e minha Família, veiculam fotos de pessoas que fazem parte do nosso governo, o que é ainda mais grave, e dão a entender que há uma conspiração contra o prefeito, que jamais se manifestou sobre tal assunto. Por fim, quero dizer aos amigos e ao povo de Garanhuns que sou o pré-candidato a prefeito de Garanhuns escolhido pelo prefeito Izaías Régis, que tem acompanhado todo o trabalho que vem sendo feito há quatro anos, desde que assim ficou decidido. Continuarei meu trabalho e minha luta, principalmente para que o debate se dê em alto nível, e com o respeito e a lealdade como pontos fundamentais em qualquer momento”.

          Haroldo Vicente - Vice-Prefeito de Garanhuns

Coronavírus: sobe para 34 o número de casos confirmados no Brasil

Apenas três estados não possuem casos confirmados
ou suspeitos: Roraima, Amapá e Tocantins.

O número de casos confirmados do novo coronavírus sobe para 34 no País, com nove novos pacientes infectados em comparação com a segunda-feira (9). O boletim foi divulgado pelo Ministério da Saúde nesta terça-feira (10), em Brasília. O volume de pacientes voltou a subir após ter ficado estável entre domingo e segunda. Além disso, o País monitora ainda 893 casos suspeitos. Já os descartados ficam em 780.

O Estado de São Paulo continua a ter mais confirmações, com 19 casos. Também foram identificados oito no Rio de Janeiro, dois na Bahia, um no Espírito Santo, um no Distrito Federal, um em Minas Gerais, um em Alagoas e um no Rio Grande do Sul. Apenas três estados não possuem casos confirmados ou suspeitos: Roraima, Amapá e Tocantins.

No Distrito Federal, a paciente infectada após uma viagem para o Reino Unido está internada no Hospital Regional da Asa Norte (HRAN). Segundo a Secretaria de Saúde da capital, ela apresenta quadro grave e instável e teve piora desde a segunda-feira (9), com febre e síndrome respiratória aguda severa. Além disso, o marido foi obrigado - após decisão judicial - a realizar teste para a doença e se manter isolado, o que conforme a Secretaria do DF foi cumprido. Ainda não há resposta sobre o resultado do exame.

Com informações do JC Online

Governo de PE recua e vai devolver contribuição recolhida de PM's

Avaliação da Procuradoria foi que os descontos previstos na Lei Federal de nº 13.954, de 16 
de dezembro de 2019, precisariam de 90 dias para começarem a ser efetivados.

O Governo do Estado de Pernambuco recuou na decisão de recolher parte da contribuição dos policiais ativos, inativos, pensionistas e bombeiros e irá devolver o que recolheu dos profissionais que se refere aos meses de janeiro e fevereiro, segundo nota oficial divulgada nesta terça-feira (10) pelo Comando da Polícia Militar de Pernambuco.

Na segunda-feira (9), o deputado estadual Alberto Feitosa (Solidariedade) havia acionado o Procurador-Geral do Estado, Dirceu de Barros, com uma representação solicitando que houvesse uma intervenção em defesa dos direitos dos pensionistas, inativos e portadores de doenças graves policiais e bombeiros militares.

Veja a nota assinada por Vanildo Neves de Albuquerque, Comandante-Geral da Polícia Militar de Pernambuco:

“A Secretaria de Administração, após consulta à Procuradoria-Geral do Estado, atendeu à solicitação deste comando e da PM para que os descontos na folha dos militares inativos e pensionistas referentes aos meses de janeiro e fevereiro sejam devolvidos. A avaliação da Procuradoria foi que os descontos previstos na Lei Federal de nº 13.954, de 16 de dezembro de 2019, precisariam de 90 dias para começarem a ser efetivados. Diante disso, os valores descontados da folha dos inativos e pensionistas da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros serão creditados nas contas no próximo dia 17 de março.”

Com informações do Blog do Jamildo