sexta-feira, 1 de maio de 2020

Por que Zaqueu nunca falou da emenda de Eduardo da Fonte?

Segundo o Blog do Néu, Eduardo destinou uma emenda de R$ 600 mil para Garanhuns, para atender um
pedido de seu ex-sogro, Carlos Wilson que sempre teve amizade com Izaías e apreço pela cidade.

O vereador Zaqueu Lins está tentando a todo custo dizer que o deputado federal Eduardo da Fonte colocou uma emenda para a construção de uma Unidade Básica de Saúde atendendo a um pedido seu. Vamos aos fatos!

Ontem, o Blog do Néu, que é autor dessa matéria, publicou em primeira mão a verdadeira história, com a colaboração de informações repassadas pelo prefeito Izaías Régis. De acordo com o prefeito, o deputado Eduardo destinou uma emenda de 600 mil reais para atender um pedido de seu ex-sogro, Carlos Wilson (in menorian) que sempre teve amizade com Izaías e apreço por Garanhuns. Foi quando, em 2018, o deputado decidiu atender.

Mas agora, dois anos depois, o vereador que é aliado do deputado, quer a todo custo, dizer que esse dinheiro foi ele quem conseguiu com o deputado. Fez até um vídeo mostrando a construção, lá dentro como se estivesse “fiscalizando” a obra (só faltou o capacete branco pra completar a cena) e através dos seus correligionários espalhou a produção visual pra todo mundo ver. Tudo pra se promover politicamente, já que botou na cabeça que quer ser prefeito.

Depois que publicamos a verdade dos fatos ontem aqui, fontes ligadas à Câmara de Vereadores, informaram que o vereador se apressou em pedir ajuda ao deputado para não passar por mentiroso. Obviamente o deputado não poderia negar a ajuda (afinal AGORA são aliados) e no começo da noite mandou uma nota, dizendo que a emenda teria sido um pedido de Zaqueu. Ao dizer isso, o deputado Eduardo da Fonte implicitamente chamou o prefeito Izaias de mentiroso. O curioso é que até o nome da cidade, escreveu errado: GUARANHUNS, talvez pelo fato de ser forasteiro. 

Recebemos a nota e em seguida fizemos alguns questionamentos, como por exemplo, como foi feito esse pedido do vereador; em que dia isso aconteceu; se existe algum documento que prove isso (desde que não seja desses ofícios que se recebem colocando data de 10 anos atrás).

Perguntamos também se o deputado é acostumado a atender pedido de vereadores que não são seus aliados e que inclusive votam contra ele, ou se o caso de Zaqueu foi uma exceção em sua trajetória política. A pergunta é pertinente porque o deputado de Zaqueu era Silvio Costa Filho. Confrontado com essas duras questões, o deputado preferiu não responder.

Mas a principal pergunta é mesmo para o vereador Zaqueu. Por que só agora, mais de dois anos após o deputado destinar a emenda, é que o senhor resolveu cantar de galo dizendo que foi o responsável por solicitar tal investimento? Foi falha da assessoria ou o senhor realmente não achou importante dizer à época, que havia solicitado a emenda? Será mesmo vereador, que o prefeito que tanto lhe ajudou ao longo dos últimos anos, agora merece ser chamado de mentiroso? Sua consciência de cristão que diz ser, está tranquila com essa história toda?

É bom pensar bem antes de fazer vídeos assim, pra não ficar tão feio como ficou agora.

Nenhum comentário:

Postar um comentário