segunda-feira, 27 de abril de 2020

Arcoverde: Atual Prefeita, Madalena ainda não decidiu quem apoiará

Os três mais cotados para receber o apoio da Prefeita e disputar a sua sucessão são: 
a vereadora Cybele Roa, do Avante, o delegado Israel Rubis do PP e um empresário da cidade.

Em Arcoverde, porteira do Sertão, a 250 km do Recife, a prefeita Madalena Brito (PSB) continua protagonista de uma sucessão comandada por ela própria por conflitos de indefinição nunca vistos na história dos seus mandatários. O tempo avança, o calendário abre a cortina de maio e ela não sabe ainda em quem apostar num candidato para chamar de meu.

Uma hora parece ter se convencido de que o melhor nome para enfrentar o favorito Zeca Cavalcanti, seu ex-guru, de quem recebeu o batismo das urnas e depois deu uma de Judas, é a vereadora Cybele Roa, do Avante, campeã de votos na eleição passada.

Mas ainda tem, por outro lado, umas recaídas pelo delegado Israel Rubis, do PP, o algoz de políticos que deverão estar em seu palanque, como a presidente da Câmara, Célia Gallindo (PSB), cobra criada da política local, a decana do Legislativo.

Madalena ainda pensa num tertius, que seria um empresário rico da cidade. Este já reiterou, por diversas vezes, que não quer se meter em política. Está muito bem em seus negócios, que vão de hotéis a supermercados. Tem vocação de tucano: sempre em cima do muro.

Enquanto isso, Zeca pilota seu boing em céu de brigadeiro. Nem o tempo de chuvas fortes e trovoadas no Sertão atrapalha a sua rota. Um dia belisca a prefeita ali, outro sai com uma live com mais de mil comentários. Que ele, pacientemente, faz questão de responder um a um.

Madalena, até as paredes da sua casa desconfiam, tende a romper a barreira dos conflitos que arrebatam o seu sono marchando mesmo com Cybele, mesmo não a convencendo a trocar o Avante pelo PSB. Com isso, se ganhar a eleição subtrai mais uma Prefeitura do mapa geopolítico da legenda socialista que comanda o Estado e a Prefeitura da capital, o que também não é nem degustado no Palácio das Princesas.

O que se diz entremuros na rádio corredor de Arcoverde é que Cybele pode não aceitar mais o apoio dela se essa novela dos seus conflitos da insegurança se prolongar, porque teme o desgaste de uma segunda gestão não tão bem digerida pela população quanto à anterior do seu primeiro mandato.

Se isso ocorrer, qual candidato irá fecundar para Madalena chamar de meu?

Magno Martins

Nenhum comentário:

Postar um comentário