quarta-feira, 4 de março de 2020

LOCAÇÃO CUSTARÁ R$ 6,8 MILHÕES AO ANO: Assembleia Legislativa vai alugar ao menos 46 SUVs novas em folha para deputados estaduais

Tudo isto em uma cidade (Recife), em que o Metrô é uma vergonha injustificável e
começa a literalmente ferir as pessoas com acidentes com descarilhamento.

A Assembleia Legislativa do Estado acaba de publicar o primeiro leilão do ano para contratação de serviços. De acordo com o aviso de licitação, o interesse do poder Legislativo local é renovar o transporte de suas excelências, em um ano eleitoral.  Com a locação dos serviços, os deputados estaduais irão andar montados em SUVs novinhas em folha, como os da marca Hylux. Um modelo de veículo sw4 Toyota custa na faixa dos R$ 260.000,00 cada carro.

Tudo isto em uma cidade em que o Metrô é uma vergonha injustificável e começa a literalmente ferir as pessoas com acidentes com descarilhamento. A licitação da Alepe ainda vai ocorrer em 5 de março. Serão 46 veículos para os deputados estaduais, por ao menos R$ 9,6 mil mensais, cada unidade.

O custo inicial por um ano seria de ao menos 6,8 milhões para a manutenção da locação. Como os serviços podem ser renovados por até 60 meses, o valor do contrato para o vencedor pode ser três vezes isto. Mas esse é um preço estimado. Somente depois do pregão, será possível saber quanto vai ficar realmente esse aluguel por veiculo.

Faturas em atraso - De acordo com informações de bastidores, a troca de fornecedor para locação ocorre em um momento em que a Alepe está com mais de 10 notas em aberto, devendo a empresa Barreto Santos Ltda, fornecedora atual.

Em tese, o contratante pode vir a pagar multa de 0,5% diário por atraso, ou mesmo ser acusado de crime de responsabilidade porque existe empenho em favor da empresa fornecedora. “Zero bronca”, diz um técnico governamental. “Sobre eles estarem devendo a empresa anterior dez faturas, me diga um setor no Estado que não está devendo? Executivo, TJPE, Alepe e MPPE botam na pendura muitas coisas e vão tocando com a barriga”.

Com informações do Blog do Jamildo

Nenhum comentário:

Postar um comentário