domingo, 22 de março de 2020

PARA MINISTRO DA SAÚDE DO BRASIL, MOMENTO É DE COMBATE AO COVID-19: Mandetta defende adiar eleições de 2020 para conter o avanço do novo coronavírus no país

Mandetta: "Está na hora de o Congresso olhar e falar assim ó: “Adia,
faz um mandato tampão desses vereadores e prefeitos”.

O ministro da saúde do Brasil, Luiz Henrique Mandetta, afirmou que o Congresso Nacional Brasileiro deveria adiar as eleições municipais deste ano, marcadas para outubro, para conter o avanço do novo coronavírus no país. O comentário foi feito durante reunião por videoconferência com prefeitos de capitais, neste domingo, 22.

Para o Ministro, a disputa eleitoral pode comprometer o foco dos gestores e causar uma “tragédia”. "Está na hora de o Congresso olhar e falar assim ó: 'Adia, faz um mandato tampão desses vereadores e prefeitos'", afirmou Mandetta, assegurando ainda que as eleições devem ser adiadas para se evitar a politização do combate à doença no país.

O ministro fez o comentário em resposta a um dos prefeitos que mencionou dificuldades políticas com outros atores da região para adotar algumas medidas de contenção.  “Não é hora de falar sobre isso”, cortou o prefeito de Campinas, Jonas Donizette, presidente da Frente Nacional de Prefeitos (FNP). Em seguida, foi dada a palavra a um outro gestor, e não se tocou mais no assunto.

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), discordou do ministro de Jair Bolsonaro. Já o futuro presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), o ministro do Supremo Tribunal Federal Luís Roberto Barroso, lembrou que a data está prevista na Constituição, mas que, se houver mudança, trabalhará "com essa nova realidade".

Com informações da Revista Exame e da Folha de São Paulo

Nenhum comentário:

Postar um comentário