quinta-feira, 26 de março de 2020

Devido a crise do Coronavírus, Governo de Pernambuco lança campanha em que pede doações financeiras a população para ajudar na compra de bens e insumos para rede pública de saúde. Dinheiro doado também auxiliará pessoas em estado de vulnerabilidade social

Contribuições voluntárias não têm valor mínimo ou teto máximo e podem
ser efetuadas tanto por pessoas físicas quanto jurídicas.

O Governo de Pernambuco adotou mais uma frente de ação para combater a disseminação do coronavírus no estado. Em parceria com a entidade sem fins lucrativos Porto Social, lança uma campanha emergencial para arrecadar doações com o objetivo de custear bens e insumos para atender a rede pública de saúde e auxiliar pessoas em situação de vulnerabilidade.

Com a nova medida, será possível agilizar a compra e reposição de materiais utilizados pelas unidades públicas de saúde durante o período de duração da pandemia. As contribuições voluntárias não têm valor mínimo ou teto máximo e podem ser efetuadas tanto por pessoas físicas quanto jurídicas.

A fim de viabilizar os depósitos e sua destinação de forma mais rápida possível, um termo de cooperação foi firmado pelo Poder Executivo com a aceleradora e incubadora de iniciativas sociais, que será a operadora dos recursos arrecadados durante o período da campanha. As contribuições devem ser depositadas em nome da Associação Incubadora Porto Social (CNPJ: 25.087.812/0001-47), em conta corrente do Bradesco (AG: 1164 e CC: 50071-2).

“A pandemia do coronavírus só será vencida com a união de todos os setores, do primeiro ao terceiro. A convite do Governo de Pernambuco, nós estamos entrando nessa campanha, convocando toda a sociedade para participar e doar. Esses recursos serão utilizados da melhor forma possível para que esses materiais de saúde sejam adquiridos o quanto antes e ajudem no combate a essa doença”, reforça o presidente do Porto Social, Fábio Silva.

Embora a arrecadação tenha ficado sob responsabilidade da entidade, a utilização dos recursos será definida pelo Comitê Estadual Socioeconômico de Enfrentamento à Covid-19, implementado pelo governador Paulo Câmara por meio do Decreto n° 48.810, publicado no dia 16 de março. As secretarias de Desenvolvimento Econômico, de Saúde e de Planejamento e Gestão encabeçarão a gestão. Um site será criado e posto no ar, dentro em breve, para informar a população sobre as doações e emprego dos valores arrecadados. 

“Precisamos do envolvimento de toda a população no combate à Covid, pois a situação é inédita em todo o mundo e precisamos dar respostas rápidas para evitar a propagação do coronavírus. Este é mais um mecanismo que se criou para auxiliar no atendimento às pessoas infectadas. Faremos a prestação de contas aos moldes do setor privado, no final do período de crise, com o máximo de transparência possível”, reforça o secretário de Desenvolvimento Econômico, Bruno Schwambach.

Segue o link com o depoimento do secretário de Desenvolvimento Econômico, Bruno Schwambach: https://we.tl/t-f1p9gmfPE1

Nenhum comentário:

Postar um comentário