terça-feira, 3 de março de 2020

Coronavírus: Secretaria de Saúde de Pernambuco investiga quatro casos suspeitos e descarta dez

Houve 14 notificações no estado desde o dia 25 de fevereiro. Casos só são 
oficialmente reconhecidos como suspeitos após confirmação do Ministério da Saúde.

A Secretaria de Saúde de Pernambuco divulgou, nesta segunda-feira (2), que descartou mais dois casos suspeitos do novo coronavírus no estado, totalizando dez descartes. Além disso, houve uma nova notificação. Com isso, há quatro possíveis pacientes monitorados por suspeita de estarem com o Covid-19, doença causada pelo novo vírus. No domingo (1º).

Esta foi a primeira vez que o número de casos divulgados pela SES coincidiram com os números divulgados na lista do Ministério da Saúde nesta segunda-feira (2). No Brasil, há 433 casos suspeitos e duas confirmações.

Os números divulgados pelas secretarias estaduais e o Ministério da Saúde não são necessariamente iguais, já que os órgãos têm horários e procedimentos distintos para apresentação de seus boletins diários. Casos só são oficialmente reconhecidos como suspeitos após confirmação do Ministério da Saúde.

De acordo com o coordenador do Centro de Informações Estratégicas da Vigilância em Saúde (Cievs), George Dimech, do total de casos, sete são mulheres; e outros sete, homens.

"No Recife, há sete casos descartados e dois em investigação. Em Olinda, um caso está sendo investigado e, em Jaboatão e em Caruaru [no Agreste], houve um descarte, em cada cidade. Além disso, tivemos um caso de um paciente pernambucano que mora na Itália, que também foi descartado. Dos descartes, houve três casos em que não houve vírus respiratório detectado, dois de Influenza-B, quatro Influenza-A (H1N1) e um caso de Beta coronavírus OC43, que não tem nada a ver com a Covid-19", disse Dimech.

Dos 13 casos notificados desde a terça (25), sete foram atendidos no Hospital Universitário Oswaldo Cruz (Huoc), referência da rede pública para esse tipo de suspeita na capital pernambucana, e outros sete pacientes foram atendidos em hospitais particulares do Recife e de Olinda.

          Com informações do G1 Pernambuco
.

Nenhum comentário:

Postar um comentário