sábado, 21 de dezembro de 2019

COMPROMISSO ASSUMIDO QUE COMEÇA A GANHAR FORMA: Na próxima segunda, Prefeito assina ordem de serviço que permitirá o início da reforma da Avenida Santo Antônio

Projeto irá abranger toda a avenida; revitalizando o Espaço Cultural Luís Jardim.  Área do Colunata será
ampliada e novos espaços de convivência serão criados; a exemplo das praças dos “Guarás” e dos “Anuns”.

O Prefeito de Garanhuns, Izaías Régis, assina, ao lado dos secretários de Obras e Serviços Públicos, Pedro Maia, e de Planejamento e Gestão, Carlos Carvalho, na próxima segunda (23), às 10h, em seu Gabinete, a ordem de serviço para o início das obras de requalificação urbanística na avenida Santo Antônio, no centro da cidade.

O projeto irá abranger toda a extensão da via; revitalizando o Espaço Cultural Luís Jardim; mas preservando a memória e mantendo o mural histórico do lugar.

A área do Largo do Colunata também vai passar por uma ampliação e repaginação paisagística. Com a mudança, novos boxes serão implantados, com o intuito de fomentar a instalação de novos empreendimentos e a geração de empregos para a localidade. Além disso, o projeto contempla novos acessos de escadas e rampa, atendendo também às questões de mobilidade e acessibilidade urbana.

Espaços de convivência serão priorizados ao longo da via. Serão construídas as praças dos “Guarás” e dos “Anuns”, que remetem à etimologia do nome da cidade. A praça localizado em frente ao Palácio Celso Galvão, sede do Poder Executivo Municipal; e a praça onde está localizado o posto policial do Centro da cidade também passarão por reformas. A obra, será executada em duas etapas pela empresa Metta Serviços de Construções.

O investimento total será de R$ 2.492.792,51 (dois milhões, quatrocentos e noventa e dois mil, setecentos e noventa e dois reais e cinquenta e um centavos), com repasses do Ministério do Desenvolvimento Regional, que foram adquiridos por meio de duas emendas parlamentares, do ex-deputado federal Jorge Côrte Real, e do ex-senador Armando Monteiro. Além de uma contrapartida com recursos próprios do Governo Municipal.
.

. 

.