sexta-feira, 30 de agosto de 2019

Brasília: Governo reduz estimativa de salário mínimo para R$ 1.039

Valor previsto agora está abaixo da última projeção, anunciada 
em abril, que indicou um salário mínimo de R$ 1.040. (Agência Brasil).

O salário mínimo proposto pelo governo federal para o ano que vem é de R$ 1.039. O valor consta no Projeto de Lei Orçamentária (PLOA) de 2020, que foi enviado hoje (30) para análise do Congresso Nacional, juntamente com o texto do projeto de lei que institui o Plano Plurianual (PPA) da União para o período de 2020 a 2023.

“Esse valor é exatamente o número de 2019 corrigido pelo INPC. Não é nossa política de salário mínimo. Temos até o fim do ano para estabelecer nossa política de salário mínimo”, afirmou o secretário especial da Fazenda, Waldery Rodrigues, durante coletiva de apresentação do Orçamento 2020.

Até o ano passado, a política de reajuste do salário mínimo, aprovada em lei, previa uma correção pela inflação mais a variação do Produto Interno Bruto (PIB, soma dos bens e serviços produzidos no país). Esse modelo vigorou entre 2011 e 2019. Porém, nem sempre houve aumento real nesse período porque o PIB do país, em 2015 e 2017, registrou retração, com queda de 7% nos acumulado desses dois anos. 

Revisão para baixo - O valor previsto agora está abaixo da última projeção, anunciada em abril, que indicou um salário mínimo de R$ 1.040. A revisão para baixo está relacionada à  correção do valor do salário mínimo de 2020 ser corrigido pela inflação desse ano, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), que registrou queda nos últimos meses (de 4,19% para 4,09%).

Cada aumento de R$ 1 no mínimo terá impacto de cerca de R$ 298,2 milhões no Orçamento de 2020. A maior parte desse efeito vem dos benefícios da Previdência Social de um salário mínimo. Mesmo com a ligeria redução, o salário mínimo do ano que vem vai ultrapassar a faixa R$ 1 mil pela primeira vez na história. O reajuste representa uma alta de um pouco mais de 4% em relação ao valor atual (R$ 998).
.

Mais Educação: Izaías inaugura primeira escola modular do Nordeste

Núcleo Municipal de Educação Integrada Professor Byron Veras de Barros e Silva ;
Escola Municipal General Sampaio irá atender 350 crianças. (Secom/PMG).

O Prefeito de Garanhuns, Izaías Régis, inaugurou hoje (30), a primeira escola modular do Nordeste brasileiro. A unidade escolar, recebeu o nome de Núcleo Municipal de Educação Integrada Professor Byron Veras de Barros e Silva. Ela compreende as novas instalações da Escola Municipal General Sampaio.

A secretária de Educação, Eliane Vilar, participou da cerimônia, junto ao prefeito, o vice, Haroldo Vicente, demais secretários, os vereadores, Daniel da Silva, Marinho da Estiva, Zaqueu Lins, Luzia Cordeiro, Carla Patrícia e Marinho da Estiva.
.

Também estiveram presentes, o comandante do 71º Batalhão de Infantaria Motorizada, Coronel Alexandre de Castro Goyanna, além de familiares do professor que dá nome ao núcleo, educadores, gestores e a comunidade escolar. A cerimônia de inauguração também contou com a apresentação da banda marcial da Escola Municipal Gabriela Mistral e Banda de Música do 71º Bi Mtz. 

De acordo com a secretária de Educação, Eliane Vilar, o núcleo está preparado para atender inicialmente cerca de 350 crianças de 06 a 12 anos. “A instalação possui uma tecnologia arquitetônica que é referência no Brasil, com um revestimento térmico que proporciona temperaturas ideias para nossos estudantes se sentirem confortáveis na hora de aprender. Além disso, as salas são amplas e as crianças irão estudar em horário estendido, com aulas e atividades durante a manhã e tarde”, comentou a secretária.
.

A Escola Municipal General Sampaio foi municipalizada no ano de 2012 e funcionava dentro do 71º Batalhão de Infantaria Motorizada. Juntamente com as novas instalações, o Programa Forças no Esporte (Profesp) também foi ampliado, compreendendo mais estudantes dentro da ação. 

O prefeito Izaías Régis comemorou a entrega de mais uma obra do município.  “Nós lutamos para trazer o melhor da Educação para Garanhuns, pois é através dela que as crianças e adolescentes poderão mudar a sociedade. Além do Núcleo, os estudantes também terão direito a um ônibus escolar, para que possam se locomover da melhor maneira possível”, ressaltou.

A garanhuense Flávia Munique é mãe dos estudantes Douglas Alberto, de 11 anos de idade, e Daniele Munique, de 7 anos, e elogiou a nova instalação. “Estou muito feliz que agora meus filhos estudam perto de casa. Isso vai ajudar até no aprendizado deles porque será mais fácil de chegar na escola”, finalizou.
.

. 

Garanhuns: Prefeitura inaugura centro de atendimento psicopedagógico

Sala de Musicalização também foi entregue e
funcionará no mesmo local. (Secom/PMG).

A Secretaria Municipal de Educação, em parceria com a Secretaria de Saúde, inaugurou o Centro Municipal de Atendimento Psicopedagógico Professora Virgínia Amélia Santos de Oliveira na tarde desta quinta-feira (29), com a presença do prefeito Izaías Régis, o vice, Haroldo Vicente, a primeira dama, Socorro Régis, as secretárias de Educação, Eliane Vilar, e Saúde, Nilva Mendes e demais secretários, os vereadores Alcindo Correia e Luzia Cordeiro e familiares da professora Virgínia Amélia Santos de Oliveira, além de professores, gestores e alunos da Rede Municipal. A Sala de Musicalização, que anteriormente funcionava no Centro Cultural Alfredo Leite Cavalcanti, também vai ter o local como sede.

De acordo com a secretária de Educação, Eliane Vilar, o Centro Municipal é o primeiro entre as cidades de porte médio de Pernambuco a ser implementado. Atualmente, Garanhuns dispõe de 14 Salas de Atendimento Educacional Especializado nas escolas municipais, destinadas ao acolhimento de estudantes com deficiência. “A Rede Municipal de Ensino conta com cerca de 500 alunos com deficiência e neste Centro, eles terão acesso a psicólogos, psicopedagogos, fonoaudiólogos e outros profissionais de saúde, que atuarão no intuito de trazer para os nossos alunos um atendimento equânime”, afirmou a secretária.
.

Ainda segundo a Secretaria de Educação, os estudantes serão atendidos conforme os encaminhamentos das escolas, durante os contraturnos das aulas. Anexo ao Centro, a Sala de Musicalização, que atualmente atende cerca de 150 alunos, também irá beneficiar aos jovens com aulas de música e canto. 

O prefeito Izaías Régis ressaltou a relevância da Educação e a importância da inclusão social. “A gestão municipal se preocupa com o aluno que tem deficiência. Neste local, cuidaremos das nossas crianças e dos nossos jovens que fazem a Rede Municipal de Garanhuns e eles irão se desenvolver de forma completa e com mais qualidade. Precisamos incluí-los na sociedade e dar a eles o direito de serem tratados de forma igual na sociedade”, completou o gestor.
.

.

.

.

.