sábado, 6 de julho de 2019

ARCOVERDE: São João injetou mais de R$ 30 milhões na economia

Em 2019, evento ocorreu por intermédio de 10 polos na cidade.
Média de público por noite, ficou entre 60 e 70 mil pessoas. (NE10 Interior).

Um balanço do São João de Arcoverde, no sertão pernambucano, foi divulgado durante uma coletiva de imprensa realizada na última quinta-feira (4) no gabinete da prefeitura. A festa, realizada durante os dias 21 a 29 de junho, injetou mais de R$ 30 milhões em recursos, de acordo com dados revelados na ocasião.

A festa teve ao todo dez polos de animação. O São João multicultural do palco principal trouxe artistas de grande destaque nacional, como Leonardo, Xand Avião, Anitta, Fulô de Mandacaru, Leo Magalhães, Alcymar Monteiro e Maciel Melo.

Houve um aumento de 10% a 15% nas vendas do comércio. O número de turistas cresceu em 15% em comparação ao São João do ano passado e chegou a 60 mil pessoas por noite. O grande número de público também colaborou para a rede hoteleira, que registrou uma ocupação total nos dias da festa.

O trabalho da Polícia Militar foi intenso durante o São João, principalmente no polo principal, onde estava a maior parte do público. Nenhuma ocorrência grave foi registrada.

A prefeita Madalena Britto comemorou os bons resultados do período junino para o município: "Essa edição em 2019 foi diferenciada de todas as outras anteriores e nós estamos aqui contentes comemorando tudo que aconteceu no nosso município. Tivemos um aquecimento na economia com aumento de empregos diretos e indiretos".

Além da prefeita, também participaram da coletiva o vice prefeito Wellington Araújo, secretários municipais, representantes da Câmara de Vereadores, Câmara de Dirigentes Lojistas, Corpo de Bombeiros, Polícia Militar e a imprensa da cidade e da região.
.

Sivaldo: “Garanhuns será palco de mais um grande Festival de Inverno”

Em nota distribuída a imprensa, deputado ainda manifestou que o FIG 2019, será o único evento 
produzido pelo Governo do Estado, que não sofrerá cortes no seu investimento este ano. Leia:

“Na última quinta-feira (4), aconteceu o anúncio da programação do 29° Festival de Inverno de Garanhuns. O FIG é o maior evento Multicultural do Brasil. Neste ano, o FIG se destacou dos demais anos por trazer uma das melhores programações dos últimos anos, com o objetivo de atender a todos os públicos do evento.

Vale destacar ainda que, o Festival de Inverno de Garanhuns 2019 foi o único evento que não teve cortes, garantindo ainda um aumento no seu orçamento para enriquecer esse belo evento, fechando um investimento de mais R$ 8 milhões de reais.

É importante saber que o FIG, neste ano de 2019, mantém uma excelente qualidade, especialmente quando se verifica a qualidade dos artistas profissionais que apresentarão sua arte nos 20 polos de atrações que serão implantados na cidade.

Parabenizamos a todos que fazem o Festival de Inverno de Garanhuns, a FUNDARPE, na pessoa do presidente Marcelo Canuto, a Secretária de Cultura, na pessoa do secretário Gilberto Freire Neto, além dos demais secretários envolvidos. Mas, em especial, agradecemos ao Governo Paulo Câmara, que manteve seu compromisso de valorizar a cultura e o turismo pernambucano, mesmo quando todas as circunstâncias são desfavoráveis. O FIG é feito por todos nós, vamos aproveitar esse grande festival que atrai tantos turistas, gera renda e emprego, e garante a alegria do nosso povo.”

Sivaldo Rodrigues Albino
Deputado Estadual - Líder do PSB na ALEPE
.

CARUARU: “José Queiroz, do PDT, pode ficar inelegível para as Eleições Municipais de 2020”, diz Tribunal de Contas

Caso seja comprovada a improbidade administrativa no mandato de 2013, político, que já foi prefeito 
de Caruaru, não poderá se candidatar a nenhum cargo no próximo ano. (G1 Caruaru e Região).

O ex-prefeito do município de Caruaru, no Agreste de Pernambuco, José Queiroz (PDT), poderá ficar inelegível para qualquer cargo nas Eleições Municipais de 2020. De acordo com o Tribunal de Contas do Estado (TCE), a medida será tomada caso seja comprovada a improbidade administrativa do político no mandato de 2013.

Por meio de nota, a assessoria de imprensa de José Queiroz informou ao G1 que "prefeito algum pode ser avaliado apenas por questões pontuais. Por exemplo, o prefeito que aplica 24% na saúde, quando o limite constitucional é 15%, favorece ao povo tanto quanto os 24% aplicados na educação". A decisão deve ser embargada.

Após acatar um recurso do Ministério Público de Contas do Estado de Pernambuco, o Tribunal de Contas do Estado, foi favorável a emitir um parecer prévio pela rejeição das contas do ex-prefeito de Caruaru. "Entre os pontos debatidos, o procurador Cristiano Pimentel argumentou que José Queiroz não aplicou o mínimo de 25% em educação" no mandato de 2013, conforme informou o tribunal.

Ainda segundo o TCE, o procurador afirmou que o ex-prefeito passou todo o exercício com as despesas de pessoal acima do limite da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).