quarta-feira, 26 de junho de 2019

AINDA SEM DATA PARA SER DIVULGADA: Programação do FIG 2019 começa a ser desenhada pela Secult/Fundarpe

Lista de artistas habilitados a participar do Festival de Inverno de Garanhuns foi finalmente divulgada e,
apesar de não ser definitiva, já adianta quais serão as prováveis atrações do evento. (Folha de Pernambuco).

A Secretaria de Cultura de Pernambuco (Secult), divulgou o resultado inicial das atrações que devem integrar o 29º Festival de Inverno de Garanhuns (FIG), entre os dias 18 e 27 de julho. As propostas classificadas não estão automaticamente incluídas na grade do festival, mas a seleção será feita com base nesta lista de aprovados em diversas modalidades (Artes Visuais, Audiovisual, Circo, Cultura Popular, Dança, Design e Moda, Fotografia, Gastronomia, Literatura, Música, Patrimônio, Teatro), e divulgada posteriormente.

As atrações musicais são geralmente as mais aguardadas pelo público local e aquele que vem de outros estados; que lotam os shows realizados nos diversos polos espalhados pela cidade. Na lista prévia, os primeiros colocados foram a banda musical Saboeira, o cantor Claudionor Germano e o maestro Ademir Araújo, que se apresenta junto com a Orquestra Popular da capital pernambucana, Recife. Os três, como patrimônios vivos de Pernambuco, tiveram pontuação diferenciada em relação aos demais concorrentes.

Entre os nomes que obtiveram boa pontuação (e que, portanto, têm maior probabilidade de serem incluídos na grade final da programação) estão Elba Ramalho, Mundo Livre S/A, Odair José, Banda Eddie, Maciel Melo, Ira!, Otto, Francisco El Hombre, Céu, Ave Sangria, Jards Macalé, Karina Buhr, Fafá de Belém, Duda Beat, Diomedes Chinaski, Mariana Aydar, Devotos e Letrux.

Outros artistas também aprovados na lista, que tem 19 páginas, são Chico César, Virginia Rodrigues, Negra Li, Sandra de Sá, Barão Vermelho, Maciel Salu, Mombojó, Genival Lacerda, Luiz Paixão, Isaar, Isabella Taviani, Ná Ozetti e Luiz Tatit.
.

O cantor Jackson do Pandeiro, que estaria comemorando seu centenário neste ano, será o homenageado do FIG. "Vamos focar nele. É Jackson quem vai dar o tom da festa", adianta o presidente da Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (Fundarpe), Marcelo Canuto. "A ideia é fazer uma festa bonita, com muita cor local mas com alcance nacional, mantendo a rede da cultura viva em Garanhuns". 

Ao falar sobre o FIG a Folha de Pernambuco, o Presidente da Fundarpe limitou-se a informar que os resultados anunciados são o principal critério a ser seguido, mas que a Secult tem liberdade para escolher parte dos nomes. "O edital é um instrumento que há mais de uma década, é utilizado como uma forma de dar transparência e democratizar o processo. Então, nossa determinação é respeitar o edital, lembrando que ele prevê que 20% das contratações podem ser feitas à escolha da gestão", afirmou Canuto a reportagem. 

          Vale dizer, a Secult/Fundarpe ainda não revelou a data nem o local/cidade em que irá divulgar a programação oficial e completa do FIG 2019. 
.

Supremo julga pedido de Gilmar Mendes, mas decide manter Lula preso

Proposta do Ministro, de soltar o ex-presidente imediatamente, foi
derrotada pelo placar de 3 votos a 2. (Folha de Pernambuco).

A Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal decidiu nesta terça-feira (25) negar o pedido de soltura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, preso desde abril de 2018 após ser condenado por corrupção e lavagem de dinheiro no caso do tríplex de Guarujá (SP). 

Por 3 votos a 2, a proposta do ministro Gilmar Mendes, de soltar o ex-presidente imediatamente, foi derrotada. Edson Fachin, Celso de Mello e Cármen Lúcia votaram contra a soltura imediata do petista. Gilmar Mendes e Ricardo Lewandowski votaram a favor.

A decisão foi tomada após recurso da defesa do petista, que alegou falta de imparcialidade do ex-juiz Sérgio Moro, que condenou o petista e é atual ministro da Justiça de Jair Bolsonaro (PSL). O Supremo deve voltar a analisar o caso no segundo semestre.

Vale dizer, embora não tenha obtido êxito, o julgamento de soltura de Lula, ocorreu em um momento político favorável ao petista por causa da revelação de mensagens de Moro e de autoridades da Lava Jato divulgadas pelo site The Intercept Brasil desde o último dia 9.

Em razão desses novos fatos, a defesa do ex-presidente destacou ao Supremo, a existência das conversas no último dia 11, em forma de complemento do pedido de habeas corpus impetrado anteriormente e que já questionava a parcialidade do ex-juiz Sérgio Moro.

DECISÃO: STJ nega liminar e mantém preso Prefeito de Camaragibe

Operação que prendeu Demóstenes Meira na última quinta (20), investiga práticas de organização 
criminosa, fraude em licitação, corrupção e lavagem de dinheiro desde 2008. (JC Online).

Ontem, terça-feira (25), o ministro Jorge Mussi, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), rejeitou o habeas corpus com pedido de liminar impetrado pela defesa do Prefeito da cidade de Camaragibe, na Região Metropolitana do Recife, Demóstenes Meira, que foi preso na última quinta-feira (20). O pedido da defesa foi feito na segunda (24).

"Em arremate, a reforçar a impossibilidade de concessão da cautela postulada, de uma análise perfunctória da decisão impugnada verifica-se que a almejada conversão da prisão preventiva em domiciliar não foi alvo de deliberação pela autoridade impetrada, o que revela que a análise do tema diretamente por este Sodalício se daria em indevida supressão de instância", diz trecho da decisão do Minisro Jorge Mussi, do STJ.

Operação Harpalo II - Demóstenes Meira foi preso na última quinta, durante a operação denominada "Harpalo II". As investigações tiveram início em 2018 e miram as práticas de organização criminosa, fraude em licitação, corrupção e lavagem de dinheiro. Além de Meira, os policiais prenderam quatro empresários.

Ação que Magrão move contra o Sport ultrapassa os R$ 5 milhões

Valor, consta na Petição Inicial do processo, cujo teor
o Jornal do Commercio teve acesso. (JC Online).

Uma ação milionária! Mesmo com segredo de justiça, a reportagem do Jornal do Commercio conseguiu obter informações sobre o processo que o goleiro Magrão está movendo contra o Sport na Justiça do Trabalho. O valor da causa trabalhista do goleiro rubro-negro passa dos R$ 5 milhões. Para ser mais exato: R$ 5.016.853,16. O processo ocorre na 10ª Vara do Trabalho do Recife.

Na petição inicial, que o JC teve acesso, o goleiro Magrão pede que "seja reconhecida a rescisão antecipada do CONTRATO ESPECIAL DE TRABALHO DESPORTIVO firmado com o reclamado (Sport) tendo em vista as irregularidades apontadas, o inadimplimento do FGTS e de verbas salariais, além da imagem". Além disso, que "seja concedida, liminarmente, a Tutela de Urgência assegurando ao reclamante a liberação do vínculo desportivo mantido com o reclamado.

Com relação às dívidas que estão abertas com o goleiro Magrão, a petição inicial aponta salários em aberto de outubro, novembro de 2018 (R$ 41.333,33). Também 25 dias de férias de 2018 (R$ 22.222,21). Além de contratos de imagem de fevereiro (duas parcelas), abril e maio de 2019 ( totalizando os três meses R$ 86.794,81). Valores referentes ao 13º de 2017, no valor de R$ 20.000,00). Gratificações de relacionados aos meses de dezembro de 2017, fevereiro, setembro e outubro de 2018 (totalizando R$ R$ 28.000,00).

LUTO: Morre no Rio de Janeiro, Mauro Moraes, filho de Dominguinhos. Governo de Garanhuns emite nota de pesar

Mauro era filho do primeiro casamento de Dominguinhos e estava
com 59 anos de idade. (ACSI - Foto: Arquivo Secom/PMG).

O Governo Municipal de Garanhuns lamenta com profundo pesar a morte de Mauro José da Silva Moraes, ocorrida nesta terça-feira, dia 25 de junho, ocorrida no estado do Rio de Janeiro (RJ). Mauro era filho do primeiro casamento do eterno mestre Dominguinhos e estava com 59 anos de idade. De acordo com as informações repassadas por familiares, Mauro sofreu um infarto do miocárdio e não resistiu. 

Mauro teve um importante papel na luta para trazer o corpo do pai para ser enterrado em Garanhuns, no ano de 2013. O prefeito de Garanhuns Izaías Régis (PTB), ressalta que Mauro foi uma figura chave junto à Prefeitura em todos os trâmites jurídicos e que após esse momento, o mesmo conheceu toda a equipe do Governo Municipal. “Na ocasião, ele conheceu a todos nós, e contou de sua missão em manter a memória de Dominguinhos viva em sua terra natal, o desejo de seu pai”, conta o gestor. 

O filho do mestre sanfoneiro também recebeu o Troféu Viva Dominguinhos, premiação concedida à familiares, admiradores e amigos, durante o evento  que recebe o nome de seu pai. O Governo de Garanhuns comunica a morte de Mauro com profunda dor e reconhece, notadamente, seu caráter e honra durante sua passagem pela terra.