sexta-feira, 22 de março de 2019

UFPE lança edital de concurso. Vagas são para Caruaru, Vitória e Recife

Salários variam de R$ 2.446,96 a R$ 4.180,66. Ao total, 34 vagas estão sendo 
oferecidas, entre os níveis médio e superior. (G1 Pernambuco – Foto: Divulgação).

A Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) lançou o edital de um concurso público com 34 vagas para técnicos administrativos em educação, nos níveis médio e superior. As vagas são para os campi da capital, Recife, de Vitória de Santo Antão e de Caruaru, e os salários variam de R$ 2.446,96 a R$ 4.180,66.

As inscrições devem ser feitas entre os dias 7 de maio e 9 de junho, exclusivamente pela internet. As taxas custam R$ 78 para os candidatos aos cargos de nível médio e R$ 125 para os candidatos a cargos de nível superior. Os detalhes do cronograma do certame estão disponíveis no edital do concurso, publicado Diário Oficial da União da segunda (18).

Segundo o edital divulgado, para o nível médio, as vagas são para confeccionador de instrumentos musicais, editor de imagem, técnico de laboratório, técnico em audiovisual, técnico em química, técnico em segurança do trabalho, tradutor e intérprete de linguagem de sinais. No nível superior, as oportunidades são para analista em tecnologia da informação, físico e engenheiro de segurança do trabalho.

A avaliação dos candidatos acontece por meio de provas objetivas ou práticas, a depender do tipo de cargo. As provas objetivas estão agendadas para o dia 21 de julho. Já as provas práticas e operacionais estão previstas para o período entre 14 e 22 de setembro. O resultado da seleção está previsto para o dia 31 de outubro.

Paulo sanciona Lei que retira posse de armas de agressores de mulheres

Decreto assinado pelo Governador, foi publicado nesta
sexta-feira no Diário Oficial do Estado. (JC Online – Foto: SEI).

Em pleno mês de março, onde são realizadas diversas ações em prol das mulheres, o governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB) sancionou nesta sexta-feira (22) o decreto que trata de medida protetiva de urgência para suspensão da posse ou restrição do porte de arma de homens que agredirem mulheres relacionados a Lei Maria da Penha.

Segundo a publicação no Diário Oficial; a autoridade policial, em todos os casos de violência doméstica e familiar contra a mulher, feito o registro da ocorrência, "deverá verificar se o agressor possui registro de porte ou posse de arma de fogo".

A decisão vai de contra mão ao Governo Federal, que segundo o decreto do socialista, ampliou "as hipóteses de presunção de sua efetiva necessidade". No dia 15 do último mês de janeiro, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) assinou o decreto que flexibiliza as regras para o acesso à posse de armas no Brasil.

Deputado propõe que passagens de idosos sejam custeadas pela União

Fernando Rodolfo: “Deixar recair todo o peso desses encargos sobre as prefeituras
pode inviabilizar a prestação de transporte público coletivo de qualidade”.

Parecer do deputado federal pernambucano, Fernando Rodolfo (PR) ao projeto de lei 3866/2015 obriga a União a repassar recursos às prefeituras para garantir a gratuidade das passagens de ônibus aos idosos. O parecer  deverá ser votado em meados de abril na Comissão de Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa, indo em seguida ao exame da Comissão de Finanças e Tributação da Câmara Federal, em Brasília.

O deputado lembra que o Estatuto do Idoso, uma lei de 2003, assegura passagens de ônibus gratuitas aos cidadãos maiores de 65 anos, mas as prefeituras, responsáveis por subsidiar o benefício, enfrentam dificuldades financeiras para arcar com os custos da gratuidade. “Apesar  do transporte coletivo urbano ser de competência dos municípios, o cuidado com o idoso é de responsabilidade de todas as esferas do Estado”, assinala.

Segundo Fernando Rodolfo, “deixar recair todo o peso desses encargos sobre as prefeituras pode inviabilizar a prestação de transporte público coletivo de qualidade ou gerar discriminação das concessionárias aos idosos”. Por isso, acrescenta, o governo federal deve retirar “parte do peso que recai sobre os cofres municipais e viabilizar o exercício dos direitos do idoso”. O projeto de lei do qual é relator determina que os valores dos repasses da União a cada prefeitura serão calculados pela estimativa do número de usuários.

“É preciso ampliar as vagas para os idosos nos ônibus sem prejuízos às empresas concessionárias, um desafio que temos de enfrentar. O parecer ao projeto de lei 3866/2015 reforça meu compromisso de defender uma qualidade de vida digna para a melhor idade”, conclui o deputado pernambucano.

Brasília: Maia avisa a Paulo Guedes que deixará articulação da reforma

De Maia para Guedes: “Se é para ser atacado nas redes sociais por filhos e aliados de Bolsonaro, 
governo não precisa da minha ajuda”. (Estadão Conteúdo – Foto: Marcelo Camargo Agência Brasil).

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), avisou nesta quinta-feira (21) ao ministro da Economia, Paulo Guedes, que deixará a articulação política pela reforma da Previdência. Maia tomou a decisão após ler mais um post do vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ), com fortes críticas a ele. Irritado, o deputado telefonou para o Ministro e disse que, "se é para ser atacado nas redes sociais por filhos e aliados do Presidente Jair Bolsonaro, o governo não precisa da minha ajuda."

A ligação do presidente da Câmara para o titular da Economia foi presenciada por líderes de partidos do Centrão. Maia está irritado com a ofensiva contra ele nas redes, com a falta de articulação do Palácio do Planalto e com a tentativa do ministro da Justiça, Sergio Moro, de ganhar mais protagonismo na tramitação do pacote anticrime.

"Eu estou aqui para ajudar, mas o governo não quer ajuda", disse o presidente da Câmara, segundo deputados que estavam ao seu lado no momento do telefonema. "Eu sou a boa política, e não a velha política. Mas se acham que sou a velha, estou fora."