sábado, 2 de novembro de 2019

Urgente: Desembargador que condenou Lula absolve empresário paranaense que sonegou quase R$ 19 milhões de reais

De acordo com Gebran Neto, não comete crime o empresário,
que em crise financeira, sonega impostos ao fisco.

O desembargador que ajudou a condenar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) a 12 anos de prisão no caso famoso “Caso Tríplex”, João Gebran Neto, em decisão sobre crime de sonegação, em que foi relator, demonstra não ser tão rigoroso.

Ele entende que não comete crime o empresário, que em crise financeira, sonega impostos ao fisco. Gebran Neto, relator da ação no TRF-4, absolveu um empresário paranaense que havia sido condenado em primeira instância pelo crime de sonegação.

O empresário Marco Antonio Bomtempo, segundo a sentença de primeira instância deve R$ 18.736.812, incluídos juros e multas, calculados em julho de 201, segundo o juiz Richard Ambrosio da 5ª Vara Federal de Londrina.

          Com informações do Portal Diário do Centro do Mundo (DCM)

Nenhum comentário:

Postar um comentário