quarta-feira, 6 de novembro de 2019

Alepe: Priscila Krause questiona aumento do Estado com propaganda

Conforme a proposta, a ação “Divulgação Governamental em Todos os Meios de Comunicação” 
passaria de cerca de R$ 68 milhões em 2019 para mais de R$ 90 milhões em 2020.

O aumento no volume de recursos para propaganda institucional previsto no Projeto de Lei Orçamentária Anual (PLOA) para 2020 do Estado foi alvo de críticas da deputada estadual Priscila Krause (DEM), na Reunião Plenária desta terça (5) da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe). Conforme a proposta, a ação “Divulgação Governamental em Todos os Meios de Comunicação” passaria de cerca de R$ 68 milhões em 2019 para mais de R$ 90 milhões em 2020, o que representa um incremento de 33%.

“Em um ano em que as prefeituras têm limitação nos gastos com publicidade, o governador Paulo Câmara manda um orçamento recorde para a propaganda estadual. Não é preciso ser muito perspicaz ou inteligente para entender o significado dessa medida”, declarou a parlamentar, em discurso proferido na Casa Joaquim Nabuco.

A democrata comparou o crescimento desses gastos com o orçamento para programas como o Mãe Coruja, que, segundo ela, teve redução de 83%. “Como o Governo pode falar de proteção às mulheres quando diminui os recursos para esse programa, de R$ 4,8 milhões para R$ 794 mil? Temos aumento de R$ 30 milhões em propaganda, enquanto o Mãe Coruja perde mais de R$ 3 milhões”, observou.

Priscila anunciou que enviará uma emenda ao PLOA 2020 a fim de recuperar o orçamento do Programa Mãe Coruja, retirando verbas destinadas à publicidade institucional. “Vamos fazer esse debate aqui na Alepe não só na discussão do Orçamento, este ano, mas também na execução que ocorrerá no ano que vem”, frisou. “Os pernambucanos pagam os impostos mais altos do Nordeste, e estamos alertando cotidianamente que o Governo precisa utilizar melhor esses recursos que são pagos por todos nós”, ressaltou a deputada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário