terça-feira, 29 de outubro de 2019

Recife: Jornalista denuncia: "Em 2018, PHS usou candidata a deputada estadual "laranja” em Vertentes". Irmã de um aliado de Fernando Rodolfo, Renata Pereira recebeu R$ 35 mil reais do fundo eleitoral, mas obteve apenas 20 votos no estado, nove deles em sua cidade

De acordo com a publicação de Magno Martins, ano passado, ninguém viu um só santinho de campanha da manicure; mas do dinheiro que entrou em sua conta, ela transferiu R$ 10 mil para uma gráfica e outros valores para uma produtora, o próprio irmão, uma sobrinha e até um ex-conselheiro tutelar.

.

O Jornalista Magno Martins, que além de assinar um dos blogs mais respeitados no segmento de política do país, ainda assina coluna no Jornal Folha de Pernambuco repercutiu ontem que o município de Vertentes, no Agreste do Estado, também foi protagonista de laranjal nas eleições passadas. De acordo com Magno, Renata Pereira, com registro na justiça eleitoral sob o número 31.999, foi “candidata” a deputada estadual pelo PHS em 2018; e apesar de sua conta de campanha ter recebido R$ 35 mil reais do fundo eleitoral e R$ 600 reais em doação, ela obteve, pasmem, apenas 20 votos no Estado; nove em Vertentes.

Segundo escreveu Magno em sua coluna nesta segunda-feira, na cidade, Renata exerce a profissão de manicure, sendo irmã de Edjailson Pereira, suplente de vereador, conhecido por Dida de Elda, à época presidente municipal do PHS e aliado do deputado federal Fernando Rodolfo; que em 2018 também integrava o partido. Ano passado, o parlamentar obteve pouco mais de mil votos na cidade.

Voltando a Renata, e de acordo com Magno, ninguém viu um só santinho de campanha da manicure; mas do dinheiro que entrou em sua conta, ela transferiu R$ 10 mil para uma gráfica e outros valores para uma produtora, o próprio irmão, uma sobrinha e até um ex-conselheiro tutelar.

Na pressão – Ainda segundo a publicação de Magno, como toda cidade pequena, em Vertentes até as paredes sabem que Renata Pereira não fez campanha e deixou familiares irritados em aceitar ser posta como “laranja” sob o pretexto de completar a cota partidária obrigatória do sexo feminino. Janiel Pereira, seu esposo, reprovou a ideia, mas acabou sendo voto vencido diante da pressão de aliados de Fernando Rodolfo.
.

Resposta - Procurado para dar explicações sobre a notória e explicita “laranja” aliada em Vertentes, o deputado Fernando Rodolfo, eleito sob o dogma da moralidade, emitiu nota onde se defende, alegando que responde apenas por ele. Leia a nota, na íntegra:

“Caro Magno,

A respeito de nota publicada em sua coluna, hoje, não tenho muito a contribuir. Primeiro, porque não tive influência na escolha dos candidatos do PHS. Segundo, porque respondo apenas por fatos que dizem respeito à minha candidatura e ao meu mandato, ambos pautados pela moralidade.

No caso específico de Vertentes, o suplente de vereador Dida de Elda fez parte do grupo que me apoiou e a decisão dele em ajudar a irmã que disputou mandato de deputada estadual foi legítima e natural. Para mim, sem surpresas.

No mais, sigo em Brasília fazendo meu trabalho com honestidade e dedicação integral. Como sempre, estou disponível para qualquer esclarecimento.”

Fernando Rodolfo – deputado federal pelo PL

Nenhum comentário:

Postar um comentário