segunda-feira, 7 de outubro de 2019

Eleição para o conselho tutelar consagra nomes ligados a base de Izaías

Na eleição deste domingo, nenhum postulante ligado ou mesmo apoiado pela oposição local, 
obteve sucesso. Os dois mais competitivos não foram eleitos, e sequer ocupam suplência.

Após três meses de campanha, cinco etapas cumpridas para o processo de escolha, e uma apuração bastante movimentada, Garanhuns já conhece, a nova formação do Conselho Tutelar do município, para o quadriênio 2020/2023. Sem nenhuma surpresa, os cinco primeiros colocados, assim como os suplentes (outros cinco), são "ligados" a base política do atual Prefeito de Garanhuns, Izaías Régis (PTB).

Nenhum postulante ligado ou mesmo apoiado pela oposição local, obteve sucesso. Moretson e Eliane Silva, por exemplo, considerados os mais competitivos, sequer ficaram entre os suplentes; o que representa um resultado amargo, difícil e duro de digerir. Na eleição deste ano, eles aparecem na 13º e 15ª posições, respectivamente. Em 2015, no entanto, Moretson ficou na 6º posição, enquanto que Eliane, na 7ª.

Conhecido o resultado, quem não deve estar nada satisfeito com ele, é o deputado estadual Sivaldo Albino, líder do PSB na Assembleia Legislativa. A bem da verdade, é que ele contava com a vitória de ambos, neste domingo. Como isso não aconteceu, o setor da oposição liderado pelo deputado, sai fragilizado desta eleição.

Resultado semelhante ao de domingo, ocorreu em 2016 na disputa pela Câmara. Na ocasião, nenhum vereador foi eleito pela oposição. A época, Sivaldo foi apontado como responsável por esse péssimo aproveitamento, haja vista ele ter focado na candidatura a vereador de seu irmão, Johny Albino, em detrimento das demais.

E COMO FICA DAQUI PRA FRENTE – Com um discurso alinhado, os Governistas saem fortalecidos da disputa pelo Conselho. Quanto a oposição, ela precisa reavaliar as suas prioridades; recompor o grupo, mas sobretudo se reinventar, afinal, o placar de ontem (10 a 2 para os governistas), demonstra a pouca articulação, para não dizer o amadorismo, com que o bloco tratou a disputa pelo Conselho Tutelar.

Ponto para os governistas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário