terça-feira, 13 de agosto de 2019

Prevenção à violência contra a mulher chega à Zona Rural de Garanhuns

Ao longo da semana, Projeto "Movimento" pretende atingir todas as comunidades rurais do município,
trazendo sempre a conscientização sobre os direitos de gênero e o protagonismo feminino. (Secom/PMG).

Inserir a mulher no contexto sociocultural e prevenir a violência doméstica praticada contra mulheres da Zona Rural fazem parte dos objetivos da Secretaria da Mulher de Garanhuns, dentro do projeto intitulado “Movimento”, iniciado nesta segunda-feira (12), na comunidade quilombola Estivas. Durante a semana, a ação pretende atingir todas as comunidades rurais do município, trazendo sempre a conscientização sobre os direitos de gênero, bem como o protagonismo feminino no seio da sociedade.

A secretária da Mulher, Walkíria Alves, que lida diariamente com casos de violência, explica o intuito de adentrar nas comunidades específicas. “Neste projeto, estamos voltadas ao acolhimento das mulheres do campo, com o objetivo de reforçar a importância de se buscar apoio diante da violência, já que o assunto ainda é um tabu e a cultura machista é tão enraigada. Também orientamos as famílias em relação ao conhecimento ou desconfiança de alguma forma de violência doméstica e familiar dentro da comunidade”, explicou.

As mulheres rurais também estão recebendo sensibilizações sobre a importância da denúncia e do papel de cada um na construção de uma rede de apoio à mulher. Amanhã (13), será a vez do Sítio Jardim. Na quarta-feira (14), os moradores do distrito de Miracica receberão orientações, seguidos pelos moradores do distrito de Iratama (15). Na sexta-feira (16), o encontro será no Distrito de São Pedro.
.

Nenhum comentário:

Postar um comentário