sexta-feira, 30 de agosto de 2019

Garanhuns: Prefeitura inaugura centro de atendimento psicopedagógico

Sala de Musicalização também foi entregue e
funcionará no mesmo local. (Secom/PMG).

A Secretaria Municipal de Educação, em parceria com a Secretaria de Saúde, inaugurou o Centro Municipal de Atendimento Psicopedagógico Professora Virgínia Amélia Santos de Oliveira na tarde desta quinta-feira (29), com a presença do prefeito Izaías Régis, o vice, Haroldo Vicente, a primeira dama, Socorro Régis, as secretárias de Educação, Eliane Vilar, e Saúde, Nilva Mendes e demais secretários, os vereadores Alcindo Correia e Luzia Cordeiro e familiares da professora Virgínia Amélia Santos de Oliveira, além de professores, gestores e alunos da Rede Municipal. A Sala de Musicalização, que anteriormente funcionava no Centro Cultural Alfredo Leite Cavalcanti, também vai ter o local como sede.

De acordo com a secretária de Educação, Eliane Vilar, o Centro Municipal é o primeiro entre as cidades de porte médio de Pernambuco a ser implementado. Atualmente, Garanhuns dispõe de 14 Salas de Atendimento Educacional Especializado nas escolas municipais, destinadas ao acolhimento de estudantes com deficiência. “A Rede Municipal de Ensino conta com cerca de 500 alunos com deficiência e neste Centro, eles terão acesso a psicólogos, psicopedagogos, fonoaudiólogos e outros profissionais de saúde, que atuarão no intuito de trazer para os nossos alunos um atendimento equânime”, afirmou a secretária.
.

Ainda segundo a Secretaria de Educação, os estudantes serão atendidos conforme os encaminhamentos das escolas, durante os contraturnos das aulas. Anexo ao Centro, a Sala de Musicalização, que atualmente atende cerca de 150 alunos, também irá beneficiar aos jovens com aulas de música e canto. 

O prefeito Izaías Régis ressaltou a relevância da Educação e a importância da inclusão social. “A gestão municipal se preocupa com o aluno que tem deficiência. Neste local, cuidaremos das nossas crianças e dos nossos jovens que fazem a Rede Municipal de Garanhuns e eles irão se desenvolver de forma completa e com mais qualidade. Precisamos incluí-los na sociedade e dar a eles o direito de serem tratados de forma igual na sociedade”, completou o gestor.
.

.

.

.

.

Nenhum comentário:

Postar um comentário