terça-feira, 23 de julho de 2019

Renovada, Roberta Miranda volta ao Festival de Inverno de Garanhuns após sete anos. “Estou sempre me reciclando”, diz ela em entrevista

Com 32 anos de carreira, 25 discos de estúdio, Rainha do Sertanejo sobe ao 
palco Mestre Dominguinhos nesta terça-feira (23) às 23h30. (G1 Caruaru e Região).

Considerada a “Rainha do Sertanejo”, Roberta Miranda é uma das atrações desta terça-feira (23) no Festival de Inverno de Garanhuns (FIG). A cantora sobe ao palco Mestre Dominguinhos a partir das 23h30. Além dela, Maciel Melo, Nando Azevedo, Anastácia e Terezinha do Acordeon também se apresentam.

Com 32 anos de carreira, 25 discos de estúdio e sendo responsável por sucessos como “Majestade, o Sabiá”, “Meu Dengo” e “Vá com Deus”, Roberta Miranda foi uma das precursoras do sertanejo feminino no Brasil, quebrando recordes de vendas de discos e se tornando um marco para a música brasileira.

Em conversa por telefone com o Portal G1 Caruaru e Região, a artista falou sobre a alegria de estar de volta aos palcos do Festival de Inverno de Garanhuns, após sete anos; sua relação com os fãs e seu processo de renovação durante a carreira. Roberta também falou sobre o show que realizou aqui em 2012, e sobre ter declarado que ele foi um dos que mais marcaram a sua carreira. Diante da afirmação do passado, o G1 quis saber da cantora se ela espera que isso se repita esse ano?”.

A eterna “Rainha do Sertanejo”, respondeu assim: “O show foi emocionante, tão emocionante que eu esqueci Majestade Sabiá, esqueci de cantar Majestade Sabiá. É uma satisfação muito grande, um prazer, eu gosto muito. Lembro da vez que eu estive aí, público excelente, maravilhoso, um mar, um mar de emoção e um mar de gente. Eu espero muito que isso se repita esse ano, estou ansiosa. Graças a Deus a gente tem um fã clube muito intenso, tanto é que está nas redes sociais, em todos os lugares por onde eu passo. É porque o repertório é muito bom, o público canta do início ao final, não se para, é um show pra cima, com muito forró e com canções que não podem ser retiradas, como “Duas taças”, “Majestade Sabiá”, a “Mulher em Mim e outras mais”…

Para conferir a entrevista feita pelo G1
com Roberta Miranda, na ítegra, clique aqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário