sexta-feira, 21 de junho de 2019

São Paulo: Karla Cybele é uma das finalistas do Web Music Festival

Após um hiato de quase dez anos, artista decidiu
voltar com força máxima para a vida musical.

A cantora pernambucana Karla Cybele participa da primeira edição do Web Music Festival - competição de músicas autorais entre artistas independentes de todo o país. O festival, sediado em São Paulo, está na fase final, na qual o público decide o vencedor por meio de visualizações no YouTube. A votação acontece até o dia 5 de julho. Karla, que é natural de Garanhuns, interpreta a canção “A cada”, escrita pelo compositor Pedro Neri. “A letra de ‘A cada’ expõe a sensibilidade que nos falta, diante da instantaneidade do nosso dia a dia. Um sorriso, um olhar, um abraço; gestos simples que passam despercebidos”, descreve a artista que já atua há mais de 28 anos na música.

Após um hiato de quase dez anos, a artista pernambucana decidiu voltar com força máxima para a vida musical. Karla, que também é pedagoga, deu os seus primeiros passos como cantora aos 14 anos. Desde então, a música não saiu mais do seu horizonte. De lá para cá, já tem um disco gravado, “O Porto” (2003), apresentações em grandes eventos culturais, como o Festival de Inverno de Garanhuns e a Quinta da Música, do Sesc. Em 2007, ganhou o prêmio de ‘Melhor Música’ no II Musicarte, em São Benedito do Sul (PE), com a canção “A solução” (Verisson de Melo).

Foi com o intuito de gravar um segundo trabalho que Karla Cybele se inscreveu no Web Music Festival, que premiará o vencedor com um EP, que será gravado no estúdio Mosh, em São Paulo; além de videoclipe e distribuição do álbum nas plataformas digitais. “O festival é uma grande oportunidade de realizar um sonho, que venho buscando há um tempo”, descreveu Karla, que já tem mais de 7 mil visualizações no YouTube em “A cada”.

A VOTAÇÃO - Para votar, é necessário o usuário acesse o link do vídeo, logado a uma conta Google, e o assista até o final.

CARREIRA - Natural da cidade de Garanhuns, Karla Cybele da Silva nasceu no dia 23 de junho de 1976. A artista atua no segmento musical há 28 anos, mas com vários hiatos. Aos 14 anos, Karla iniciou a sua carreira musical, sendo a música religiosa o seu primeiro gênero musical. Foi componente do grupo Kairós, do Ministério El Shaddai, da Banda Gênesis e do grupo Raiz Nordestina. Foi responsável pelos grupos musicais Chama de Amor e Fortes na Fé, ambos do Colégio Diocesano de Garanhuns. Como atriz e cantora, atuou no Grupo Orión. Tem participação na coletânea Poesia e Música, produzida por Carlos Janduy, e que conta com a contribuição de vários artistas da Suíça Pernambucana.

Ao longo de sua carreira, Karla se apresentou em três edições do Festival de Inverno de Garanhuns (FIG) (2004, 2005 e 2007), no projeto “Quinta da Música”, do Sesc, em 2004, como também no I Festival Zumbi dos Palmares (IZP), em Maceió (AL), em 2008. Já em 2007, a cantora garanhuense recebeu o prêmio de ‘Melhor Música’ no II Musicarte, realizado na cidade de São Benedito do Sul (PE), com a canção “A solução”.

“O PORTO” - Em outubro de 2003, Karla Cybele lançou o seu primeiro e único disco. Intitulado “O Porto”, o trabalho contém 12 faixas, entre elas músicas inéditas e grandes sucessos da MPB, como “Palco”(Gilberto Gil), “Segue o Seco” (Carlinhos Brown) e “Seduzir” (Djavan). O álbum foi produzido pelo músico e produtor Carlos Janduy, com arranjos do guitarrista Roberto Lima. Para Janduy, Karla Cybele “é uma das maiores intérpretes de Pernambuco” e que a artista “tem um timbre especial e legal de se ouvir, e ela merecia estar em um patamar bem alto da Música Popular Brasileira”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário