segunda-feira, 17 de junho de 2019

Recife: Álvaro Porto diz que duplicação da BR-423 é luta apartidária

Em Audiência na Alepe, petebista ainda destacou que, além do envolvimento do governo 
do estado e da União, pleito precisa estar na pauta dos deputados federais votados no Agreste.

"A luta pela duplicação da BR-423 entre São Caetano e Garanhuns não tem relação com política partidária, mas é questão de necessidade de todo o Agreste Meridional". A afirmação foi feita pelo deputado estadual pernambucano Álvaro Porto (PTB) durante audiência pública realizada nesta segunda-feira, 17 de junho, na Alepe, para tratar da duplicação dos cerca de 80 quilômetros da rodovia entre os dois municípios. 

O petebista destacou que, além do envolvimento do governo do estado e da União, o pleito precisa estar na pauta dos deputados federais votados no Agreste, independentemente de posição política. A audiência foi convocada pelo deputado Sivaldo Albino (PSB) e foi realizada no âmbito da Comissão de Administração.  

"Toda semana estamos naquela estrada, eu o deputado Sivaldo Albino, e a gente vê a dificuldade que é para transitar entre São Caetano e Garanhuns. O movimento (de automóveis) é muito grande e tem aumentado. Com isso, cresce o risco de acidentes", disse.  "Nós deputados estaduais somos muito cobrados, mas a gente precisa cobrar dos deputados federais. Muitos foram votados na região e têm que chegar junto para disponibilizar emendas para que a duplicação seja viabilizada", completou. 

Na reunião desta segunda ficou acertado que uma nova audiência pública sera promovida, desta vez em Garanhuns (ainda sem data definida). Para Porto, será oportunidade de envolver a população, prefeitos, vereadores, autoridades e lideranças da região.  "Vamos convocar deputados federais. Muitos foram votados em todas as cidades da região e têm obrigação com a gente do Agreste Meridional", disse. "Dessa vez a gente espera que a obra saia do papel. Desde o governo do ex-presidente Lula (2003-2010) essa duplicação foi prometida", acrescentou o parlamentar.

Álvaro Porto lembrou ainda que quando era prefeito de Canhotinho (2005-2012) o então prefeito de Garanhuns, Luiz Carlos de Oliveira fez uma mobilização com todos os prefeitos da região, mas a obra não aconteceu. O deputado observa que a duplicação, para além do impacto positivo na segurança no trânsito, vai garantir desenvolvimento econômico e social para a região onde vivem mais de 580 mil pernambucanos.
.

Nenhum comentário:

Postar um comentário