domingo, 23 de junho de 2019

PREFEITO FOI PRESO NA QUINTA: "Desvios na Prefeitura de Camaragibe chegaram a R$ 60 milhões", aponta polícia

Segundo delegada responsável pelas investigações, as fraudes eram feitas
através de favorecimento de licitações nos serviços de engenharia. (Blog Da Folha).

A investigação contra o prefeito de Camaragibe, Região Metropolitana do Recife, Demóstenes Meira, apontou que os desvios de dinheiro na prefeitura chegaram a R$ 60 milhões. Esse valor foi informado na manhã da sexta-feira (21) pela Policia Civil, que detalhou a operação Harpalo II, que cumpriu cinco mandados de prisão preventiva e um de afastamento cautelar na quinta (20) contra o prefeito e quatro empresários - Severino Ramos da Silva, Luciana Maria da Silva, Carlos Augusto e Joelma Soares

Segundo a delegada Jessica Ramos, responsável pelas investigações, as fraudes eram feitas através de favorecimento de licitações nos serviços de engenharia realizados e também através de desvios de verbas públicas em nome de terceiros. “Encontramos na casa do prefeito diversos boletos de energia, água, imóveis e carros luxuosos em nome dos empresários. Isso caracterizou que o prefeito lavava dinheiro em nome de outras pessoas, mas utilizava desses bens”, declarou a delegada a imprensa.

A delegada informou que a ligação do prefeito com os empresários foi comprovada em uma viagem que ele realizou com a então noiva, Taty Dantas, à sede da empresa de Carlos Augusto,  localizada em Natal (RN). O local era, na verdade, um apartamento residencial perto da praia. “O empresário pede por e-mail que o porteiro do local libere a estada do prefeito nesse apartamento que se apresenta em contratos como a sede da empresa, mas que não tinha estoque e nem funcionários. Ou seja, não havia capacidade para realizar os serviços contratados pela Prefeitura de Camaragibe”, afirmou.
.

Nenhum comentário:

Postar um comentário