quarta-feira, 26 de junho de 2019

DECISÃO: STJ nega liminar e mantém preso Prefeito de Camaragibe

Operação que prendeu Demóstenes Meira na última quinta (20), investiga práticas de organização 
criminosa, fraude em licitação, corrupção e lavagem de dinheiro desde 2008. (JC Online).

Ontem, terça-feira (25), o ministro Jorge Mussi, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), rejeitou o habeas corpus com pedido de liminar impetrado pela defesa do Prefeito da cidade de Camaragibe, na Região Metropolitana do Recife, Demóstenes Meira, que foi preso na última quinta-feira (20). O pedido da defesa foi feito na segunda (24).

"Em arremate, a reforçar a impossibilidade de concessão da cautela postulada, de uma análise perfunctória da decisão impugnada verifica-se que a almejada conversão da prisão preventiva em domiciliar não foi alvo de deliberação pela autoridade impetrada, o que revela que a análise do tema diretamente por este Sodalício se daria em indevida supressão de instância", diz trecho da decisão do Minisro Jorge Mussi, do STJ.

Operação Harpalo II - Demóstenes Meira foi preso na última quinta, durante a operação denominada "Harpalo II". As investigações tiveram início em 2018 e miram as práticas de organização criminosa, fraude em licitação, corrupção e lavagem de dinheiro. Além de Meira, os policiais prenderam quatro empresários.

Nenhum comentário:

Postar um comentário