sexta-feira, 28 de junho de 2019

2ª Fase da Operação Insanidade da PF mira na Prefeitura de Agrestina para apurar compras irregulares de remédios a empresas garanhuenses

Objetivo da PF, foi cumprir 04 (quatro) mandados judiciais de busca e apreensão, a fim 
de arrecadar documentos e informações, nas sedes das Empresas. (Assessoria Polícia Federal).

A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta quinta-feira, dia 27, a segunda fase da Operação Insanidade, instaurada com a finalidade de apurar ilegalidades na aquisição e distribuição de medicamentos, principalmente os de uso controlado, pela Secretaria Municipal de Saúde de Agrestina, entre os anos de 2018 e 2019.

Essa nova fase da Operação teve como foco as empresas fornecedoras de medicamentos sediadas aqui no município de Garanhuns, que teriam sido vencedoras de pregão eletrônico. A Polícia Federa não divulgou o nome das Empresas investigadas.

O objetivo da PF, foi cumprir 04 mandados judiciais de busca e apreensão, a fim de arrecadar documentos e informações nas sedes das Empresas, que possam comprovar a legalidade ou ilegalidade no fornecimento de medicamentos controlados.

De acordo com a PF, a operação ainda atuou em busca de informações acerca da regularidade no trânsito dos produtos entre os fornecedores e a Prefeitura Municipal de Agrestina, município distante cerca de 110km de Garanhuns.

Nenhum comentário:

Postar um comentário