terça-feira, 14 de maio de 2019

Roma; Itália: Freira Brasileira será proclamada Santa pelo Vaticano

Canonização de Irmã Dulce ocorrerá, após ser comprovada a realização do seu segundo milagre. 
Informação foi divulgada pelo "Vatican News", canal oficial da Santa Sé. (Estadão Conteúdo).

O Papa Francisco assinou nesta segunda-feira, 13, um decreto que reconhece o segundo milagre atribuído a Irmã Dulce e fará com que ela seja proclamada santa. Irmã Dulce foi beatificada em 22 de maio de 2011.A informação foi divulgada pelo "Vatican News", canal oficial de comunicação da Santa Sé. O site afirma que a canonização da Irmã Dulce acontecerá em celebração solene de canonizações. 

Religiosa da Congregação das Irmãs Missionárias da Imaculada Conceição da Mãe de Deus, a Beata Irmã Dulce nasceu na cidade de Salvador, no estado da Bahia, em 26 de maio de 1914 e ali faleceu em 22 de maio de 1992. 

O milagre responsável pela beatificação de Irmã Dulce (1914-1992) foi um caso de pós-parto de uma moradora da cidade de Malhador, no interior de Sergipe, que se encontrava em uma situação crítica de hemorragia, curada pela intervenção da santa. 

São quatro as exigências para comprovar o milagre: ser preternatural (a ciência não consegue explicar), instantâneo (acontecer logo após a oração), duradouro e perfeito.

Além da Irmã Dulce, mais outros 36 brasileiros receberam a honraria de santo pelo Vaticano. Entre eles, Frei Galvão — famoso por suas pílulas —, Madre Paulina — nascida na Itália —, São José de Anchieta — nascido na Espanha — e outros 33 religiosos.

Outro decreto publicado Pelo Vaticano nesta segunda, diz respeito a outro brasileiro, atribuído às virtudes heroicas do Servo de Deus Salvador Pinzetta (nome de batismo: Hermínio Pinzetta), religioso da Ordem dos Frades Menores Capuchinhos; nascido em Casca, no Rio Grande do Sul (Brasil) em 27 de julho de 1911 e falecido em Flores da Cunha (RS) em 31 de maio de 1972.
.

Nenhum comentário:

Postar um comentário