terça-feira, 14 de maio de 2019

Partidos Políticos mudam de nome para dar “algo novo ao eleitorado”

“Novo” da vez é o PRB, que após Convenção Nacional, deverá
passar a se chamar “Republicanos”. (Inaldo Sampaio).

Partido Político trocar o nome para se apresentar ao eleitorado como “algo novo” já está virando regra no Brasil. O “novo” da vez é o PRB, que após Convenção Nacional, deverá passar a se chamar “Republicanos”.

De acordo com o Jornalista Inaldo Sampaio, quem inaugurou a prática ainda em 2007 foi o PFL, que se transformou em “Democratas”. Depois o PTN virou “Podemos”, o PMDB aboliu o “P” de partido para retomar à mesma denominação de quando foi criado em 1966, o PPS se transformou em “Cidadania”.

Para o professor da UFMG, Leonardo Avritzer, é inimaginável o Partido Republicano dos Estados Unidos mudar o nome. Mas, em se tratando se tratando de Brasil tudo é possível, pois até mesmo o PSDB já admite encomendar uma pesquisa após a investidura do ex-deputado Bruno Araújo na sua presidência para avaliar se permanece ou não com o nome atual. “Hoje está na moda mudar de nome, como se nome tornasse um partido melhor ou pior, nos trouxesse alguma virtude ou, de outro lado, perdoasse algum erro. Isso é acessório. Temos é que fortalecer aquilo que fez a origem do PSDB, que é a social-democracia”, registrou o ex- governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, que encerrará seu período na presidência do PSDB no próximo dia 31 deste mês.

Nenhum comentário:

Postar um comentário