terça-feira, 12 de março de 2019

Izaías concede entrevista e anuncia mais R$ 15 milhões para obras

De acordo com Prefeito, recurso sairá dos cofres municipais. Régis 
anunciou o investimento hoje pela manhã, na rádio Marano FM.

Na manhã desta terça-feira (12), o Prefeito de Garanhuns Izaías Régis (PTB), concedeu entrevistas em duas rádios locais, fazendo uma espécie de prestação de contas do seu segundo mandato e ainda revelando ações e investimentos que a gestão municipal planeja fazer na cidade no decorrer dos próximos meses. Na Rádio Jornal de Garanhuns, o chefe do executivo foi entrevistado no Programa Ronda Policial, por Luciano Andrade, enquanto que na Marano FM, pelo radialista Luciano André, que está à frente do programa “Bom dia Marano”, que vai ao ar de segunda a sábado, sempre das 07 ao meio dia.

Em ambas oportunidades, Izaías revelou que as contas do município estão equilibras. No final de março, o Governo fará uma nova avaliação da folha de pagamento. A expectativa do Prefeito, a exemplo de anos anteriores, é que o gasto com servidores não ultrapasse o limite prudencial de 54%, estabelecido pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). Confirmado esses números, 10 novos guardas municipais, aprovados no último concurso público serão convocados à trabalhar, já a partir do mês de abril.

Na oportunidade em que esteve na Marano, Izaías também falou sobre obras de infraestrutura urbana que serão executadas no município ao longo de 2019. De acordo com ele, serão cerca de R$ 15 milhões de reais injetados na execução dessas obras, que vão desde pavimentação asfáltica e em paralelepípedo a drenagem de águas servidas. O recurso, antecipou o Prefeito, sairá dos cofres do município.

Hoje pela manhã, Régis voltou a falar sobre o caso que envolve a construção do campo do Parque Euclides Dourado. De acordo com ele, por dois anos consecutivos (2017-2018), o Governo Municipal envia a prestação de contas da obra, mas ainda assim, a Gestão Estadual não repassa os últimos 40% de recursos destinados a finalização do campo. “Agora veja nossas obras. Todas estão em andamento, todas terminam”, declarou o Prefeito.

Ainda durante a entrevista, Izaías relatou que o Governo do Estado também está em falta com o repasse de recursos que servem de subsídio para o transporte de alunos da rede estadual de ensino, feito com a frota de ônibus do município.

SAMU e Farmácia Básica estão na mesma situação. No primeiro caso, a dívida do estado com o município ultrapassa os R$ 2,8 milhões de reais, enquanto que no segundo, cerca de R$ 1,6 milhões, segundo último levantamento, datado de agosto de 2018. Sobre a Farmácia básica, vale dizer, esse valor serviria para compra de remédios para a população mais carente do município.

Em se tratando da obra da Ceaga, o Prefeito destacou que terá de investir cerca de R$ 2 milhões de reais de recursos próprios para sua finalização. De acordo com ele, a Caixa Econômica Federal demorou para liberar o recurso obtido no Ministério da Agricultura pelo senador Armando Monteiro - que foi de R$ 5 milhões; o que fez com que o custo da construção acabasse subindo.

A mesma Caixa Econômica ainda foi alvo de críticas de Izaías, no caso que envolve a reforma da Avenida Santo Antônio. Conforme relatou o Prefeito na Marano, o dinheiro necessário para obra, R$ 3,5 milhões de reais, foi viabilizado cinco anos atrás, sendo que até hoje não foi liberado pelo banco, devido a sua burocracia. “Dessa maneira fica difícil da gente trabalhar... Infelizmente nós não fazemos as coisas do jeito que queremos, mas sim do jeito que a burocracia brasileira quer”, frisou Régis.

Nenhum comentário:

Postar um comentário