segunda-feira, 11 de fevereiro de 2019

Fernando Rodolfo e 2020: “Se eu for candidato, será em Caruaru”

Declaração de deputado ocorreu durante entrevista à coluna digital
“No Cafezinho” do Jornal Folha de Pernambuco. (Renata Melo).

A migração do deputado federal Fernando Rodolfo para PR deu-se após uma conversa decisiva que ele teve, pessoalmente, com o manda-chuva da legenda, Valdemar Costa Neto. A travessia de Fernando ampliou a bancada do partido na Câmara Federal, o que o torna um peça fundamental no xadrez que levou o partido em Pernambuco, no final do ano passado, ao comando de Anderson Ferreira. Caso o PR-PE tivesse sido mantido sob a tutela de Sebastião Oliveira, Fernando não teria feito a travessia, porque trabalha em cima de uma plataforma de oposição. Em outras palavras, para ele trocar o PHS pelo PR, o partido estar nas mãos de Anderson era uma premissa e ela foi apresentada a Valdemar.

O dirigente do PR em Pernambuco tem planos majoritários para 2022, o que torna o ano de 2020 estratégico nesse jogo. O nome de Fernando Rodolfo aparece cotado para concorrer a prefeito no ano que vem. Ele faz ponderações: "Eu não sou muito simpático a essa ideia de você ser eleito deputado e, dois anos depois, disputar um cargo majoritário. Passa a impressão de que você está usando um cargo como trampolim para ocupar um outro". Por outro lado, o deputado não fecha os olhos para "o recado das urnas em 2018". Observa que Caruaru "vem dizendo que quer gente nova na política, foi assim com a candidatura a prefeito do Delegado Lessa". Como estreante, ele teve, em Caruaru, quatro mil votos a menos que Wolney Queiroz, que é de uma família tradicional da política.

Rodolfo espera que, em 2020, surja um nome "capaz de agregar esse sentimento", de renovação. "Obviamente, meu nome vai estar colocado, vai estar à disposição do partido", admite ele. Indagado se encabeçaria uma chapa majoritária em Caruaru ou Garanhuns, assegura: "Se for candidato, será em Caruaru". E justifica: "Porque é onde moro, vivo, pago meus impostos, sou contribuinte, onde a gente está ali no dia a dia com as pessoas". O parlamentar fez essas e outras considerações em entrevista à coluna digital No Cafezinho que vai ao ar nas redes sociais, no youtube e no portal da Folha de Pernambuco.

Nenhum comentário:

Postar um comentário