sexta-feira, 15 de fevereiro de 2019

Betânia "recusa" carro, após usar veículo da Câmara por dois anos

Apesar disso, vereadora defende que a Câmara deveria oferecer seis veículos aos
 parlamentares, mesmo eles contando com um subsídio mensal no valor bruto de R$ 12 mil reais.

Depois de se manter em silêncio e acompanhar toda a polêmica em torno da Câmara no caso da recém cancelada licitação para locação de 13 veículos que serviriam para o deslocamento a trabalho dos parlamentares garanhuenses, a vereadora Betânia da Ação Social (PTB), tornou público nesta sexta-feira (15), que iria abrir mão do veículo que eventualmente ficaria a sua disposição a partir deste ano.

Muito embora Betânia tenha recebido o cumprimento de algumas pessoas pela iniciativa, a maioria da população tem criticado a postura adotada por ela. O motivo; muito simples: Betânia utilizou um veículo do Poder Legislativo Municipal por dois anos, mas só agora resolveu entregar, devido a opinião pública não aprovar a licitação proposta pelo atual Presidente da Casa, o vereador Daniel da Silva, que pertence ao PSC.

Betânia, concorda que os vereadores recebam R$ 12 mil reais, sem que necessariamente eles precisem usar esse dinheiro para adquirir um veículo para o trabalho parlamentar. Nesta sexta, ela expôs sua posição ao jornalista Roberto Almeida. “Talvez o certo fosse ter publicado um edital para locar no máximo seis veículos, que poderiam ser usados pelos vereadores, no sistema de rodízio, como sempre foi feito", disse ela.

       Na eventualidade da proposta de Betânia se consolidar, ela e os demais vereadores poderão ter acesso aos automóveis. Em razão disso, um internauta com senso crítico aguçado, perguntou: "Recusou mesmo o veículo vereadora?"

Nenhum comentário:

Postar um comentário