quinta-feira, 28 de fevereiro de 2019

Recife: Ministério Público investiga falta de transparência da SDS

Falta de informações é considerada uma violação aos princípios da administração pública e 
pode acarretar, inclusive, em processo contra gestores por improbidade administrativa. (Blog Ronda JC).

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) instaurou inquérito para investigar a ausência de informações obrigatórias que deveriam estar publicadas no site do Portal da Transparência da Secretaria de Defesa Social (SDS). Denúncias encaminhadas à Promotoria de Defesa da Cidadania da capital pernambucana, Recife, apontam que informações básicas, como detalhes de contratos firmados com empresas privadas e dados sobre os servidores que fazem parte da pasta estadual, não são encontradas no site.

A falta de informações é uma violação aos princípios da administração pública e pode acarretar, inclusive, em processo contra gestores por improbidade administrativa.

A Lei de Transparência foi sancionada em 2009, pelo governo federal, obrigando a União, estados e municípios a divulgar, em tempo real, os gastos com dinheiro público. Dois anos mais tarde, também foi sancionada a Lei de Acesso à Informação, que obriga o Poder Público a fornecer dados solicitados pelos cidadãos.

A investigação sobre a suposta omissão da SDS em relação à divulgação dos dados está sob a responsabilidade da promotora de Justiça Maria Aparecida da Silva.

POLÍCIA CIVIL - Não é de hoje que a imprensa questiona a falta de transparência na segurança pública de Pernambuco. Os números de homicídios, que no governo Eduardo Campos eram publicados no site diariamente (assim como nomes e idades das vítimas), passaram a ser divulgados apenas uma vez por mês. E sem as informações básicas, gerando questionamentos sobre a realidade dos números.

A atual gestão da Polícia Civil, subordinada à SDS, também proibiu delegados e peritos de darem entrevistas sobre determinados casos sob investigações. Não só isso. Repórteres que publicam reportagens com críticas à atual gestão estão sendo proibidos pela assessoria da Polícia Civil de participarem do grupo de WhatsApp onde são divulgadas informações e fotos oficiais de prisões efetuadas pelo órgão – num claro ato de censura. O caso foi denunciado ao Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Pernambuco.

Prefeitura fala sobre notícias de Luizinho: "São Fake e Criminosas”

Nesta quarta, assessor parlamentar divulgou vídeo em suas redes sociais alegando que o Prefeito Izaías teria
movimentado recursos da educação municipal de maneira indevida. Hoje, o executivo respondeu. Leia:

NOTA OFICIAL

“A Prefeitura Municipal de Garanhuns, através de sua Procuradoria, vem por meio desta, apresentar manifestação acerca da equivocada notícia de que o Tribunal de Contas imputou ao prefeito a responsabilidade pela movimentação ilegal de recursos relativos ao recebimento de precatórios do antigo Fundef/Fundeb.

Em primeiro lugar foi solicitado ao Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco, informações acerca deste julgamento e imputação desta responsabilidade. Como já se esperava, a resposta foi no sentido de que é inverídica a informação de que há julgamento pelo TCE imputando a responsabilidade ao prefeito Izaias.

Lamentamos que pessoas usem o nome do Tribunal de maneira criminosa, para propagar falsas notícias, acerca da tramitação de processos naquela Corte. Este fato criminoso foi comunicado ao Inspetor Regional e Presidente do TCE, Marcos Loreto.

Ao contrário do que foi entendido pelos propagadores da notícia inverídica, tal julgamento sequer foi realizado, conforme pode ser observado, no ofício T.C./IRAR 035/2019, em anexo.

Ademais, já foram juntados comprovantes e documentações que afastam as alegações contidas no relatório prévio, o que é bastante normal, e de conhecimento daqueles que sabem o procedimento dos trâmites das auditorias realizadas pelo TCE.

Palavras ditas por pessoas condenadas criminalmente em processos com trânsito em julgado, devem ser relevadas, ante a contumácia criminosa destas pessoas. Assim, o desapreço destas pessoas as instituições, ao usarem o nome da Corte de Contas do Estado de Pernambuco, com o fito de produzir este tipo de notícias (fake News), só demonstra a incapacidade no trato da coisa pública.”

          Abaixo, você confere o vídeo que foi publicado pelo assessor em suas redes sociais:




Além de Luizinho, outros dois Blogs da cidade abordaram o assunto. 
          Clique aqui e aqui e confira.
.

Prefeito de Palmares, na Mata Sul, é afastado do cargo por 90 dias

Afastamento veio após a Câmara de Vereadores apurar supostas
irregularidades na Prefeitura. (G1 Caruaru e Região).

O prefeito de Palmares, na Mata Sul de Pernambuco, foi afastado do cargo na última terça-feira (26). Altair Júnior (MDB) se afastou da gestão municipal após votação na Comissão Parlamentar de Inquérito da Câmara de Vereadores do município.

A Câmara apurou supostas irregularidades na prefeitura, como atrasos nos repasses de empréstimos consignados por parte do poder executivo, e utilização de recursos para pagamento de fornecedores, sem priorizar a questão do pagamento dos servidores públicos.

Por cinco votos a zero, os vereadores decidiram afastar Altair por 90 dias. Com isso, o vice-prefeito, Agenaldo Lessa (PPS) assumiu o poder executivo temporariamente. Por meio da assessoria de imprensa, o prefeito Altair Júnior informou que irá divulgar um posicionamento a partir da quinta (28).

Recife: Paulo Câmara recepciona 1.373 novos residentes no Estado

Evento aconteceu nesta quinta-feira, no Centro de
Convenções de Pernambuco. (Fotos: Hélia Scheppa/SEI).

O governador Paulo Câmara fez questão de recepcionar, nesta quinta-feira (28), os 1.373 novos residentes que irão atuar nas unidades da rede estadual de saúde. As vagas oferecidas no edital deste ano representam um aumento de 43% em relação ao ano de 2014, que contou com 932 residentes. A solenidade, realizada no Centro de Convenções, em Olinda, marca o primeiro contato desses profissionais com a gestão estadual e com os coordenadores dos programas de residência. 

          Na oportunidade, Paulo Câmara lembrou os avanços no setor nos últimos anos.

A residência médica e em outras áreas da saúde são modalidades de pós-graduação caracterizadas por ensino em serviço. O Estado possui 47 instituições credenciadas para ofertar os programas de residência, que podem durar até cinco anos. Segundo o Governo do Estado de Pernambuco, do total de vagas oferecidas em 2019, 837 são de Residência Médica e 536 de Residência em Área Profissional de Saúde.

Anualmente, são investidos R$ 113 milhões nos programas de residência. Desse montante, R$ 81 milhões – quase 72% - são aportados diretamente pelo tesouro estadual. Apesar do corte de investimentos que o Governo Federal realizou na residência nos últimos dois anos, o Estado de Pernambuco assegurou não só a manutenção como a ampliação dos Programas de Residência. Apenas este ano já foram criadas 70 novas vagas.
.

"Empresa dona de avião de Eduardo Campos era pivô de caixa 2"

Afirmação, é dos delatores da JBS. De acordo com eles, empresa 
lavou ao menos R$ 79 milhões para políticos. (Fonte: Folha de São Paulo)

SÃO PAULO - Uma das empresas proprietárias do avião que caiu e causou a morte do presidenciável Eduardo Campos (PSB) em 2014 é apontada por ex-executivos da OAS que firmaram acordo de delação como uma das principais geradoras de caixa dois e pagamento de propina da empreiteira, sobretudo a políticos do Norte e Nordeste.

A Câmara e Vasconcelos Terraplanagem, segundo os depoimentos, lavou ao menos R$ 79 milhões que seriam destinados a caixa dois e propina de 2009 a 2014.

Ela firmava com a OAS contratos superfaturados de terraplanagem e forjava estudos de engenharia, de acordo com os delatores. Na lista de obras mencionadas no suposto esquema estão grandes projetos como a transposição do rio São Francisco.

Na delação, os ex-funcionários da Controladoria, nome dado ao setor responsável pelo caixa dois e os pagamentos de propina da empresa baiana, relataram mais de 200 episódios de corrupção envolvendo a OAS.

Em dezembro, a Folha mostrou que, segundo os depoimentos dos delatores, a empreiteira pagava R$ 200 milhões de propina por ano.
.

Nesta quarta-feira (27) o jornal O Globo publicou reportagem afirmando que um relatório assinado pela procuradora-geral da República, Raquel Dodge, diz que a empreiteira distribuiu propinas e caixa dois a pelo menos 21 políticos de oito partidos.

São citados nos documentos políticos que já são alvos de outras investigações derivadas da Lava Jato, como o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), o deputado federal Aécio Neves (PSDB-MG) e Fernando Pimentel (PT-MG), entre outros.

A delação premiada dos ex-executivos foi homologada pelo Supremo Tribunal Federal em julho do ano passado.

Em relação à empresa que foi dona da aeronave de Campos, políticos do Nordeste são mencionados em depoimentos como beneficiários do esquema mantido pela OAS com essa firma.

Em um dos depoimentos da delação, o contador Adriano de Andrade afirma que R$ 1 milhão foi repassado ao hoje senador Jaques Wagner (PT-BA) em 2013, "com recursos disponibilizados pela Câmara e Vasconcelos".

Na época dos fatos, Wagner era governador da Bahia. A providência prevista nesse caso é o envio da delação à Justiça Federal na Bahia.

Outro mencionado é o hoje ministro do Tribunal de Contas da União Vital do Rego, ex-senador pelo MDB da Paraíba. Um dos delatores fala em repasse de R$ 2 milhões por meio da Câmara e Vasconcelos a um preposto do político em 2014, quando ele foi candidato a governador.

Em outro relato, os delatores apontam que na campanha eleitoral de 2010 o ex-senador Flexa Ribeiro (PSDB-PA) recebeu R$ 150 mil com recursos da Câmara e Vasconcelos. A entrega do dinheiro foi feita numa sala alugada pela OAS próximo a um shopping center de Salvador.

Só em Pernambuco, a OAS lavou R$ 7 milhões em dinheiro para propina fraudando um estudo falso em que a Câmara e Vasconcelos apenas encadernou um material previamente feito pela própria empreiteira. Segundo o relato do contador Roberto Cunha, agora delator, a Câmara e Vasconcelos era contratada para serviços de terraplenagem em quantidades muito maiores do que as que efetivamente realizava.

Ele contou que o primeiro contrato para a geração de caixa dois foi a duplicação de uma rodovia estadual em Pernambuco, a PE-060, em 2009. Só nessa obra, executada durante a gestão de Eduardo Campos no estado, foram gerados R$ 45 milhões.

Roberto Cunha mencionou ainda outras seis obras, como o canal do Sertão e o projeto da orla de Jaboatão dos Guararapes, na região metropolitana do Recife.

A Câmara e Vasconcelos Terraplanagem tem ligação com o empresário João Lyra e foi alvo da Operação Vórtex, que investigou um esquema de lavagem de dinheiro para o pagamento da aeronave Cessna Citation, que se acidentou matando Eduardo Campos.

Outra operação da PF, a Turbulência, em 2016, apontou que o dono da empresa era Paulo César Morato, que morreu naquele ano.

Segundo Roberto Cunha, chegou a haver um esquema internacional da OAS com uma outra empresa de João Lyra, que se chamava Pacora e que rendeu US$ 3 milhões para o caixa dois da empreiteira.

O delator Adriano de Andrade, que disse ter sido o responsável pelo caixa dois da construtora na regional Norte/Nordeste em 2012, afirmou que a OAS tinha uma fórmula que premiava com um bônus a obra que gerasse mais recursos de caixa dois.

"Na maioria das vezes, eles [OAS] já tinham alguma empresa parceira que se submetia a alterar seus preços e suas medições de serviços realizados para gerar um valor maior que seria devolvido para a construtora", afirmou.

Andrade disse que essas outras empresas, em algumas ocasiões, se encarregavam de fazer diretamente os pagamentos a beneficiários finais, como, por exemplo, políticos.

OUTRO LADO - A Folha procurou a defesa do dono da empresa Câmara e Vasconcelos nesta quarta-feira (27). Deixou recados no escritório de advocacia que defende a firma, mas não houve resposta até a publicação desta reportagem.

O ex-senador Flexa Ribeiro afirma que não recebeu qualquer valor da empresa OAS na campanha eleitoral de 2010, como foi dito na delação. Ele diz que "todas as doações recebidas ocorreram de forma legal, conforme previa a legislação naquele período e constam na declaração da prestação de contas", devidamente avaliada e aprovada pela Justiça Eleitoral.

Ele diz repudiar e desconhecer as informações prestadas por representantes da OAS e espera que as declarações sejam apuradas e esclarecidas.

O senador Jaques Wagner, por meio de sua assessoria, afirmou que não comenta "uma informação que desconhece, sobre uma suposta delação premiada a qual sequer teve acesso".

O ministro do Tribunal de Contas da União Vital do Rego disse apenas que não teve acesso à delação mencionada.

Diz ainda que "reitera sua manifestação feita há três anos no sentido de que não recebeu qualquer doação irregular de campanha".

A reportagem não conseguiu contato com o PSB, partido de Campos, para comentar o assunto.



Entenda a delação dos ex-executivos da OAS

Origem A empreiteira foi um dos alvos da Lava Jato ainda no primeiro ano da operação, em 2014. Léo Pinheiro, então presidente da empreiteira, foi detido junto com outros empreiteiros sob suspeita de pagar propina na Petrobras. Meses depois, conseguiu habeas corpus, mas em 2016 voltou a ser preso, condição na qual permanece até hoje

Negociação Pinheiro tentou por anos fechar um acordo de colaboração na Justiça. Paralelamente, ex-funcionários da Controladoria, nome dado ao setor responsável pelo caixa dois e os pagamentos de propina da construtora, firmaram um acordo de colaboração na Lava Jato, que agora teve detalhes divulgados

O que aponta Reportagem do jornal O Globo desta quarta afirma que a delação menciona pagamentos de propina e caixa dois a pelo menos 21 políticos de oito partidos. O volume de recursos citado na reportagem é de R$ 125 milhões. Entre os políticos, estão:

Aécio Neves (PSDB-MG) A delação fala em pagamento de R$ 1,2 milhão à campanha de 2014 via caixa dois. 

Eduardo Paes (DEM-RJ) A delação fala em repasse de caixa dois no valor de R$ 25 milhões em campanha de 2012, para a prefeitura. 

Fernando Pimentel (PT-MG) Depoimentos o acusam de receber propina de R$ 2,5 milhões quando foi ministro

José Serra (PSDB-SP) A delação menciona caixa dois de R$ 1 milhão paga via um ex-tesoureiro.

Rodrigo Maia (DEM-RJ) Delatores mencionam caixa dois de R$ 50 mil na campanha de 2012.

Sérgio Gabrielli (PT-BA) A delação afirma que ele recebia mesada de R$ 10 mil.

Outro lado Os políticos mencionados disseram que desconhecem as afirmações feitas na delação e disseram que suas contas de campanha foram aprovadas

terça-feira, 26 de fevereiro de 2019

Sesc Garanhuns realiza prévia de Carnaval com idosos e crianças

Bloco Sesc Folia desfila pela Avenida Santo Antônio
 nesta quarta-feira (27/2), a partir das 9 da manhã

Nesta quarta-feira, dia 27 de fevereiro, o Centro da cidade de Garanhuns se rende ao som do frevo durante o desfile do Bloco Sesc Folia. A concentração será a partir das 8 horas da manhã, na sede do Sesc, e o percurso será pela Avenida Santo Antônio, principal via do comércio da cidade. A saída do bloco será às 9h e vai contar com a participação dos alunos e pais da Escola Sesc, dos grupos de jovens e idosos e funcionários da Unidade. Os trabalhadores do comércio também podem acompanhar a folia.

A prévia do Sesc Folia já é tradicional às vésperas do Carnaval. Cerca de 500 pessoas devem participar do desfile. O bloco será animado por um mini trio elétrico que vai tocar os principais ritmos carnavalescos de Pernambuco. “Quando o Carnaval se aproxima, os moradores de Garanhuns já ficam na expectativa de saber quando o bloco vai desfilar. E quando ele sai pela Avenida Santo Antônio, contagia a todos que passam ou trabalham no local”, afirma Ivânia Barros, gerente do Sesc Garanhuns.

Camaragibe, PE: Pedido de impeachment do prefeito é aprovado

Processo foi aberto, a partir de quatro votos favoráveis, quatro contrários
e quatro abstenções. (Lourenço Gadelha, especial para Folha de Pernambuco).

Após muita confusão e reviravolta, os vereadores da Câmara Municipal de Camaragibe encerraram a votação pelo pedido de impeachment do prefeito Demóstenes Meira (PTB). na manhã desta terça-feira (26). Com quatro abstenções, quatro votos favoráveis e quatro contrários à abertura do processo, a dúvida era se o voto de minerva poderia ser dado pelo presidente da Casa, vereador Toninho (PTB), posto que ele foi o autor do pedido. Depois de esclarecida a dúvida no regimento e no processo legislativo, o presidente desempatou, decidindo contra o prefeito.

O risco de que a Casa barrasse o pedido de impeachment provocou revolta entre os moradores, que lotavam as galerias aos gritos de "fora meira" e ameaçavam invadir o plenário. Segundo o presidente da Câmara Municipal de Camaragibe, vereador Toninho, a Casa tem cinco dias para o elaborar o parecer e encaminhar ao prefeito, que contará com 15 dias para apresentar sua defesa. Após a defesa do prefeito ser protocolada, o relator da comissão deve proferir o resultado final, que pode ser confirmado em até 60 dias.

Segundo Toninho, a pressão popular e a atuação das instituições foram importantes para a abertura do processo de impeachment do prefeito. "Se o Ministério Público, a OAB, o Tribunal de Justiça e o Tribunal de Contas do Estado cobraram explicações do prefeito, porque a Câmara, principal órgão fiscalizador do município ficaria omissa? A gente precisava dar uma resposta à população e, graças a Deus, foi positiva", comemorou. A assessoria do prefeito informou que a prefeitura ainda não foi notificada sobre o pedido.

De olho em 2020: Advogado lidera grupo para eleger vereadores

Em formação a pouco menos de dois meses, "Viva Mais Garanhuns"
já reúne 30 integrantes. 20 são pré-candidatos a vereador.

O advogado e ex procurador do município, Tony Neto, que já presidiu o PRB, e que atualmente ocupa o posto de assessor político do Prefeito de Garanhuns, Izaias Regis (PTB); vem trabalhando na formação de um coletivo político, que estima eleger ao menos três novos vereadores nas eleições municipais de 2020.

Em formação a pouco menos de dois meses, o "Viva Mais Garanhuns" já reúne 30 integrantes, dentre eles, empresários, funcionários públicos, comerciantes, professores, autônomos e profissionais liberais. Pré-candidatos, são 20.

Ligada ao Prefeito Izaias, a agremiação conta com dois integrantes que atuam como uma espécie de guias políticos. São eles, o administrador, Mano do Caetano, que é ligado a pesquisas eleitorais para consumo interno, e ainda o ex-vereador e Major PM, Geraldo Lucena, este último, que tem sido um dos motivadores do conjunto.
.

Desde de fevereiro, o coletivo passou a contar com mais dois nomes de peso. Um deles, o enfermeiro Jailson Batista, o “Jailson da Perpétuo Socorro"; já tem experiência eleitoral. Ele disputou uma vaga na Câmara em 2012, e naquela ocasião, atingiu 639 votos.

Servidora pública municipal, Cristina Moraes é mais uma que acredita na formação liderada por Tony. Além de filha do jornalista e odontólogo Cláudio Moraes, ela é neta do também odontólogo e ex-vereador por três ocasiões, Raimundo de Moraes; o mesmo que empresta seu nome ao Legislativo Municipal.

Mais sangue nobre – E por falar em ex-vereador, não custa lembrar, o líder do Viva Mais Garanhuns, tem logo dois em sua família. É que o ex-procurador Tony Neto é irmão de Cid, e filho de Osvaldo Ferreira; ambos garanhuenses que tiveram o privilégio de exercer mandato parlamentar na suíça pernambucana.

Triunfo – Em 2012, tendo em vista o legado e o capital político dos Ferreiras, Tony foi candidato a vereador. Naquela ocasião, ele atingiu a marca dos 748 votos; não foi eleito, mas do grupo que liderou, três candidatos ascenderam da condição de postulante à de vereador pela primeira vez. Foram eles: Nelma Carvalho, Alcindo Correia e Gil PM.

Passada a eleição, Tony recebeu uma espécie de convocação do Prefeito Izaías, que foi a de ocupar um dos postos de procuradores do município. No cargo, ele imprimiu um ritmo de trabalho alucinante, a medida que revelou toda sua envergadura jurídica, absorvida na formação acadêmica. Saiu da função maior do que entrou, e após o Governo realizar concurso público para o cargo em 2015. De la pra cá, ele subiu outros degraus, e agora é nada menos que o braço direito do chefe do executivo, na condição de “guru” político.

Reencontro – O Viva Mais Garanhuns volta a se reunir logo após o carnaval; já que o coletivo promove ao menos um encontro de seus membros a cada mês. A expectativa até dezembro, segundo Tony, é de que através dessas reuniões, cerca de 50 lideranças políticas passem a integrar a agremiação, sendo que 30, na condição de pré-candidatos.

Em janeiro, o Viva Mais Garanhuns foi tema de reportagem aqui no blog. 
          Relembre, clicando aqui
.

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2019

Sivaldo convoca Agreste para discutir Desenvolvimento Econômico

Albino em discurso: “A história nos mostra que aguardar passivamente a chegada de 
novas indústrias, através da canetada de um prefeito ou de um governador, é uma ilusão.”.

Na última terça-feira, entrou na ordem do dia do Plenário da Assembleia Legislativa do Estado uma indicação do deputado Sivaldo Albino em que o mesmo fez apelo ao reitor da Universidade de Pernambuco, Pedro Falcão, para que seja criado, no âmbito da UPE – Campus Garanhuns, um núcleo permanente de estudos sobre alternativas para o desenvolvimento econômico de Garanhuns e Agreste meridional de Pernambuco.

Na prática, essa indicação consiste num convite à sociedade de Garanhuns e dos demais municípios do Agreste para que gestores de órgãos públicos, empresários, empreendedores autônomos, sociedade civil organizada, bem como cidadãs e cidadãos interessados, criem um fórum permanente de estudos e debates, com vistas à criação de políticas públicas voltadas especificamente para o combate ao desemprego, para a geração de trabalho e renda e, sobretudo, para a identificação e fortalecimento das novas vocações econômicas e dos arranjos produtivos locais e regionais.

Segundo Sivaldo, já faz cerca de quatro décadas que o agreste meridional, com seus 26 municípios, tem sofrido por não ter conseguido articular sua sociedade em torno de um novo projeto de desenvolvimento econômico regional.

Depois de fazer um breve retrospecto histórico da economia de Garanhuns, em que mencionou desde a chegada da linha férrea, em 1887, marco inicial da transformação de Garanhuns em centro comercial, passando pelas fases do café, do algodão e da criação de gado holandês, que consolidou Garanhuns e região como bacia leiteira do estado, Sivaldo Albino disse que o Agreste se encontra hoje num momento delicado de sua história.

Segundo ele, embora as cidades da região tenham melhorado suas infraestruturas urbanas e tenham diversificado seus comércios, além de terem criado uma boa malha de proteção social, sua base econômica, ou seja, mais de 90% da fonte de renda das populações destes municípios ainda provêm do FPM, que chega à população através dos empregos públicos municipais, e provém também das aposentadorias, pensões e do Programa Bolsa Família, de maneira que é possível afirmar taxativamente que nossas cidades ainda são sustentadas pelo Estado brasileiro.

O parlamentar disse, ainda, que o outro lado da moeda dessa afirmação é que o comércio e as atividades agrícolas e pecuárias da região não têm sido capazes de gerar o sustento econômico de suas famílias, de maneira que é tarefa urgente se buscar novas alternativas de geração de renda e de trabalho. Infelizmente, o agreste meridional, junto com a mata sul, ainda ostenta os piores indicadores sociais do estado.

“E a história nos mostra que aguardar passivamente a chegada de novas indústrias, através da canetada de um prefeito ou de um governador, é uma ilusão. Essas autoridades não têm mais esse poder”, afirmou o deputado.

Albino enfatizou que precisamos cair na real e entender que distritos industriais não representam mais o principal atrativo para indústrias, e aliás já não é o principal atrativo há várias décadas. Garanhuns mesmo já viveu duas experiências frustrantes nessa área. O Distrito industrial que foi criado pelo governo estadual na década de 80 e mais recentemente um esforço do governo municipal para distribuir terrenos em troca de geração de empregos, que também não obteve o êxito esperado.

“Na verdade, logística, mão de obra abundante, centros de ensino profissionalizante, proximidade dos grandes centros de consumo, infraestrutura urbana, proximidade dos grandes eixos rodoviários e incentivos fiscais são os fatores essenciais para a atração de empresas – fatores estes já fartamente encontrados nas regiões metropolitanas dos estados, razão pela qual a industrialização é sempre difícil em regiões como a nossa”, enfatizou o deputado.

“Então, se as velhas saídas já não atendem mais aos problemas atuais, qual a resposta? Quais os caminhos que devemos seguir para desenvolver Garanhuns e as cidades do seu entorno?”, questionou Sivaldo.

“São estas as respostas que este núcleo de estudos, no nosso entendimento, poderá nos dar. Pois ninguém conhece mais a realidade e as necessidades de cada segmento econômico, do que seus próprios integrantes”, afirmou.

“A realidade nos mostra que o setor de prestação de serviços parece nos apontar novos caminhos e novos arranjos produtivos”, disse Albino.

“Inserir desenvolvimento econômico e políticas de geração de renda nas agendas governamentais, dos três níveis de governo, e induzir a criação de políticas públicas efetivas de crescimento regional, é tarefa árdua, mas é tarefa urgente e necessária. Precisamos plantar a semente da transformação social e econômica do agreste meridional. Precisamos incentivar a autonomia econômica de homens e mulheres, ensinar-lhes um ofício, promover a libertação do cidadão agrestino”, insistiu Sivaldo.

“Confio na sensibilidade do Reitor Pedro Falcão, confio na inteligência da comunidade acadêmica, confio na Inteligência e na determinação do nosso povo. Tenho certeza de que esse núcleo de estudos dará uma grande contribuição e irá propor importantes políticas públicas voltadas ao desenvolvimento do nosso agreste”, concluiu.

Camaragibe: Abertura de impeachment do Prefeito vai a votação

Para que pedido seja aceito, é necessário o voto favorável da maioria 
de pelo menos sete, dos 13 vereadores. (Folha de Pernambuco).

As sucessivas denúncias contra o prefeito de Camaragibe, Demóstenes Meira (PTB) e a repercussão negativa sobre o gestor da cidade no noticiário nacional deram origem a um pedido de abertura de processo de impeachment na Câmara Municipal. De iniciativa do presidente da Casa e com adesão de parte dos vereadores, o pedido será votado nesta terça-feira, dia 26 de fevereiro a partir das 9 horas da manhã.

Para que o pedido seja aceito, é necessário o voto favorável da maioria simples. Ou seja, que pelo menos sete dos 13 vereadores votem pela abertura do processo de impeachment. Segundo Toninho (PTB), presidente da Câmara de Camaragibe, pelo menos seis vereadores já sinalizaram apoio ao pedido. "O governo tinha nove vereadores na base. Desses nove, dois deixaram a base do governo e dois ainda estão em cima do muro. Com a pressão popular, não tem nada que impeça que eles votem", avaliou.

"Agora chegou a hora, depois de todos os escândalos que a gente viu em Camaragibe que tornou nossa cidade conhecida internacionalmente. Depois da posição do Ministério Público, do Tribunal de Contas e do Ministério Público de Contas, a Câmara não pode ficar omissa. Amanhã a gente vai ver os vereadores que vão estar ao lado do povo e os vereadores que vão estar no bolso do prefeito", afirmou Toninho, que destacou que é apenas a primeira etapa para o impeachment. "A gente não está cassando o prefeito, estamos abrindo uma investigação para apurar os fatos para que a Câmara possa julgar", explicou.

"Partidos da oposição e até da situação estão se manifestando e o movimento popular está na rua, depois de tanto descaso e todo absurdo que esse prefeito vem causando em nossa cidade", concluiu Toninho.

Palmeirina: Prefeito não paga salário de servidores a quatro meses

Segundo recomendação do Ministério Público, Gestor tem um prazo de 30 dias para regularizar os 
vencimentos desses servidores, sob pena de adoção das medidas judiciais cabíveis. (MPPE).

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) recomendou ao prefeito de Palmeirina, Marcelo Neves, que adota as medidas necessárias para regularizar o pagamento dos salários de servidores públicos, aposentados, pensionistas e contratados do município. O gestor tem um prazo de 30 dias para comprovar ao MPPE a regularização dos vencimentos, sob pena de adoção das medidas judiciais cabíveis.

De acordo com o promotor de Justiça Carlos Henrique Almeida, o Sindicato dos Servidores Públicos de Palmeirina informou à Promotoria de Justiça local que havia atrasos no pagamento dos vencimentos referentes aos meses de outubro, novembro e dezembro de 2018 e de janeiro de 2019. O MP convocou uma reunião para discutir o tema e, na ocasião, os representantes do município não apresentaram qualquer justificativa para os atrasos.

“Além de desatender o direito dos servidores públicos, o atraso no pagamento pode repercutir no próprio serviço por eles prestado, o que enseja a tutela administrativa e judicial por parte do Ministério Público”, ressaltou o promotor de Justiça.

Insegurança: Casos de sequestro relâmpago aumentam 41% em PE

Em 2018, foram 171 ocorrências contra 122 em 2017. Capital pernambucana,
teve o mesmo aumento registrado em nível estadual. (Blog Ronda JC).

Apesar de, mês a mês, a Secretaria de Defesa Social (SDS), do Governo Paulo Câmara (PSB), anunciar que os registros de roubos e furtos aqui no Estado de Pernambuco estão em queda, uma antiga modalidade de crime continua em crescimento e desafia as polícias. Estatísticas revelam que o número de sequestros relâmpago aumentaram 41,3%. Foram 171 ocorrências no ano passado contra 122 em 2017.

O levantamento foi obtido pelo Blog Ronda JC por meio da Lei de Acesso à Informação (LAI). Os números mostram que houve aumento dos casos em municípios da Região Metropolitana do Recife e também no Sertão. A capital pernambucana, por exemplo, teve o mesmo aumento registrado em nível estadual: 41%. Foram 17 ocorrências em 2018. No ano anterior, a polícia contabilizou 12.

Um dos casos de sequestro relâmpago ocorreu em novembro do ano passado, no Centro do Recife. Uma tabeliã e o motorista dela foram surpreendidos por criminosos após saírem de um cartório. Os assaltantes exigiram R$ 50 mil para liberar as vítimas. Como a quantia não foi entregue, a tabeliã e o motorista tiveram os pertences roubados e permaneceram sob ameaças por quase uma hora.

Em Jaboatão dos Guararapes, o número de casos dobrou de um ano para o outro. Saltou de quatro para oito ocorrências. Em Igarassu, quatro pessoas foram vítimas da violência em 2018. No ano anterior foi registrado apenas um caso.

Já no Sertão de Pernambuco, pelo menos dois municípios chamam a atenção. Em Petrolina, 13 sequestros relâmpago foram contabilizados pela polícia no ano passado. Já em 2017 foram quatro ocorrências. Um aumento de 225%. No município de Afrânio, três vítimas em 2018. Nenhum caso foi registrado em 2017.

Em Caruaru, no Agreste do Estado, houve queda nos números, mas o resultado ainda é preocupante. Quinze ocorrências em 2018 contra 16 no ano anterior.

sábado, 23 de fevereiro de 2019

Mais trabalho: Governo Municipal investe em obras na Boa Vista

Ao total, R$ 685 mil reais estão sendo investidos. 
Cinco ruas estão sendo pavimentadas. (Secom/PMG).

A Prefeitura de Garanhuns, por meio da Secretaria de Obras e Serviços Públicos, segue beneficiando os moradores de cinco vias do bairro Boa Vista, com os serviços de pavimentação em paralelepípedos e drenagem, que avançaram durante esta semana. As melhorias de infraestrutura urbana acontecem por meio de um investimento feito com recursos próprios do Governo Municipal.

Entre as vias contempladas estão as ruas Dom Helder Câmara; José Pompeu Luna; Dr. Marcelo Antônio Fernandes (trecho); João Souza Cavalcante (trecho) e Pedro Gois Cavalcante (trecho). A obra está sendo executada pela empresa MS Locações e Construções Ltda. — EPP, e foi visitada,  na última quinta-feira, dia 21 de fevereiro, pelo vice-prefeito de Garanhuns, Haroldo Vicente.

A ordem de serviço, autorizando a execução das obras foi assinada no fim de janeiro, pelo prefeito de Garanhuns, Izaías Régis, que também contemplou mais duas vias no bairro José Maria Dourado. O investimento total, nas duas localidades, é de R$ 685.000,04. “Acima de tudo estamos trabalhando para levar uma maior qualidade de vida para os moradores de Garanhuns. O nosso compromisso é continuar promovendo melhorias de infraestrutura, que venham a beneficiar diretamente a população”, destacou o Prefeito.
.

.

.

.

.

,

Garanhuns: Governo local divulga programação do Carnaval 2019

Festividade marcada pela diversidade de ritmos
será realizada entre os dias 02 e 05 de março. (Secom/PMG).

Garanhuns irá contar com programação durante o Carnaval 2019. A Secretaria de Turismo e Cultura divulgou na última sexta-feira (22) a grade completa do evento, realizado entre os dias 02 e 05 de março. A festa vai contar com polos nos bairros Magano e Boa Vista, além do Parque Euclides Dourado, que receberá uma mistura de ritmos que vai desde o pop ao jazz. Toda a programação é gratuita.

O Parque Musical vai trazer shows durante os quatro dias do Carnaval, sempre das 15h às 18h. No sábado (02), o show será marcado por artistas que apresentam músicas pop. No domingo (03), será a vez de curtir apresentações da Música Popular Brasileira. Segunda-feira (04), a população vai poder conferir o autêntico forró pé-de-serra. A finalização do Parque Musical será na terça-feira (05), com um repertório de jazz. Para tornar ainda mais atrativa a folia, haverá outra edição da Feira no Parque. O espaço irá oferecer artesanato, plantas e gastronomia diversificada durante os dias de folia.

O primeiro bairro a receber a festa será o Magano, que terá shows a partir das 14h do domingo (03) com a cantora Nathalia Viana, Escola de Samba Unidos de Santa Terezinha e Léo Banda Show. Um desfile com integrantes dos Cras’s Heliópolis e do município de Iati, em parceria com a Orquestra Boneco Doido, também promete animar o público. Quem encerra a programação do local é a cantora Carla Marques.
.

Já a segunda (04), a partir das 14h, será de festa no bairro Boa Vista com o grupo Frevarte, a apresentação “O Som dos Tambores”, comandada por Herick Faustino, Axé Retrô e Legião Brasileira do Samba. A terça de Carnaval começa às 14h, no mesmo bairro, com o Grupo Ousadia, Escola de Samba Unidos de Santa Terezinha, Afrofênix, desfile com integrantes dos Cras’s Heliópolis e do município de Iati e Orquestra Metais no Frevo. A cantora Belinha Lisboa será a última atração do polo.

Encontro Cultural — O Parque Ruber Van Der Linden, conhecido como Pau Pombo, também contará com programação gratuita. A primeira edição do Encontro Cultural Cordas, Flores, Cores e Poesia terá início no sábado (02) e trará muita poesia, música e artes plásticas. O evento acontece das 11h às 19h e segue até a terça-feira (05).

Bloco das Virgens — O tradicional Bloco das Virgens dará início a temporada de Carnaval na sexta-feira (01), com muita criatividade e irreverência. Criado há 38 anos, o bloco se concentrará a partir das 20h, na avenida Rui Barbosa e depois segue em direção a Praça Mestre Dominguinhos. A folia ficará por conta da banda James Bonde.

Programação alternativa — Ainda na programação das prévias carnavalescas, o Bloco Camisa Azul, criado por moradores do Magano, irá comemorar 40 anos de criação na sexta (01), a partir das 19h. Quem quiser outra opção, além da programação tradicional, o Carnamotofest vai trazer shows de rock entre os dias 02 e 05 de março, a partir das 17h. O evento acontece na Praça Coronel Antônio Vítor, próximo a Praça Mestre Dominguinhos.