terça-feira, 22 de janeiro de 2019

PE: Número de mulheres mortas pode ser 20% maior que o oficial

Informação, é do Blog Ronda JC. Esse percentual 
de óbitos, está classificado como “Mortes a esclarecer”.

Balanço divulgado na semana passada pela Secretaria de Defesa Social (SDS) aponta que 239 mulheres foram assassinadas em Pernambuco em 2018. Mas o número pode ser até 20% maior que o oficial. O Ronda JC, um dos veículos de comunicação do Sistema Jornal do Comércio de Comunicação, apurou que outros 45 óbitos foram classificados como “mortes a esclarecer”, ou seja, ainda não foram identificados como crimes e, por isso, não entraram para as estatísticas.

Nos números oficiais, por exemplo, a SDS afirma que foram registrados 75 feminicídios no ano passado – um a menos que em 2017. Mas, de acordo com dados coletados no Instituto de Medicina Legal (IML), acredita-se que pelo menos outros dois casos que estão classificados como morte a esclarecer podem ser alterados para feminicídios. Se confirmado, a estatística sobe para 77 crimes desse tipo.

Se todos os óbitos que estão como “mortes a esclarecer” forem reclassificados como homicídios, ao final da investigação da polícia, o número pode saltar de 239 para 284 assassinatos de mulheres em 2018. Mas algumas dessas mortes misteriosas podem também se tratar de suicídio ou provocadas por mal súbito, por exemplo.

Ano passado, o Ronda JC, publicou reportagem exclusiva mostrando um aumento considerável no número de óbitos classificados como “mortes a esclarecer”, ao mesmo tempo em que a SDS, anunciava queda nos homicídios. Especialistas questionaram os dados e até falaram na necessidade de um controle externo dessas estatísticas.

Abaixo, você confere um quadro com as motivações das mortes de mulheres em 2018. Casos de feminicídio e de envolvimento com drogas lideram o ranking.
.

Nenhum comentário:

Postar um comentário