sábado, 24 de novembro de 2018

Eleições: Sivaldo está mais vivo do que nunca para 2020

Segundo aliados do socialista, ex-vereador não descarta
postular o Palácio Celso Galvão na próxima eleição municipal.

       Embora não tenha se manifestado recentemente sobre o assunto, deixando margem para muitas considerações, interlocutores do ex-vereador Sivaldo Albino (PSB), garantem que ele está mais vivo do que nunca para eleição municipal de 2020 aqui em Garanhuns. De acordo com os aliados do socialista, apesar de viver a expectativa de assumir o mandato de deputado estadual já em fevereiro próximo, Albino não descarta a possibilidade de entrar na disputa pelo Palácio Celso Galvão.

Apesar disso, de acordo com esses mesmos interlocutores, Sivaldo considera muitas circunstâncias, antes de se decidir pela disputa. Uma delas, diz respeito a ele exercer o mandato de deputado estadual até 2022, de maneira que a população identifique em sua atuação, a viabilidade para que ele possa comandar os destinos dos garanhuenses quatro anos mais tarde. Nessa perspectiva, Albino seria o fiador da campanha majoritária encabeçada pelo atual reitor da universidade de Pernambuco, Pedro Falcão, muito embora nada ainda esteja definido.

Se por um lado, exercendo o mandato, Albino pode acumular musculatura para uma campanha vitoriosa em 2026, por outro, ao desistir do páreo já na próxima oportunidade, ele pode se tornar obsoleto, desde que o Governador Paulo Câmara não lhe conceda espaço para edificar ações em benefício do município, e ainda considerando que o seu indicado não vença a disputa eleitoral.

       Acaso decida por ficar de fora do pleito, alguns defendem, ele dará margem ao crescimento de outros nomes que já buscam ocupar espaço no campo da oposição, caso por exemplo, do ex-secretário de Saúde do município, Alfredo Góis, do vereador Zaqueu Naum Lins, do Coronel Campos e do empresário Mano Imóveis, nomes que se destacam, e que vem sendo “assediados” por lideranças políticas locais, a fim de viabilizar que eles, marquem território frente ao candidato que deve ser apresentado pelo atual Prefeito de Garanhuns, Izaías Régis em 2020.

Diante disso, é possível dizer, o ex-gerente da casa civil do Governo do Estado de Pernambuco, está “entre a cruz e aspada”, e daqui pra frente, terá de ser cirúrgico, para que o fogo amigo, não "desconstrua" tudo aquilo que ele edificou ao longo de muitos anos em sua trajetória política. Usando uma expressão dos pilotos de fórmula 1, para o caso de Albino: “É um olho no volante, e o outro na pista”.

Aliado de Claudiano, Matheus já trabalha candidatura de vereador

Em outubro, empresário foi um fiel escudeiro do deputado reeleito,
e agora dedica tempo e empenho à iniciativas relacionadas ao agronegócio.

Faltando pouco menos de dois anos para eleição municipal, onde os garanhuenses irão escolher o próximo chefe do executivo, bem como seus representantes para Câmara Municipal, o empresário Matheus Martins, aliado do deputado estadual reeleito para o seu terceiro mandato, Claudiano Filho (PP), trabalha em ritmo acelerado para em 2020 colocar na rua, uma candidatura competitiva, visando um assento no Legislativo

Matheus, que em outubro foi um fiel escudeiro de Claudiano, além de ser um ativista junto aos movimentos jovens radicados aqui no município, vem dedicando tempo e empenho à iniciativas relacionadas ao trabalhador rural; ao homem do campo, a agricultura; seja ela familiar, ou ligada a produção para o comércio. Sabendo da importância do agronegócio para Garanhuns e para o país, ele já trabalha projetos direcionados ao setor. Duas das ideias do empresário: desonerar a carga tributária e promover incentivos ào segmento.

Pela postura adotada junto a temas dessa envergadura, Matheus vem ganhando mais adeptos a cada dia. O jovem empresário evita dizer, mas já é visível sua empolgação, haja vista a aceitação de suas ideias. Uma delas, diz respeito a ter um gabinete e consequentemente um mandato, que possar ser um divisor de águas para a próxima legislatura. Pra isso, Matheus vem circulando, em especial pela zona rural, a fim de construir propostas dirigidas a essa região, sem esquecer, da zona urbana, em temas como mobilidade, educação, segurança e saúde, que trarão maior qualidade de vida à população.
.

.