quarta-feira, 21 de novembro de 2018

Garanhuns: Polícia desmonta quadrilha de tráfico e roubo de cargas

Com o grupo, que agia em todo o Agreste de Pernambuco, foram apreendidas diversas armas, 
dentre elas, um fuzil calibre 556 e 720 munições. (Folha de Pernambuco - Fotos: Comando Policial).

Três suspeitos de integrar uma quadrilha especializada em tráfico de drogas e roubo de cargas foram presos nesta terça-feira, 20 de novembro, durante uma operação montada pelo Departamento de Homicídios (DPH), aqui de Garanhuns, em parceria com a Delegacia Especializada em Narcóticos (Denarc).

De acordo com o delegado Eric Costa, titular da DPH, com o grupo, que agia em todo o Agreste de Pernambuco, foram apreendidos um fuzil calibre .556, 720 munições, duas pistolas calibre .380, um revolver calibre 38, um equipamento bloqueador de sinal GPS, um kg de cocaína, cerca de 2 kg de maconha e uma balança de precisão.

A polícia, ainda segundo Eric Costa, foi surpreendida com a alta estrutura que a quadrilha agia no Estado através do material apreendido. "Com os suspeitos, nós encontramos equipamentos pouco usual, que só uma quadrilha bem estruturada teria acesso. Apreendemos um fuzil .556, que é uma arma longa importada de fabricação americana. Encontramos também um equipamento que bloqueava o sinal de GPS. Isso evitava qualquer tipo de localização do veículo", informou.
.

No momento da prisão, Herílio de Lima Cunha - que usava a identidade falsa de Valdinez Santos Cunha - estava em um veículo e tentou fugir, mas foi capturado pela polícia. Com a prisão dele, os policiais conseguiram chegar a Adja Clécia Baia de Araújo e José Jhones Teixeira de Azevedo, que estavam em uma casa no município de Caetés, local onde foram encontrados os materiais. "Após a abordagem, nós sabíamos que ele [Valdinez Santos]estava na companhia do casal que já tinha mandados de prisão expedidos pela Operação Garanhuns Verde. Ele indicou o local e nós fomos. Lá, Jhones correu pro mato, mas a equipe foi atrás e conseguiu capturar ele. Efetuamos a busca e encontramos todo o material apreendido", contou o delegado.

A polícia acredita que outras pessoas estejam envolvidas com a quadrilha e que, por isso, as investigações devem continuar. "Possivelmente, existem outras pessoas que fazem parte desta quadrilha porque, pelos equipamentos que foram encontrados e pelas armas, a gente acredita que seja um grupo muito bem estruturado com mais membros. Agora, as investigações vão prosseguir para ver se conseguimos identificar os outros membros da quadrilha e tentar a prisão deles", concluiu o delegado.

Os três suspeitos foram autuados por tráfico de drogas, associação ao tráfico, uso de documentos falsos e corrupção ativa.
.

.

PE: Governo do Estado recorre contra liminar que reativa Decasp

No pedido para que a Delegacia de Combate a Corrupção não volte a funcionar, Estado alega 
que medida é ilegítima e que ainda há interesse público envolvido. (Folha de PE – Foto: Anderson Stevens).

O Governo do Estado de Pernambuco entrou com recurso pedindo a suspensão da liminar concedida em caráter de urgência para que a Delegacia de Combate a Crimes contra a Administração e Serviços Públicos (Decasp) retomasse as atividades no prazo de 45 dias. Agora, caberá ao TJPE, decidir se suspenderá ou não a liminar. 

Segundo os argumentos apontados no recurso apresentado pelo Estado, a medida é ilegítima e há interesse público envolvido, além de provocar uma grave lesão à Ordem Pública. “O Departamento de Repressão ao Crime Organizado (Draco) tem como incumbência especial apurar e reprimir crimes de corrupção, tendo como prioridade e outras infrações penais contra a administração pública a apuração dos crimes que causem maior prejuízo à sociedade e aos cofres públicos”, defende o Executivo.

Na última sexta-feira, o juiz da 5ª Vara da Fazenda Pública do Recife, Augusto Napoleão, determinou não só a volta da Decasp, mas que no prazo estipulado a delegacia conclua os inquéritos pendentes e catalogue todos os procedimentos de investigação, que posteriormente serão repassados ao novo departamento. A liminar também determinou a volta da antiga titular, a delegada Patrícia Domingos, que retomou as atividades ontem.

“Já era esperado que o Estado fosse recorrer, mas os argumentos levantados não são novos e foram transcritos na manifestação que fizeram na 1º instância”, declarou o estudante de Direito da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Saulo Brasileiro, que impetrou com ação popular junto com os estudantes Paulo Vinicius Cabral e Lucas Gondim. “Não concordamos que existe interesse público na suspensão da liminar do juiz Augusto Angelim ou que a decisão seja ilegítima. O pedido do Estado reforça o nosso argumento de que não querem de jeito nenhum a Decasp funcionando”, disparou.
.

Academia de Letras de Garanhuns promove conferência no sábado

Momento acontecerá a partir das 19:30. Conferência
será proferida pelo escritor Amâncio Siqueira.

Em mais um momento que marca o seu I Ciclo de Conferências, a Academia de Letras de Garanhuns (ALG) promoverá, no próximo sábado (24/11), a Conferência intitulada “Os limites da interpretação do texto literário”, a ser proferida pelo escritor Amâncio Siqueira (foto), a partir das 19h30, na própria Sede da Academia, sendo aberta ao público.

O Presidente da Academia de Letras de Garanhuns, o Doutor Luís Afonso de Oliveira Jardim, destaca a pluralidade de interessados que têm participado desse Ciclo de Conferências. “A cada Conferência, temos contado com um público bem diverso. Temos observado inúmeros literatos, professores, estudantes, pesquisadores, jornalistas, e pessoas interessadas em literatura de um modo em geral”, registra.  

Para a Conferência que irá acontecer no sábado que se aproxima, a partir da temática a ser trabalhada, Luís Afonso espera contar mais uma vez com considerável público. “Pelo que desperta o tema, que envolve a ‘interpretação do texto literário’, temos certeza de que o escritor Amâncio vai problematizar uma das questões mais desafiadoras da literatura: os limites de interpretar a escrita literária”, declara Jardim.

MP recomenda que Prefeitura não favoreça parentes de servidores

Recomendação é fruto de uma investigação realizada pela MP, que constatou que a Prefeitura de 
Garanhuns teria locado imóvel de um parente de servidor público, mediante dispensa de licitação. (MPPE)

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) recomendou à Prefeitura Municipal de Garanhuns adotar as medidas necessárias para analisar todos os processos licitatórios promovidos, a fim de prevenir eventuais práticas de favorecimento ilegal de parentes de servidores públicos lotados no executivo garanhuenes. As recomendações são fruto da investigação realizada pela Promotoria de Justiça local, que constatou que a prefeitura teria contratado, mediante dispensa de licitação, locação de imóvel de um parente de servidor público. O contrato foi desfeito após recomendação do MPPE.

De acordo com o promotor de Justiça Domingos Sávio Agra, a Prefeitura possui um prazo de 30 dias úteis para analisar, através de controle interno, todos os processos licitatórios antes de serem homologados. Além disso, o poder público deve comprovar, no prazo de 30 dias, as providências administrativas para o efetivo cumprimento da Instrução Normativa nº 009/2013, que estabelece procedimentos para evitar a prática de nepotismo.

Caso as recomendações, publicadas no Diário Oficial, não sejam acolhidas, nem haja a apresentação de justificativas no prazo de dez dias úteis, o Ministério Público poderá propor ação civil pública de obrigação de fazer e de improbidade administrativa, por violação dos princípios da impessoalidade e da moralidade administrativa.

Estrutura: Nova Sede do Cesmuc é inaugurada em Garanhuns

Centro de Especialidades da Mulher e da Criança
foi apresentado oficialmente nesta terça (20). (Secom/PMG).

O vice-prefeito Haroldo Vicente representou o Governo Izaías Régis na inauguração oficial das novas instalações do Centro de Especialidades da Mulher e da Criança (Cesmuc), que passa a funcionar na rua XV de Novembro, n° 53, no Centro da cidade.

O local irá centralizar o atendimento da população materno-infantil do município em diversas áreas da saúde, em um local mais amplo e moderno. A solenidade desta terça (20) contou com a participação de representantes do Prefeitura Municipal, da Câmara de Vereadores e dos pacientes que são atendidos pelo serviço.

Os visitantes foram recepcionados com uma apresentação da Orquestra Manoel Rabelo, e em seguida houve o corte da fita que marcou a inauguração da nova sede.
.

Mensalmente o Cesmuc realiza cerca de 100 atendimentos na área de pediatria, mais de 200 para gravidez de alto risco, 400 ultrassonografias e mais de 300 atendimentos em ginecologia; entre outras especialidades que beneficiam famílias como a da dona de casa Verônica Rocha, de 28 anos, e sua filha Heloísa, com 4 anos, que se mostra satisfeita com o serviço oferecido pelo município.

O prefeito de Garanhuns, Izaías Régis, destacou o compromisso com a população por meio dos investimentos na rede de saúde do município. “A saúde é uma das áreas prioritárias da nossa gestão. A cada ano buscamos investir para melhorar o atendimento, além das estruturas  de atendimento e o acolhimento por parte dos nossos servidores. A nossa intenção é garantir um serviço humanizado para os pacientes”, afirmou o gestor. 

Também foram apresentadas todas as novas instalações, que irão centralizar os serviços já oferecidos pelo Centro, além de novos atendimentos como mastologia, vacinação, teste do pezinho e ampliação do número de ultrassonografias. Encerrando a solenidade, a cantora garanhuense Andrea Amorim realizou uma breve apresentação no auditório do Centro.

A titular da pasta de Saúde em Garanhuns, Nilva Mendes,  aproveitou a ocasião para prestar uma homenagem às famílias de pacientes atendidos pelo Cesmuc. “Estamos comprometidos com a assistência familiar, e a atenção especial voltada para os pacientes do município. Com esta mudança estamos ampliando também os atendimentos, no intuito de acompanhar a mulher desde o primeiro mês de gestação até a criança em seus anos iniciais de vida e em seu desenvolvimento”, finalizou a secretária Nilva Mendes.
.