quarta-feira, 10 de outubro de 2018

Ex-Governador de Goiás é preso ao chegar pra depor na sede da PF

Os advogados de Perilo, questionaram a prisão. "Ela constitui uma forma de descumprimento indireto dos
fundamentos das decisões de liberdade concedidas a outros investigados". (Diário de Pernambuco).

O ex-governador de Goiás Marconi Perillo foi preso na tarde desta quarta-feira, 10, pela Polícia Federal. O tucano é investigado na operação Cash Delivery e já havia sido alvo de busca e apreensão na sexta-feira (28). Perillo foi preso ao chegar na superintendência da PF, em Goiânia, para prestar depoimento sobre as acusações de delatores da Odebrecht Fernando Reis e Alexandre Barradas. Em suas delações, eles citaram repasses de R$ 10 milhões a Perillo - R$ 2 milhões na eleição de 2010 e R$ 8 milhões em 2014.

A informação sobre a prisão foi confirmada pela assessoria de Perillo e pelo seu advogado, Antônio Carlos de Almeida Castro, o Kakay. De acordo com o advogado, "não há absolutamente nenhum fato novo que justifique o decreto do ex-governador Marconi Perillo, principalmente pelas mencionadas decisões anteriores que já afastaram a necessidade de prisão neste momento. "Na visão da defesa, esta nova prisão constitui uma forma de descumprimento indireto dos fundamentos das decisões de liberdade concedidas a outros investigados", disse Kakay, ao falar com jornalistas da capital do estado, Goiânia.

No dia da deflagração da Cash Delivery, o Ministério Público Federal, por meio de nota, informou que o tucano não havia sido alvo de mandado de prisão porque era candidato ao Senado e a legislação eleitoral proíbe detenção na semana anterior ao pleito.

PT tira nome de Lula e cor vermelha em nova marca de campanha

A partir de agora, campanha petista à Presidência da República passa
a utilizar uma logomarca nas cores verde, amarela e azul. (Estadão Conteúdo).

A campanha do PT à Presidência da República começou a usar uma logomarca nas cores verde, amarela e azul, sem o nome do ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva. Nas redes sociais, já começam a aparecer imagens apenas com o nome de Fernando Haddad, candidato à Presidência, e de Manuela D'Ávila, vice na chapa.

Nas peças do primeiro turno da disputa, o nome de Haddad era diretamente associado a Lula com a frase "Haddad é Lula" na cor vermelha, característica do PT.

Mudança de estratégia - Nos últimos dias, membros da campanha e aliados começaram a defender que Haddad se descole da imagem de substituto de Lula e mostre mais sua própria personalidade.

Em vídeos para as redes sociais, Haddad começou a se apresentar como candidato sem citar o nome do padrinho político, como fez fortemente no primeiro turno da disputa.

Pesquisa Big Data: Votos válidos; Bolsonaro 54%, Haddad 46%

Levantamonto, entrevistou 2.036 eleitores das cinco regiões do país
entre a última segunda (8) e esta quarta-feira (10). (Folha de Pernambuco).

O Instituto Idea Big Data largou na frente publicou a primeira pesquisa do segundo turno, sobre intenção de voto para presidência da República. O presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) lidera a pesquisa com 54%das intenções de votos válidos. Já o petista Fernando Haddad tem 46% deles. O levantamento foi feito pela consultoria de pesquisa Ideia Big Data em parceria com a Revista VEJA.

Ao total, a pesquisa presencial entrevistou 2.036 eleitores das cinco regiões do país entre a última segunda-feira, dia 8, e esta quarta-feira (10). A margem de erro, segundo o Instituto, é de 2,67% pontos percentuais para mais ou para menos. 

Bolsonaro chegou ao segundo turno com a preferência de 46,03% do eleitorado (ou 49,2 milhões de votos). Haddad teve 29,28% dos votos válidos (31,3 milhões de votos). O número de registro no Tribunal Superior Eleitoral é BR-09687/2018.

Zé da Luz e William Taveira integram vitória de Fernando Rodolfo

Juntos, ex-prefeito de Caetés e empresário garanhuense
foram determinantes para eleição do jornalista.

Depois de uma vitória maiúscula obtida pelo jornalista Fernando Rodolfo (PHS), ao posto de Deputado Federal, no domingo passado (7), dois de seus aliados, com grande participação na construção eleitoral da candidatura de Rodolfo, merecem registro.

Ex-Prefeito de Caetés por duas oportunidades, o engenheiro José Luiz Sampaio, o popular Zé da Luz, é um deles. Partiu de Zé, a orientação para que Fernando se filiasse ao PHS, um partido onde ele foi amplamente acolhido. Não fosse o bastante, recaiu ainda sobre ele, o entendimento de que a formação de um coligação junto ao PSL, de Jair Bolsonaro, aqui no estado, se encarregaria de viabilizar uma costura eleitoral competitiva, afim de oferecer chances reais de vitória ao jornalista.

Não deu outra. Luciano Bivar, presidente do PSL no estado, alinhado com Bolsonaro capitalizou grande fatia da popularidade do presidenciável, consolidando sua eleição com quase 118 mil votos. A partir disso; do bom desempenho dos outros candidatos da chapa, e ainda de sua expressiva votação: 52 mil votos, Rodolfo foi catapultado para vitória.

Na linha de frente de Fernando, Zé ainda capitaneou a conquista de votos, através do famoso “Faz um 31”, jargão eleitoral, que ele incorporou no inconsciente dos garanhuenses, a partir de sua segunda candidatura a Prefeito na suíça pernambucana, no ano de 2012.

No decorrer da campanha, o ex-Prefeito fez questão de revisitar parentes, amigos e simpatizantes de sua trajetória política. A ideia: canalizar o eleitorado construído ao longo de mais de uma década aqui em Garanhuns para Rodolfo, o outsider do momento.

Em busca da confiança do eleitor, Zé não esteve só, pois outra figura igualmente importante aqui no município, também se alinhou a esse propósito. Caso do empresário no segmento de automóveis, Willliam Taveira, o popular “Taveirinha”, que se envolveu de alma e coração na candidatura do jornalista. Leal e comprometido, Taveira cruzou a cidade de ponta a ponta, em horários distintos e por regiões com realidades bem diferentes.

Fosse através de caminhada, por ligação telefônica ou mesmo numa conversa informal, William avalizou voto à Rodolfo, baseado no discurso da importância de reaver a vaga de Deputado Federal para Garanhuns, uma vez ela se mostra estratégica, para ligar o município de forma mais direta ao centro do poder político do país: Brasília.

Animado com o resultado obtido no domingo, onde Fernando sagrou-se deputado federal, Taveira considera a possibilidade de se filiar ao PHS. A convite de Zé da Luz, e do atual presidente da legenda em Pernambuco, Belarmino Sousa, o empresário não descarta essa hipótese. Na mira dele, as eleições de 2020, onde considera postular uma vaga na Câmara Municipal de Vereadores.

Se decidindo pela investida, Taveira contará com o apoio irrestrito de Zé e de Rodolfo, naquilo que pode ser considerada uma retribuição, ào empenho entregue por ele, à campanha do jornalista na eleição deste ano.

Zé e Taveirinha falaram ao Blog do Gidi Santos nesta quarta-feira (10). Ambos, fizeram questão de agradecer a expressiva votação dirigida à Rodolfo, e de manifestar que o trabalho do jornalista, agora como parlamentar federal, concederá avanços importantes ao municipio. Para os dois, Garanhuns votou em Fernando, como uma mãe cuida de seu filho: entregando o seu melhor. Em razão disso, Rodolfo saberá recompensar tamanha confiança depositada nele.

Joel da Harpa pode não assumir Alepe. Sivaldo pode passar à eleito

Segundo MP Eleitoral, Joel está inelegível; razão pela qual ele não pode ter
seus votos computados, e assim ocupar vaga na Alepe. (Edmar Lyra/Gidi Santos).

Informações vindas da capital pernambucana, Recife, através do Blogueiro Edmar Lyra, dão conta que o deputado estadual reeleito Joel Maurino do Carmo, conhecido como Joel da Harpa (PP), pode ter sua diplomação negada pelo Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE). É que Maurino teve sua candidatura impugnada pelo MP Eleitoral com base na Lei da Ficha Limpa, mas conseguiu uma decisão por 4×3 a seu favor no Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE), sob o argumento de que não fora excluído da PMPE, mas sim transferido para a Reserva Remunerada.

O MP Eleitoral recorreu para o TSE (Proc. 0600792-92.2018.6.17.0000), e ontem veio a má surpresa para Joel: a FUNAPE “cassou” sua reserva remunerada (aposentadoria) com efeito retroativo. Ou seja, quando realizado o julgamento pelo TRE-PE, Joel estava inelegível. Agora o MP Eleitoral deve juntar a portaria da FUNAPE ao processo no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e sepultar de vez a pretensão do deputado.

Sivaldo passa à eleito - Com isso, já é possível projetar que na eventualidade dos votos de Joel serem anulados, o quociente eleitoral necessário para eleger um deputado, que foi de 92.070 cairá para 91.121. Essa mudança, é importante frisar, interfere diretamente na redistribuição dos números, fazendo com que a coligação Frente Popular de Pernambuco, a qual Sivaldo pertence, passe a ser aquela com maior sobra.

Segundo os cálculos de Edmar, a Frente Popular de Pernambuco para deputado estadual anotaria, a partir desse recálculo, um quociente de 80.167 votos, enquanto as demais coligações ficariam com números menores pra eleger outro deputado na sobra.

Desta forma, segundo publicou Edmar, em seu blog, nesta quarta (10), Sivaldo Albino (PSB), aqui de Garanhuns, que no último domingo (7), obteve 18.256 votos; quase 15 mil deles apenas em sua terra natal, passaria a ser o décimo sexto eleito pela Frente Popular.