sábado, 6 de outubro de 2018

Datafolha votos válidos PE: Paulo tem 52%; frente 35% de Armando

Levantamento, foi feito nos dias 5 e 6 de outubro. Margem de
erro é de 2 pontos percentuais para mais ou para menos. (JC Online).

Na última pesquisa divulgada pelo Datafolha neste sábado (6), véspera do primeiro turno das eleições para o governo de Pernambuco, o candidato Paulo Câmara aparece com 52% dos votos válidos, contra 35% do candidato Armando Monteiro.

Ainda nos votos válidos, Dani Portela (PSOL) tem 4%, Julio Lossio (Rede), 3%; Maurício Rands (Pros), 3%; Ana Patrícia Alves (PCO), 1%; e Simone Fontana (PSTU), 1%.

O levantamento do Datafolha foi feito nos dias 5 e 6 de outubro. A margem de erro é de 2 pontos percentuais para mais ou para menos.

Votos totais - Essa perspectiva, eva em consideração branco/nulo/nenhum e não sabe. Para este cenário, Paulo tem 42%. Já Armando, surge com 28%.

Os demais candidatos têm: Dani Portela (PSOL), 4%; Julio Lossio (Rede), 3%; Maurício Rands (Pros), 3%; Ana Patrícia Alves (PCO), 1%; Simone Fontana (PSTU), 1%; Branco/nulo/nenhum, 14%; e Não sabe, 4%.

Ibope PE/ votos válidos: Paulo tem 51%, contra 37% de Armando

De acordo com Instituto, pesquisa deixa Paulo Câmara no limite da
reeleição ou de disputar o segundo turno. (JC Online).

O governador Paulo Câmara (PSDB) aparece 51% das intenções de votos válidos na última pesquisa realizada pelo Ibope antes do primeiro turno, em parceria com o Jornal do Commercio e a TV Globo, divulgada neste sábado (6). Nessa contagem, não são considerados os que responderam que vão votar branco ou nulo e ou os que estão indecisos. Considerando a margem de erro, que é de dois pontos percentuais, o socialista pode ter 49% ou 53%, o que, segundo o instituto, deixa Paulo Câmara no limite da reeleição ou de disputar o segundo turno com o senador Armando Monteiro Neto (PTB).

No cenário, o petebista aparece com 37% das intenções de votos válidos. O ex-prefeito de Petrolina Julio Lossio (Rede) ficou com 4%. A advogada Dani Portela (PSOL) e o ex-deputado federal Maurício Rands (Pros) têm 3%. Ana Patricia Alves (PCO) e Simone Fontana (PSTU), somaram 1% das intenções de voto neste levantamento.

Votos totais - Considerando os votos totais, ou seja, incluindo os que responderam que vão votar branco ou nulo e também os que não opinaram, Paulo Câmara subiu dois pontos percentuais em relação ao último levantamento, realizado no dia 2 de outubro. O socialista, candidato à reeleição, chegou a 41% das intenções de voto e continua liderando.

Em segundo lugar aparece Armando Monteiro Neto, que cresceu três pontos e está com 30% depois de ficar estabilizado com 27% por duas rodadas da pesquisa, divulgadas em 27 de setembro e 2 de outubro.

Julio Lossio (Rede) e Dani Portela (PSOL) aparecem com 3% das intenções de voto. Maurício Rands (Pros) tem 2%. Ana Patrícia Alves (PCO) e Simone Fontana (PSTU) seguem com 1%. Brancos e nulos correspondem a 13% das respostas. Na pesquisa anterior eram 15%. Não sabem/não responderam são 6%, contra 8% da amostragem anterior.

2º turno - Neste cenário, Paulo Câmara aparece com 44% das intenções de voto e Armando Monteiro com 38%. O percentual dos que disseram que vão votar branco ou nulos é de 14%, enquanto os que não sabem ou preferiram não opinar são 3%.

Rejeição - Apesar de liderar nas intenções de voto, Paulo Câmara, como candidato, também é o mais rejeitado. O socialista foi apontado por 34% dos entrevistados como o postulante em quem não votariam de jeito nenhum. Armando Monteiro foi a resposta de 30% à mesma pergunta.
Dani Portela tem rejeição de 23%. Ana Patrícia Alves, Julio Lossio, Maurício Rands e Simone Fontana têm 21%. Os que poderiam votar em todos são 4% e os que não sabem ou preferem não opinar correspondem a 13%.

JC/Ibope/TV Globo - O Ibope entrevistou 2.002 eleitores entre os dias 4 e 6 de outubro. A margem de erro é de dois pontos percentuais. O nível de confiança é de 95%. A pesquisa está registrada no Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE) com o número PE-01373/2018 e no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) BR-06946/2018.

Ibope/presidente, votos válidos: Bolsonaro, 41%; Haddad, 25%;

Pesquisa ouviu 3.010 eleitores na sexta-feira (5) e no sábado (6). Margem de 
erro do levantamento, é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos. (G1)

O Ibope divulgou neste sábado (6) o resultado da mais recente pesquisa de intenção de voto na eleição presidencial. Segundo o instituto, desde a pesquisa divulgada no dia 3, e realizada nos dias 1 e 2 de outubro, o primeiro colocado, Jair Bolsonaro, cresceu quatro pontos, enquanto Fernando Haddad, em segundo lugar, oscilou um ponto para baixo.

A probabilidade de os resultados retratarem a realidade é de 95%, considerando a margem de erro, de dois pontos para mais ou para menos. A pesquisa ouviu 3.010 eleitores na sexta-feira (5) e no sábado (6).

Votos válidos

Jair Bolsonaro (PSL): 41%
Fernando Haddad (PT): 25%
Ciro Gomes (PDT): 13%
Geraldo Alckmin (PSDB): 8%
Marina Silva (REDE): 3%
João Amoêdo (NOVO): 3%
Alvaro Dias (PODE): 2%
Cabo Daciolo (PATRI): 2%
Henrique Meirelles (MDB): 2%
Guilherme Boulos (PSOL): 1%
Eymael (DC): 0%
Vera (PSTU): 0%
João Goulart Filho (PPL): 0%

Para calcular os votos válidos, são excluídos da amostra os votos brancos, os nulos e os eleitores que se declaram indecisos. O procedimento é o mesmo utilizado pela Justiça Eleitoral para divulgar o resultado oficial da eleição. Para vencer no primeiro turno, um candidato precisa de 50% dos votos válidos mais um voto.

Votos totais:

Nos votos totais, os resultados foram os seguintes:
Jair Bolsonaro (PSL): 36%
Fernando Haddad (PT): 22%
Ciro Gomes (PDT): 11%
Geraldo Alckmin (PSDB): 7%
Marina Silva (REDE): 3%
Cabo Daciolo (PATRI): 2%
Henrique Meirelles (MDB): 2%
João Amoêdo (NOVO): 2%
Alvaro Dias (PODE): 1%
Guilherme Boulos (PSOL): 1%
Eymael (DC): 0%
Vera (PSTU): 0%
João Goulart Filho (PPL): 0%
Branco/ Nulo: 7%
Não sabe/ Não respondeu: 5%

Acima, nos votos totais, são considerados os votos brancos e nulos e o percentual dos eleitores que se declaram indecisos.

Rejeição - O instituto também perguntou: "Dentre estes candidatos a Presidente da República, em qual o (a) sr. (a) não votaria de jeito nenhum? Mais algum? Algum outro?".

Neste levantamento, portanto, os entrevistados podem citar mais de um candidato. Por isso, os resultados somam mais de 100%.

Os resultados foram:

Jair Bolsonaro (PSL): 43%
Fernando Haddad (PT): 36%
Marina Silva (REDE): 22%
Geraldo Alckmin (PSDB): 16%
Ciro Gomes (PDT): 15%
Henrique Meirelles (MDB): 10%
Alvaro Dias (PODE): 9%
Cabo Daciolo (PATRI) 9%
Guilherme Boulos (PSOL): 9%
Eymael (DC): 8%
João Amoêdo (NOVO): 8%
Vera (PSTU): 7%
João Goulart Filho (PPL): 6%
Poderia votar em todos (resposta espontânea): 2%
Não sabem ou preferem não opinar: 7%


Simulações de segundo turno
Ciro Gomes 45% x 41% Jair Bolsonaro 
(branco/nulo 11%; não sabe 2%)
Geraldo Alckmin 40% x 43% Jair Bolsonaro 
(branco/nulo 14%; não sabe 3%)
Jair Bolsonaro 46% x 36% Marina Silva 
(branco/nulo 15%; não sabe 3%)
Fernando Haddad 41% x 45% Jair Bolsonaro 
(branco/nulo 12%; não sabe 3%)

Sobre a pesquisa:
Margem de erro: 2 pontos percentuais para mais ou para menos
Entrevistados: 3.010 eleitores
Quando a pesquisa foi feita: 1º e 2 de outubro
Registro no TSE: BR-01537/2018
Nível de confiança: 95%

Contratantes da pesquisa: TV Globo e "O Estado de S.Paulo".
O nível de confiança da pesquisa é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem a realidade, considerando a margem de erro, que é de 2 pontos, para mais ou para menos.

Datafolha/presidente, votos válidos: Bolsonaro, 40%; Haddad, 25%;

Probabilidade de os resultados retratarem a realidade é de 95%, considerando
a margem de erro, de dois pontos para mais ou para menos. (G1).

O Datafolha divulgou neste sábado (6) o resultado da mais recente pesquisa de intenção de voto na eleição presidencial. Desde a última pesquisa do instituto, divulgada no dia 4, e realizada nos dias 3 e 4 de outubro, o primeiro colocado, Jair Bolsonaro, oscilou um ponto para cima, e o segundo colocado, Fernando Haddad se manteve estável.

A probabilidade de os resultados retratarem a realidade é de 95%, considerando a margem de erro, de dois pontos para mais ou para menos. A pesquisa ouviu 19.552 eleitores entre quinta-feira (5) e sábado (2).

Votos válidos:

Jair Bolsonaro (PSL): 40%
Fernando Haddad (PT): 25%
Ciro Gomes (PDT): 15%
Geraldo Alckmin (PSDB): 8%
Marina Silva (REDE): 3%
João Amoêdo (NOVO): 3%
Alvaro Dias (PODE): 2%
Henrique Meirelles (MDB): 2%
Cabo Daciolo (PATRI): 1%
Guilherme Boulos (PSOL): 1%
Vera Lúcia (PSTU): 0%
João Goulart Filho (PPL): 0%
Eymael (DC): 0%

Para calcular os votos válidos, são excluídos da amostra os votos brancos, os nulos e os eleitores que se declaram indecisos. O procedimento é o mesmo utilizado pela Justiça Eleitoral para divulgar o resultado oficial da eleição. Para vencer no primeiro turno, um candidato precisa de 50% dos votos válidos mais um voto.
Votos totais

Nos votos totais, quando são considerados os brancos/nulos e os indecisos, os resultados foram os seguintes:

Jair Bolsonaro (PSL): 36%
Fernando Haddad (PT): 22%
Ciro Gomes (PDT): 13%
Geraldo Alckmin (PSDB): 7%
Marina Silva (REDE): 3%
João Amoêdo (NOVO): 3%
Alvaro Dias (PODE): 2%
Henrique Meirelles (MDB): 2%
Cabo Daciolo (PATRI): 1%
Guilherme Boulos (PSOL): 1%
Vera (PSTU): 0%
João Goulart Filho (PPL): 0%
Eymael (DC): 0%
Em branco/nulo/nenhum: 6%
Não sabe: 4%

Acima, nos votos totais, são considerados os votos brancos e nulos e o percentual dos eleitores que se declaram indecisos.

Rejeição - O Instituto também perguntou: "Dentre estes candidatos a Presidente da República, em qual o (a) sr. (a) não votaria de jeito nenhum? Mais algum? Algum outro?".

Neste levantamento, portanto, os entrevistados podem citar mais de um candidato. Por isso, os resultados somam mais de 100%.

Os resultados foram:
Jair Bolsonaro (PSL): 44%
Fernando Haddad (PT): 41%
Marina Silva (REDE): 31%
Geraldo Alckmin (PSDB): 24%
Ciro Gomes (PDT): 21%
Henrique Meirelles (MDB): 15%
Guilherme Boulos (PSOL): 15%
Cabo Daciolo (PATRI): 15%
Alvaro Dias (PODE): 15%
Eymael (DC): 14%
Vera (PSTU): 13%
João Amoêdo (NOVO): 12%
João Goulart Filho (PPL): 12%
Não sabe: 3%
Votaria em qualquer um/ não rejeita nenhum: 1%
Rejeita todos/ não votaria em nenhum: 2%

Simulações de segundo turno:
Bolsonaro 45% x 43% Haddad (branco/nulo: 10%; não sabe: 2%)
Ciro 47% x 43% Bolsonaro (branco/nulo: 8%; não sabe: 2%)
Bolsonaro 43% x 41% Alckmin (branco/nulo: 13%; não sabe: 2%)
Alckmin 41% x 38% Haddad (branco/nulo: 18%; não sabe: 2%)

Sobre a pesquisa:
Margem de erro: 2 pontos percentuais para mais ou para menos
Entrevistados: 19.552 eleitores em 382 municípios.
Quando a pesquisa foi feita: 5 e 6 de outubro
Registro no TSE: BR-01584/2018
Nível de confiança: 95%

Contratantes da pesquisa: TV Globo e "Folha de S.Paulo".
O nível de confiança da pesquisa é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem a realidade, considerando a margem de erro, que é de 2 pontos, para mais ou para menos.

Pesquisa Vox Populi confirma 2º turno entre Haddad e Bolsonaro

Levantamento divulgado há pouco, indica petista com 31%
das intenções dos votos válidos, frente a 42% do liberal. (Revista Fórum).

Pesquisa Vox Populi, encomendada pelo portal 247 e divulgada no inicio da noite deste sabado (6), vespera de eleição, confirma o segundo turno da disputa presidencial entre o candidato do PSL, Jair Bolsonaro, e o petista, Fernando Haddad. Nas intenções de voto estimuladas – quando são mostrados os nomes dos candidatos – Bolsonaro tem 34% contra 27% de Haddad.

Ciro Gomes (PDT) está em terceiro, com 11%. Geraldo Alckmin (PSDB) tem 5%, seguido de Marina Silva (Rede) e João Amoêdo (Novo), com 2% cada. Henrique Meirelles (MDB), Cabo Daciolo (Patriota), Álvaro Dias (Podemos) e Guilherme Boulos (PSol) têm 1%.

Votos válidos - Neste cenário, onde são descartados nulos e brancos -, Bolsonaro tem 42% e Haddad 31%. Ciro segue em terceiro, com 13% das intenções de voto. Alckmin marca 5%. Marina e Amoêdo tem 2%.

Segundo turno - Em simulação de segundo turno entre os dois primeiros colocados na pesquisa, há um empate técnico no limite da margem de erro considerando-se os votos válidos. Haddad tem 48% contra 52% de Bolsonaro. O candidato do PSL também leva ligeira vantagem numérica em um suposto segundo turno contra Ciro – 51% a 49%.

A pesquisa Vox Populi/Brasil 247 foi registrada no TSE sob número 04071/2018. Foram realizadas 2 mil entrevistas neste sábado (6 de outubro), pessoais e domiciliares, em 121 municípios espalhados pelo País.

O nível de confiança da pesquisa é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem a realidade, considerando a margem de erro, que é de 2 pontos, para mais ou para menos. O Vox Populi cobrou preço de custo para a realização da pesquisa.