sexta-feira, 5 de outubro de 2018

Ciro diz que o PT perdeu a condição política de enfrentar Bolsonaro

A dois dias do pleito, candidato assegurou que a  “cultura de ódio petista e antipetista 
vai levar o Brasil para uma tragédia”. (JC Onine – Foto: Alexandre Gondim / JC Imagem).

Estagnado nas pesquisas, com cerca de 11% dos votos, o candidato a presidente da República Ciro Gomes (PDT) disse que o PT perdeu condições políticas de enfrentar a candidatura de Jair Bolsonaro (PSL). "Tenho fé em Deus que vou virar esse jogo, proteger o povo brasileiro da radicalização que o Bolsonaro representa, pois o PT perdeu a condição política de enfrentar isso. As pesquisas dão a mim essa responsabilidade como único candidato que pode derrotar o Bolsonaro", disse o ex-governador do Ceará em entrevista à Rádio Jornal Petrolina, na manhã desta sexta-feira (5).

Ciro cumpriu agenda no Rio de Janeiro nesta manhã, seguindo para o Estado de Minas Gerais, logo em seguida. "Estive na Rocinha, e estou saindo para visitar duas cidades de Minas Gerais, a coisa está virando com muita força lá e preciso dar um reforço para garantir que o Brasil não caia num precipício do fascismo e da derrocada da democracia brasileira", afirmou ele a jornalistas que cobriam sua agenda.

Ciro aparece em terceiro lugar nas pesquisas de intenção de voto. No levantamento mais recente, Jair Bolsonaro, manteve a tendência de crescimento e chegou a 35% ampliando a vantagem sobre o segundo colocado, o petista Fernando Haddad, apontado por 22% dos eleitores. Os índices foram divulgados na noite dessa quinta-feira pelo Instituto DataFolha. Nesse mais novo levantamento, ele aparece logo em seguida com 11% da preferência dos 10.178 eleitores entrevistados.

CIRO DIZ TER O MELHOR PROJETO - "Faz quatro anos que o Brasil está parado, a economia destruída e o povo pagando o preço amargo do desemprego, da informalidade, direitos sociais ameaçados e minha responsabilidade é ajudar o povo brasileiro a se proteger disso. Sou respeitado por todas as forças políticas, tenho conhecimento, ficha limpa, fui governador, conheço lideranças e dialogo com todas elas. Mas a cultura de ódio petista e antipetista vai levar o Brasil para uma tragédia", disse o ex-ministro da Fazenda.

Ciro foi prefeito, governador, deputado e ministro duas vezes. Ocupou a pasta de Fazenda em 1994 (sob a Presidência de Itamar Franco), no primeiro ano de aplicação do Plano Real contra a hiperinflação, e ministro da Integração Nacional de Lula, de 2003 a 2006. Em sua entrevista ele ressaltou a experiência e fez um aceno ao Nordeste, região de onde ele é natural. "Sou o único candidato nordestino e o único que pode proteger o Nordeste. Tenho plano de dobrar o valor do Bolsa Família ainda no meu governo e transformar num programa definitivo de renda mínima. Conheço a importância do gesso em Pernambuco, da transnordestina, da irrigação no São Francisco", pontuou.

O candidato ainda colocou que a campanha deste ano foi marcada por poucas proposta e que o Brasil migra para a mesma "radicalização de ódio que derrubou a Dilma, que botou o Michel Temer e criou a maior crise do País". Questionado sobre quem vai apoiar no segundo turno, caso fique de fora, ele disse que ainda acredita. "Vou lutar, é preciso acreditar que é possível, tenho que lutar para proteger o País do precipício. Tenho melhor projeto, só eu posso salvar o Brasil de cair na mão de um radical de direita que não tem apreço pela pobreza quer entregar riqueza para a cobiça internacional", concluiu.

Eleições: Marília anuncia apoio a Dani Portela aqui em Pernambuco

Para um eventual segundo turno, petista afirma que ainda não tem um
candidato definido. (JC Online – Foto: Reprodução Facebook).

Rifada pelo PT na disputa pelo Governo de Pernambuco, a vereadora e candidata a deputada federal Marília Arraes declarou apoio a Dani Portela, candidata do PSOL para governadora. O PT está na chapa do governador Paulo Câmara (PSB) que tenta a reeleição.

"Como eu já tinha deixado claro desde o começo desde que o PT Nacional tomou a decisão de impedir aqui no Estado, mesmo depois que o PT decidiu ter uma candidatura própria e quando houve essa intervenção se sabia que eu e boa parte do PT não seguiríamos essa orientação do voto para o governo. Aí precisávamos ter um candidato ou uma candidata, então tomei essa decisão", explicou a neta do ex-governador Miguel Arraes. 

Quando foi questionada do por quê da decisão ter sido tomada a 2 dias das eleições, Marília afirmou que "foi questão de imprudência". "Precisava esperar para ver como se daria o comportamento dos candidatos nesta eleição. Foi uma declaração de voto", disse.

A postulante ainda afirmou que não tem um candidato certo em um possível 2º turno entre Paulo Câmara (PSB) ou Armando Monteiro (PTB). “Para mim é muito importante receber essa declaração de Marília, uma mulher valente, que foi vítima de um processo tão violento. Como eu venho dizendo, essa eleição será definida pelas mulheres. Uma mulher sobe e puxa a outra”, afirmou Dani Portela.

Haddad muda agenda para barrar avanço de Bolsonaro no Nordeste

Mudança na agenda, se deve ao fato do candidato do PSL ter crescido nos últimos dias entre 
eleitorado de baixa renda na única região onde  Haddad tem vantagem. (JC Online – Foto: Revisa Beat)

A campanha do petista Fernando Haddad decidiu aproveitar os momentos finais da disputa presidencial para tentar barrar o avanço de Jair Bolsonaro (PSL) sobre o eleitorado do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na região Nordeste.

Haddad marcou de última hora uma caminhada em Feira de Santana, a maior cidade do interior da Bahia, para a manhã deste sábado (6), véspera da eleição, ao lado do ex-ministro Jaques Wagner (PT) e do governador Rui Costa (PT), líder absoluto nas pesquisas e forte candidato a garantir a reeleição ainda no primeiro turno.

Trackings da campanha petista mostraram que Bolsonaro cresceu nos últimos dias entre o eleitorado de baixa renda do Nordeste, única região onde o candidato petista tem vantagem sobre o deputado.

Plano inicial - O plano inicial do PT era focar a região Sudeste na reta final da campanha. Haddad tem agendas em Minas Gerais e São Paulo nesta sexta-feira (5). É a segunda mudança de última hora na estratégia petista. Na quarta-feira, diante do crescimento de Bolsonaro nas pesquisas e da possibilidade de o candidato do PSL vencer no primeiro turno, a campanha de Haddad decidiu antecipar os ataques ao capitão da reserva, previstos para acontecer somente no segundo turno.

Desde quinta (4), Bolsonaro tem investido no eleitorado petista do Nordeste. Jai concedeu uma entrevista à Rádio Jornal de Pernambuco na qual chegou a elogiar Lula. "Ele (Haddad) agora está servindo um homem que poderia ser um grande presidente, mas o Lula está colhendo o que ele plantou, lamento que ele esteja preso", declarou.

"Quem decide é o povo de PE", declara Armando em caminhada

Manifestação do petebista, foi registrada nesta sexta (5), no Curado. Lá, o senador ainda destacou: 
"O PSB com sua campanha de mentiras e jogo sujo quer decidir a eleição antes do tempo.”

Faltando dois dias para a eleição, o candidato ao governo pela coligação Pernambuco Vai Mudar, senador Armando Monteiro Neto (PTB), caminhou pelas ruas do Curado II, na manhã desta sexta (5). Acompanhado pelo candidato a vice Fred Ferreira (PSC), Armando circulou pelo comércio do bairro do município de Jaboatão dos Guararapes, cumprimentando moradores, comerciantes, comerciários e mototaxistas e demais moradores. "O PSB com sua campanha de mentiras e jogo sujo quer decidir a eleição antes do tempo. Mas quem decide é o povo de Pernambuco", afirmou o candidato.

A caminhada teve início às 9h30, na Rua Pedro de Souza. Enquanto seguia pelo comércio, Armando recebeu palavras de incentivo para o 7 de outubro, conversou e tirou fotos com os moradores. "Eu mesmo sempre votei nele. Sou funcionário da Prefeitura do Recife e estou com Armando", disse Artaxerxes Silva, logo no começo do cortejo.

"Nós estamos confiantes de que o povo de Pernambuco vai saber escolher entre um projeto de mudança, que oferece a volta do crescimento, e um governo que mente, promete e não cumpre", destacou Armando ao final da caminhada, na Avenida Dolores Duran.

Ex-Secretário de Obras adere a candidatura de Sivaldo Albino

Candidato a vereador em 2016, e com atuação ligada a pavimentação e drenagem de 
mais de 400 ruas em Garanhuns, Hélio Faustino é mais um que entra para o time do socialista.

Desde que iniciou sua campanha em busca de uma vaga de deputado estadual na Assembleia Legislativa de Pernambuco, nas eleições deste ano, o ex-vereador Sivaldo Albino (PSB), tem recebido novas adesões. No decorrer do período eleitoral, onde ele colocou seu nome a disposição do eleitorado garanhuense, alguns desses apoios acabaram se concretizando de forma espontânea, outros no entanto, por intermédio de muito diálogo.

Ex-Secretário de Planejamento e tendo ainda ocupado a Secretaria de Serviços Públicos e Obras, no primeiro governo do Prefeito Izaías Régis (PTB), Hélio Faustino é um caso aparte, todavia, é mais um que se soma a candidatura de Sivaldo. Engenheiro por formação, Hélio embarca no pleito ao lado do socialista, trazendo em sua conta uma infinidade de serviços prestados a Garanhuns, dentre eles, a pavimentação asfáltica e em paralelepípedo, além de drenagem de águas, de mais de 400 ruas aqui de Garanhuns.

Atuante, como Secretário de Obras, o engenheiro deu outros contributos à  Garanhuns. Na sua passagem pelo executivo, por exemplo, ele também aumentou em 1.200% as licenças de construção. Em 100% a coleta de lixo e varrição de rua e ainda pavimentou quase 100% das ruas localizadas no bairro do Magano.

Não menos importante, Faustino ainda executou parte das obras de construção do novo Colégio Municipal Padre Agobar Valença; da escola Municipal Manoel Camelo, na Cohab II; bem como da reforma da Ceaga e da construção de unidades básica de saúde, uma na comunidade Liberdade, e outras duas, nos bairros Magano e Cohab I. Por fim, no quesito obras, ele também comandou a recuperação do Caic.

Tendo exercido a chefia da pasta de Obras no município entre o início de 2013 a fevereiro de 2015, quando seguiu para Secretaria de Planejamento, Faustino ainda se encarregou de chefiar o maior serviço de instalação de lâmpadas Led na cidade; o que, na prática, gerou economia nos gastos públicos do executivo, assim como, passou a oferecer uma iluminação de melhor qualidade aos moradores da cidade. 

Sabendo de sua relevante passagem pelo executivo local, Hélio foi candidato a vereador em 2016 pelo PTB. No ano em questão, o petebista obteve 847 votos e sagrou-se segundo suplente da coligação: "Para o Futuro Continuar". Com isso; ele edificou um recall político, que agora, deve ser transferido à Albino.

Nessa reta final de eleição, Sivaldo comemora a chegada de Hélio ao seu palanque. Comemora também, a adesão à sua postulação, por parte do empresário Givaldo Calado de Freitas; ex-vereador de Garanhuns. Com tantos apoios anunciados oficialmente, Albino deve registrar uma votação histórica nesse domingo.