segunda-feira, 24 de setembro de 2018

Aliado de Armando, FBC será investigado na Justiça Federal de AL

Investigação, envolve suposta corrupção, praticada por Fernando Bezerra Coelho, à época em que
ele era Ministro da Integração Nacional, no primeiro governo de Dilma Rousseff (PT). (Blog do Jamildo).

O ministro Marco Aurélio, do Supremo Tribunal Federal (STF), desmembrou o inquérito que investiga supostas irregularidades, narradas em depoimentos prestados em acordos de delação premiada ocorridas na construção do Canal do Sertão, no Estado de Alagoas. Com a decisão, a investigação sobre o senador Fernando Bezerra Coelho (MDB) foi enviada para a primeira instância da Justiça Federal em Alagoas, informam fontes da área jurídica. A investigação envolve, segundo despacho do relator no STF, os políticos Fernando Bezerra Coelho, Renan Calheiros, ambos senadores da República, e Renan Calheiros Filho, governador do Estado de Alagoas.

Houve um pedido do Ministério Público Federal Brasileiro (MPF), de envio para a primeira instância, em relação ao senador pernambucano, pois, na época dos fatos investigados, ele ainda não era senador. “A Procuradora Geral da República, ante o decidido pelo Pleno na questão de ordem na ação penal 937, manifesta-se pelo desmembramento em relação ao senador Fernando Bezerra de Souza Coelho, considerada a vinculação dos fatos com o cargo de Ministro da Integração Nacional à época ocupado. Aduzindo que os pagamentos dos valores ilícitos, realizados mediante o departamento de operações estruturadas da construtora Norberto Odebrecht, teriam sido efetuados na casa de câmbio denominada Mônaco, localizada em Recife/PE”, diz trecho do inquérito.

De acordo com advogados, a decisão do STF é mais uma que aplica o novo entendimento do STF sobre foro privilegiado de parlamentares. “Segundo a nova orientação do STF, o foro dos deputados e senadores só vale para atos que tenham relação com o mandato e praticados durante o mandato parlamentar”, explicam.

Segundo os autos, os fatos investigados eram da época em que Fernando Bezerra era ministro da Integração Nacional, no primeiro governo Dilma (PT). “No caso, depreende-se que o quadro alusivo ao senador Fernando Bezerra Coelho, consistente em supostas solicitações e recebimentos de vantagens indevidas, relacionadas à obra Canal do Sertão Alagoano, a título de contribuição à campanha eleitoral de 2014, vincula-se ao cargo de Ministro da Integração Nacional à época ocupado, não havendo relação com o mandato hoje exercido”, disse o ministro Marco Aurélio, em sua decisão.

O ministro do STF achou mais conveniente enviar a investigação para o Estado de Alagoas, mesmo sendo o senador pernambucano. “Embora o recebimento dos valores – momento consumativo do crime de corrupção passiva na modalidade receber – tenha ocorrido, consoante mencionado pela Procuradoria-Geral da República, na cidade de Recife, o contexto, consistente na prática de delitos relacionados às obras do Canal do Sertão de Alagoas, mostra-se vinculado ao objeto de apuração do inquérito policial 52/2016, em curso na Justiça Federal de Alagoas”, decidiu o ministro Marco Aurélio.

A decisão final manda a investigação sobre Fernando Bezerra para a primeira instância em Alagoas, mantendo como investigado no STF apenas o senador Renan Calheiros, que busca a reeleição e tem foro privilegiado.“Determino o desmembramento dos autos do inquérito em relação a Fernando Bezerra Coelho, declinando da competência, ante a conexão com o procedimento investigatório 52/2016, para a Justiça Federal de primeiro grau da Seção Judiciária de Alagoas”, decidiu o ministro do STF, ao final do despacho.

A decisão do relator, ministro Marco Aurélio, foi assinada em 10 de setembro e já foi publicada no Diário Oficial.

No Guia, Armando usa investigações sobre corrupção contra Paulo

Torrentes, Lava-Jato e Fair Play, foram lembradas. A 1ª, apura desvio de recursos públicos, a 2ª,
suposta propina recebida por Câmara e a 3ª, superfaturamento de R$ 80 milhões na Arena Pernambuco.

No guia eleitoral desta segunda-feira (24) a campanha de Armando mostrou à população de Pernambuco os escândalos recentes envolvendo o governo de Paulo Câmara. Nos últimos três anos e oito meses a atual gestão foi alvo de grandes investigações com denúncias de corrupção, que atingiram diretamente o governador, lideranças do PSB e assessores diretos de Paulo no âmbito das operações Lava Jato e Torrentes.

O guia lembrou que o Palácio do Campo das Princesas sempre teve gestores considerados sérios, lembrados pela honestidade e coragem. Um desses exemplos é Miguel Arraes, que em 1964 deixou o local preso pelas tropas do Exército, no primeiro dia do golpe militar. “Sei que cumpri, até agora, o meu dever para com o povo pernambucano”, disse Arraes na ocasião, em trecho recuperado pelo programa eleitoral.

Nos tempos atuais a realidade se mostrou bem diferente. No dia 9 de novembro de 2017 o Palácio foi cercado por agentes da Polícia Federal, que entraram na sede do Governo para prender assessores de Paulo, apreender computadores e buscar provas. A Operação Torrentes investiga o desvio de recursos públicos que deveriam ter sido utilizados para ajudar as vítimas da enchente que aconteceu em maio de 2017, na Mata Sul.

A Operação Lava Jato também investigou Paulo e o PSB. Ex-diretor da JBS, o delator Ricardo Saud, afirmou ao Ministério Público que negociou pagamento de propina para a campanha de Paulo Câmara em 2014. “Nós chegamos ao meio termo que íamos pagar para não atrapalhar a campanha do Paulo Câmara. E ainda dar uma propina para Paulo Câmara, em dinheiro vivo, lá em Pernambuco”, disse Saud em maio de 2017, fato que ganhou repercussão da imprensa em todo o País. O atual governador é investigado ainda em outro braço da Lava Jato, a Operação Fair Play, que apura irregularidades na construção do estádio de futebol Arena de Pernambuco, em São Lourenço da Mata. Segundo os técnicos do Tribunal de Contas do Estado (TCE) o projeto foi superfaturado em R$ 80 milhões.

O filme mostra a indignação das pessoas diante de um governo que manchou a imagem do Estado diante do País. Mesmo nas mais graves crises, Pernambuco sempre contou com líderes. Esta foi a primeira vez na história que uma operação policial atingiu o Palácio. O guia exibiu matérias de jornais, blogs e TVs que retratam os fatos. 

O programa ainda lembra as promessas feitas por Paulo, há época da corrida eleitoral de 2014, que não foram cumpridas, e o descaso da atual gestão, com a escalada da violência, obras paradas por todo o estado, bem como o caos instalado na área da saúde. “Tanta mentira levou Pernambuco a andar para trás. O problema não é o nosso estado, é o governador. Mais uma vez é você que vai decidir o futuro de Pernambuco. Pernambuco merece mais, com humildade  eu peço a você uma chance, para governar Pernambuco, para dar o máximo de mim e fazer um governo muito melhor, que chegue mais perto das pessoas. Eu quero merecer sua confiança, para melhorar a vida do nosso povo, porque se a gente não mudar, fica tudo como está”, afirma Armando.

       Assista o guia de Armando Monteiro desta segunda (24):

Pesquisa Real Time: Paulo Câmara 34%, Armando Monteiro 30%

No cenário de segundo turno, Câmara aparece com 40%. Armando tem 38%. Números
acirram a disputa pelo Palácio do Campo das Princesas. (Blog do Edmar Lyra).

O Instituto Real Time Big Data divulgou a segunda rodada de pesquisas para governador e senador de Pernambuco. Foram aplicados 1.000 questionários entre os dias 21 e 22 de setembro. O levantamento possui margem de erro de três pontos percentuais para mais ou para menos. O registro da pesquisa é: PE-03887/2018.

          Vamos aos números:

Na pesquisa espontânea para governador, Paulo Câmara (PSB) aparece com 22% das intenções de voto, Armando Monteiro (PTB) 19%, Maurício Rands (PROS) 2%, Julio Lossio (Rede) 2% e Dani Portela (PSOL) 1%. Brancos e nulos somam 15% e indecisos 39%. Simone Fontana (PSTU) não pontuou.

Na pesquisa estimulada Paulo Câmara aparece com 34% das intenções de voto contra 30% de Armando Monteiro. Julio Lossio tem 5%, Maurício Rands 4%, Dani Portela 2%. Outros 1%. Brancos e nulos 15%. indecisos são 9%.

No segundo turno Paulo Câmara teria 40% contra 38% de Armando Monteiro, brancos e nulos 17% e indecisos soma 5%, segundo o Real Time Big Data.

No quesito rejeição, Paulo Câmara tem 45%, Armando 30%, Maurício Rands 19%, Julio Lossio 17%, Simone Fontana 17%, Dani Portela 17% e Ana Patricia Alves 15%.

Jarbas e Mendonça empatados para o Senado

.

Na disputa pelo Senado Federal, o Real Time Big Data apontou Jarbas Vasconcelos (MDB) em primeiro lugar com 33% das intenções de voto, seguido de perto por Mendonça Filho (DEM) com 30%, o que revela um empate técnico, já que a margem de erro do levantamento é de três pontos percentuais para mais ou para menos. Seguindo, Humberto Costa (PT), tem 26%, Bruno Araújo (PSDB) tem 14%, Silvio Costa (Avante) 11%, Pastor Jairinho (Rede) 4%, Adriana Rocha (Rede) 2%, Outros 2%. Indecisos Voto 1, 9%, Brancos/Nulos Voto 1, 15%, Indecisos Voto 2, 33%, Brancos/Nulos Voto 2, 21%.

Infraestrutura: Izaías autoriza calçamento em 19 ruas na Cohab 2

Investimento, está orçado em R$ 2.624.186,04  e contemplará 19 ruas daquele bairro.
Secretários e vereadores participaram do momento no Palácio Celso Galvão. (Secom/PMG).

Na tarde desta segunda-feira (24), o prefeito de Garanhuns Izaías Régis e o secretário de Obras e Serviços Públicos, Pedro Maia, assinaram a Ordem de Serviço para a execução de infraestrutura urbana com pavimentação em paralelepípedos do bairro Francisco Figueira, ação que vai melhorar a qualidade de vida e desenvolvimento do local.

O investimento será feito através de recursos próprios do Governo Municipal. Ao todo serão alocados R$ 2.624.186,04. A obra será executada pela empresa CPM Construtora. “Estamos atendendo a um pedido dos moradores do bairro, o Francisco Figueira que tem crescido muito e precisa melhorar sua infraestrutura para que se possa gerar mais mobilidade, segurança e desenvolvimento”, ressalta o prefeito. 

       Na ocasião, estiveram presentes representantes da imprensa local, o vice-prefeito Haroldo Vicente, os vereadores Marinho da Estiva e Gersinho Filho, bem como representantes do Legislativo Municipal, além de diversos secretários municipais. 

Confira as ruas que serão contempladas com pavimentação: Antônia Pereira de Lima, Valdemar Gomes dos Santos, Professora Maria José Gomes da Silva, Eunice Faustino da Silva, Oswaldo Gomes da Silva, Waldomiro Gomes, Euclides Mauricio da Silva, Projetada 5, João Alves de Lima, Professor Alonso Honorato da Silva, Luís Gomes do Amaral, Aníbal Nery do Espiro Santo (trecho), Augusto Gomes do Amaral (trecho), Professor Manoel Lustosa (trecho), Raimundo Rodrigues Sampaio (trecho), José Vieira Sobrinho (trecho), Napoleão T. de Albuquerque, Professor Fernando Souto e Luís Eduardo Magalhães.
.

Eleições: Buzinaço mostra crescimento da candidatura de Sivaldo

Nas ruas, progresso eleitoral do socialista vem sendo identificado a partir 
das muitas manifestações de carinho que ele tem recebido. (Fotos: Thomas Ravelly)

Acompanhado de amigos, simpatizantes e eleitores, o ex-vereador Sivaldo Albino (PSB), realizou um grande buzinaço na noite do último sábado (22), aqui em Garanhuns. Percorrendo as principais ruas e avenidas da cidade, a passeata marcou o momento de crescimento que vive a candidatura de deputado estadual de Albino.  

Nas ruas, o progresso eleitoral do socialista vem sendo identificado a partir das muitas manifestações de carinho que ele tem recebido. Ao passar com sua comitiva em alguns bairros neste sábado, grande parte da população saiu a porta de suas residências, para manifestar a alegria de ter Albino na disputa por uma vaga na Assembleia Legislativa.

Sinais de coração, de abraço, além de beijos e punhos serrados, serviram de mostra ao apoio que ele conta no município. O apreço demonstrado a sua passagem foi tamanho, que por algumas ocasiões, a passeata teve de ser parada. O motivo: diversas pessoas fizeram questão de cumprimentá-lo, abraçá-lo, além de expor o reconhecimento pelo seu trabalho exercido na Câmara ao longo de quatro mandatos.
.

Mais importante aliado do Governador Paulo Câmara aqui em Garanhuns, Sivaldo disputa a eleição de 2018 numa dobradinha com João Campos. Candidato a deputado federal, João, é filho do ex-governador Eduardo Campos, e carrega consigo, como lema de campanha, a expressão: “Filho da Esperança”. O jargão, é uma alusão a frase de seu pai, manifestada à época de sua candidatura a Presidência da República em 2014, na ocasião de uma entrevista em que ele participou no Jornal Nacional, da Rede Globo. Na oportunidade, Campos estimulou os Brasileiros a se engajarem na construção de um país mais justo e soberano, dizendo: “Não vamos desistir do Brasil”.

Nome de peso – Empresário no segmento de combustíveis, Joctã Barros, atual Diretor da Junta Comercial de Garanhuns é um dos escudeiros de Sivaldo. Em outras épocas, a família do empresário apoiava mais timidamente as postulações de Albino. Com a aproximação entre o empresário e o candidato, Joctã construiu um apoio que se estendeu por todos os seus familiares. De acordo com ele, os Barros consideram importante eleger o socialista, haja vista ele ser um legítimo representante político de Garanhuns.
.

Outros apoios – Além de Joctã, outras figuras públicas declaram voto, apoio e integram um grande pelotão de aliados ao ex-gerente da casa civil; caso por exemplo, da atual gestora da Gerência Regional de Educação do Agreste Meridional, Adelma Elias, do Reitor da Universidade de Pernambuco (UPE), Pedro Falcão, do vereador Tonho de Belo do Cal (PSDB), do ex-parlamentar garanhuense Eraldo Caxiado, do suplente de vereador, Nai de Siqueira (PSD), do gestor da Funase Garanhuns, Joacir Laurindo, e ainda de outras lideranças sindicais e comunitárias do município e da região Agreste Meridional.

Desfecho – Ao finalizar o buzinaço no bairro onde atualmente reside, a Vila do Quartel, Sivaldo mostrou um discurso alinhado com os interesses de Garanhuns. Disse que é hora da cidade refletir a importância de reaver uma vaga na Assembleia Legislativa de Pernambuco. Que construiu avanços importantes como vereador, e que como deputado, construirá ainda mais. Mencionou as conquistas do Governo Câmara e Eduardo Campos para Garanhuns, dentre elas o curso de medicina da UPE, a Escola Técnica Estadual, A UPAE, o PE Conduz, a construção da barragem do Cajueiro, o fortalecimento da GRE Agreste Meridional, a reforma e modernização do Dom Moura, as novas contratações de profissionais de saúde, as ambulâncias adquiridas para o hospital através de sua atuação (duas), e ainda os investimentos na área de segurança, que destinaram 80 novos policiais para o 9ª BPM, além de 8 novas viaturas e 12 motocicletas.

Terminou dizendo que vive o seu melhor momento eleitoral. Que sente a acolhida de sua campanha nas ruas e que seguirá combativo pelos interesses de Garanhuns. “Não temos dúvidas que estamos no caminho certo. Fiz na Câmara, farei ainda mais e melhor na Assembleia. Por onde passamos temos notado que a partir 2019, iremos construir Um Novo Tempo para Garanhuns e região”, destacou ele.
.

.