quinta-feira, 20 de setembro de 2018

Izaías: “Paulo está descendo ladeira e levando Humberto com ele"

Segundo Prefeito, resultado da Pesquisa Datafolha divulgada ontem (19), onde Armando 
já empata tecnicamente com Paulo, reflete o desejo de mudança dos pernambucanos.

Ligado ao senador Armando Monteiro Neto (PTB); sendo seu principal aliado na região Agreste Meridional do estado, o Prefeito de Garanhuns, Izaís Régis (PTB), foi irônico ao comentar o crescimento de seis pontos percentuais de Armando na pesquisa Datafolha, divulgada nesta quarta. Considerando o avanço de Mendonça Filho (Dem), para quem Régis pede voto para senador, e ainda levando em conta que Humberto Costa caiu da 2ª para terceira posição na evolução do Datafolha, o Prefeito disparou: “Paulo está descendo ladeira abaixo e levando com ele Humberto Costa. A soberba, enfim, está com seus dias contados”.

Para o Prefeito, a oscilação de apenas um ponto do atual Governador Paulo Câmara neste novo levantamento da série do Datafolha (34% para 35%), reflete o péssimo desempenho de sua gestão. Já no caso de Armando, segundo Règis, a evolução está ligada ao desejo de mudança, aliada a alta rejeição que desfruta Câmara. Para Izaías, Armando crescerá ainda mais, e conseguirá conduzir a eleição deste ano para o segundo turno.

Briga boa - Como o Datafolha desta quarta, também retrata um segundo turno em empate técnico, Paulo 42% x Armando 39%, Régis; os coordenadores da campanha de Armando e os demais integrantes do Pernambuco Vai Mudar, estão animados, haja vista esses dados revelarem que nada está definido. Segundo o entendimento dos petebistas, no segundo round, outro cenário eleitoral será construído, e neste caso, mais favorável a Armando; que de acordo com eles, carrega o elemento da dúvida na consciência do eleitorado pernambucano, já que nunca conduziu o executivo estadual.

Virada – Fato novo, e que muitos tem considerado como decisivo, poderá emergir a partir da vereadora do Recife, Marília Arraes (PT). Em se confirmando seu apoio à Monteiro no segundo turno, e neste caso, ela já figurando como deputada federal eleita, a petista poderá arrematar musculatura final para Monteiro ascender ao Palácio do Campo das Princesas. Vai depender de muito diálogo, mas sobretudo, do PT não considerar sua postura como infidelidade partidária, já que a legenda apoia a reeleição de Paulo Câmara este ano.
.

Fernando Henrique anuncia voto em Haddad no segundo turno

Ideia de FHC junto aos tucanos do PSDB, é barrar a ascensão de Bolsonaro, 
a quem ele considera um risco à democracia Brasileira. (El País).


Dois dos principais líderes do PSDB no Brasil, o ex-presidente Fernando Henrique e o ex-governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, admitiram abertamente esta semana que o petista Fernando Haddad está praticamente assegurado no segundo turno da eleição.

Fernando Henrique foi ainda mais longe em suas posições políticas e questionado se apoiaria Jair Bolsonaro na fase decisiva da eleição não titubeou: no caso de um confronto entre o candidato do PT e o do PSL, ficará ao lado do ex-ministro de Lula.

Antes dessas revelações de FHC e Geraldo, o senador Tasso Jereissati, outra liderança importante do PSDB, fez uma autocrítica do partido, admitindo que os tucanos erraram ao não aceitar a derrota eleitoral para Dilma Rousseff, em 2014.

Jereissati não mantém um bom relacionamento com o senador Aécio Neves e esse reconhecimento do erro do partido é também uma crítica ao político mineiro, que conduziu o tucanato a uma oposição irresponsável ao Governo Federal, esteve na linha de frente do golpe parlamentar de 2016 e levou o partido a embarcar na “barca furada” de Michel Temer.

Quando o PSDB foi criado, de uma dissidência do PMDB, tinha bons quadros, como Mário Covas, Cristina Tavares, Geraldo Alckmin e o próprio Fernando Henrique, o único do partido que conseguiu vencer uma (na verdade duas) eleição presidencial.

Depois o partido deu uma guinada à direita, com José Serra e se misturou com o lado podre da política ao seguir os caminhos ditados por Aécio. Caso PSDB e PT se juntem pela primeira vez, no segundo turno da eleição de 2018, será um fato importante para o Brasil.

As duas agremiações partidárias unidas podem evitar a tragédia que seria a eleição de um extremista de direita, colaborar com a governabilidade no futuro e tirar o Brasil da crise política e econômica que já dura cinco anos.

Garanhuns: Izaías e Armando promovem caminhada no sábado

Expectativa é que uma grande multidão participe do ato; denominado de caminhada 14.  
Evento está previsto para iniciar as 10 horas da manhã, na Avenida Rui Barbosa, no comitê de Álvaro Porto.

Animado com os números da recém divulgada pesquisa Datafolha, sobre as intenções de voto para o Governo de Pernambuco, o Prefeito de Garanhuns Izaías Régis, participa, acompanhado do seu vice, Haroldo Vicente e ao lado do senador Armando Monteiro Neto (PTB), de uma grande caminhada pelas ruas de Garanhuns no próximo sábado (22).

Com saída prevista para as 10 da manhã da Avenida Rui Barbosa, a caminhada contará com as presenças dos candidatos ao senado pela Frente de oposição “PE Vai Mudar”, Bruno Araújo e Mendonça Filho. Além deles, estarão presentes ainda, Álvaro Porto e Silvio Costa Filho; ambos, apoiados pelo Prefeito Izaías, e que disputam os postos de Deputado Estadual e Federal, respectivamente. A expectativa segundo os organizadores do evento, é de que uma grande multidão participe do ato; denominado de caminhada 14.

Cabo Eleitoral - Desde o último dia 16 de agosto, quando a campanha foi aberta oficialmente, o Prefeito de Garanhuns vem promovendo esses atos. Cohab II, Boa Vista, São José, comunidade Liberdade, os distritos de Iratama, São Pedro e Miracica, dentre outras áreas foram visitadas por ele e toda sua comitiva. No roteiro, muito diálogo com a população, além de discursos, onde Régis manifestou as realizações de Armando em Garanhuns, na região Agreste Meridional, e sobretudo no Estado.

Pesquisa - Nesta quarta, com a divulgação da pesquisa de intenção de votos feita pelo Instituto Datafolha aqui em Pernambuco, Armando demonstrou um crescimento de seis pontos percentuais em relação ao último levantamento, e já aparece empatado tecnicamente com o atual Governador Paulo Câmara. Isso, tem acarretado maior ânimo à Régis. Nas redes sociais, assim como nas ruas, o Prefeito segue prospectando voto à Armando. Prova disso, está no que ele escreveu no Facebook, no decorrer desta semana. Veja:

“Ao longo dos anos como Senador, Armando sempre esteve presente entre os parlamentares de maior destaque no Brasil. Ganhou diversos prêmios, entre eles, como o "Melhor Senador do Brasil", em 2013, pela Revista Veja. Mais recentemente, em 2017, ganhou como o melhor Senador de Pernambuco no Prêmio Congresso em Foco – Melhores Senadores pelo voto popular. Este ano não poderia ser diferente, Armando Monteiro ganhou novamente como um dos 5 melhores Senadores do Brasil pelo site Congresso em Foco, dessa vez, pelo júri técnico. Para mudar o estado é preciso ter competência. Eu prefiro votar no melhor Senador do Brasil do que no pior Governador da história de Pernambuco”.
.

Datafolha revela empate técnico entre Paulo 35% e Armando 31%

Julio tem 3%; Ana Patrícia, 2%; Maurício, 2%; Dani, 1%; Simone, 1%.
Levantamento foi feito nos dias 18 e 19 de setembro. (Folha de São PAulo).

Faltando pouco mais de duas semanas para as eleições, a disputa pelo governo de Pernambuco se acirrou. Nova pesquisa Datafolha divulgada nessa quarta-feira, 19), mostra um empate técnico entre Paulo Câmara (PSB) e Armando Monteiro (PTB). Atual Governador e Candidato à reeleição, Câmara tem 35% das intenções de voto. Monteiro, por sua vez, cresceu seis pontos percentuais desde o último levantamento, e está com 31%. Pela margem de erro, que é de três pontos percentuais, os dois estão tecnicamente empatados. O pessebista oscilou de 34% para 35% desde o último Datafolha, feito no início do mês de setembro. Já Armando tinha 25% na época, reduziu a vantagem do adversário de nove para quatro pontos. Em permanecendo esses números, teremos segundo turno.

De acordo com os números revelados ontem os dois polarizam a disputa ao Governo: os demais candidatos não ultrapassam 3% das intenções de voto. Seis por cento dos eleitores estão indecisos, e 19% declaram voto branco ou nulo. Julio Lossio (Rede) tem 3% das intenções de voto; Mauricio Rands (PROS) e Ana Patricia Alves (PCO) aparecem com 2%; e Simone Fontana (PSTU) e Dani Portela (PSOL), com 1%. Na simulação de um eventual segundo turno, também há empate técnico – mas Câmara aparece igualmente à frente de Armando, com 42% contra 39% das intenções de voto.

Levantamento sobre a Câmara Alta - Na disputa ao Senado, Jarbas (MDB), Mendonça Filho (DEM) e Humberto Costa (PT) encabeçam as preferências do eleitor, com 36%, 31% e 30% das intenções de voto, respectivamente. No limite da margem de erro, os três também estão tecnicamente empatados. Em seguida, aparecem Bruno Araújo (PSDB), com 12%; Sílvio Costa (Avante), com 11%; Pastor Jairinho (Rede), com 6%; Adriana Rocha (Rede), com 3%; Hélio Cabral (PSTU) e Lidia Brunes (PROS), com 2%; e Eugênia (PSOL), Alex Rola (PCO) e Albanise Pires (PSOL), com 1%.

Contratada pela TV Globo e pela Folha, a pesquisa ouviu 1.232 eleitores em 50 cidades de Pernambuco, entre os dias 18 e 19 de setembro. O levantamento foi registrado no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) sob o número PE 09351/2018.

Nova Pesquisa - Depois de o Datafolha apontar empate técnico entre Paulo Câmara e Armando Monteiro, e tocar fogo na eleição para governador, agora será a vez do Ipespe divulgar novo levantamento sobre intenções de voto para o Governo de Pernambuco. O Instituto registrou mais uma pesquisa. A divulgação, está prevista para a próxima terça-feira, dia 25. A terceira rodada do Ipespe, em parceria com a Folha de Pernambuco, terá 800 questionários, e margem de erro de três pontos percentuais.
.

Datafolha para presidente: Bolsonaro 28%; Haddad 16%; Ciro 13%;

Ainda de acordo com levantamento, Alckmin tem 9%,
enquanto que Marina Silva, 7%. (G1).

O Instituto Datafolha divulgou nesta quinta-feira, 20 de setembro o resultado da mais recente pesquisa de intenção de voto para eleição presidencial deste ano. A pesquisa ouviu 8.601 eleitores na terça-feira (18) e na quarta-feira (19).

O nível de confiança da pesquisa é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem a realidade, considerando a margem de erro, que é de 2 pontos, para mais ou para menos.

Os resultados foram os seguintes:

Jair Bolsonaro (PSL): 28%
Fernando Haddad (PT): 16%
Ciro Gomes (PDT): 13%
Geraldo Alckmin (PSDB): 9%
Marina Silva (Rede): 7%
João Amoêdo (Novo): 3%
Alvaro Dias (Podemos): 3%
Henrique Meirelles (MDB): 2%
Vera Lúcia (PSTU): 1%
Guilherme Boulos (PSOL): 1%
Cabo Daciolo (Patriota): 0%
João Goulart Filho (PPL): 0%
Eymael (DC): 0%
Branco/nulos: 12%
Não sabe/não respondeu: 5%

divulgado na sexta-feira (14):

Jair Bolsonaro foi de 26% para 28%;
Haddad passou de 13% para 16%;
Ciro se manteve em 13%;
(Haddad e Ciro estão tecnicamente
empatados dentro da margem de erro)
Alckmin se manteve com 9%;
(Alckmin e Ciro estão tecnicamente
empatados no limite da margem de erro)
Marina foi de 8% para 7%.
(Marina e Alckmin estão tecnicamente
empatados dentro da margem de erro)

Simulações de segundo turno

Bolsonaro 42% x 41% Marina (branco/nulo: 16%; não sabe: 2%)
Ciro 41% x 34% Alckmin (branco/nulo: 22%; não sabe: 2%)
Alckmin 40% x 39% Bolsonaro (branco/nulo: 19%; não sabe: 2%)
Alckmin 39% x 36% Marina (branco/nulo: 23%; não sabe: 2%)
Ciro 45% x 39% Bolsonaro (branco/nulo: 14%; não sabe: 2%)
Alckmin 39% x 35% Haddad (branco/nulo: 24%; não sabe: 3%)
Haddad 41% x 41% Bolsonaro (branco/nulo: 15%; não sabe: 2%)
Ciro 45% x 31% Marina (branco/nulo: 22%; não sabe: 2%)
Marina 37% x 37% Haddad (branco/nulo: 24%; não sabe: 2%)
Ciro 42% x 31% Haddad (branco/nulo: 25%; não sabe: 3%)

Sobre a pesquisa

Margem de erro: 2 pontos percentuais para mais ou para menos
Entrevistados: 8.601 eleitores em 323 municípios
Quando a pesquisa foi feita: 18 e 19 de setembro
Registro no TSE: BR-06919/2018
Nível de confiança: 95%
Contratantes da pesquisa: TV Globo e "Folha de S.Paulo"