quinta-feira, 23 de agosto de 2018

Marcelino revela: "Paulo deu todo apoio ao que foi feito no FIG”

Sobre sua exoneração da Secretaria de Cultura, Granja assegura que ela ocorreu por consenso do PCdoB.
Marcelino, assume agora o posto de Secretário Executivo de Meio Ambiente. (Falando com o Agreste).

Foi publicado nesta quinta feira (23) no Diário Oficial do Estado pelo governador Paulo Câmara (PSB), algumas mudanças em seu secretariado, mais especificamente remanejando servidores membros do Partido Comunista do Brasil (PCdoB). Um dos exonerados foi o secretário de Cultura, Marcelino Granja, e imediatamente nomeado como secretário executivo de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas).

Para substituir Granja na Secretaria de Cultura (Secult), foi escolhida a também comunista Antonieta Trindade, que ocupava a vice-presidência da Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (Fundarpe).  Já o espaço anteriormente ocupado por Antonieta teve como sucessor o publicitário Guido Bianchi, também membro da direção do PCdoB em Pernambuco e que até então atuava como assessor de comunicação na Secult.

Durante a realização da 28ª edição do Festival de Inverno de Garanhuns, o então secretário de Cultura Marcelino Granja sofreu um imenso desgaste perante a população cristã quando protagonizou uma discussão com o prefeito de Garanhuns Izaías Régis (PTB), do deputado federal Pastor Eurico (PSB) e de diversos outros representantes de setores católicos, evangélicos e conservadores que se posicionaram contra a inclusão da peça "O Evangelho segundo Jesus, Rainha do Céu" na grade do evento.

Segundo Marcelino, no entanto, sua exoneração da pasta foi através de consenso dentro do PCdoB, legenda a qual preside e em comum acordo com o governador Paulo Câmara. Ainda de acordo com Granja, em matéria divulgada na ‘Folha de Pernambuco’ "Jamais o governador considerou me retirar do cargo, nunca nem tocou nesse assunto. Pelo contrário, tivemos todo apoio ao FIG", deixando evidente que as decisões da programação tinham anuência de Paulo Câmara.

"Se isso tivesse acontecido, o mais provável seria que houvesse uma repercussão política na formação da própria chapa majoritária. E quem está concorrendo junto com Paulo é Luciana, a quem eu sou muito ligado", complementou Marcelino.

Marcelino Granja anuncia desligamento da Secretaria de Cultura

Em seu lugar, assume Antonieta Trindade, até pouco vice-presidente da Fundarpe.
Saída de Secretário vem logo após ele comandar o FIG mais polêmico de todos os anos.

Marcelino Granja não é mais o secretário de Cultura do Estado.  Em nota publica em sua página no Facebook, ele diz que se afasta do cargo para se dedicar à presidência do PC do B-PE, função que assumiu em março deste ano.

Confira a nota:

"Companheiros, a partir desta quinta-feira não estarei mais na função de Secretário de Cultura do Estado de Pernambuco. Decidimos que não devo mais acumular duas funções de representação política do nível de Secretário de Estado e de Presidente Estadual do PCdoB-PE, função que exerço desde abril de 2018, com mandato de quatro anos.

Serei substituído pela companheira Antonieta Trindade, até ontem Vice-Presidente da #FUNDARPE e Coordenadora do exitoso programa Outras Palavras, que já percorreu mais de 500 Escolas Estaduais, levando nossos Patrimônios Vivos e escritores vencedores do Prêmio Hermilo Borba Filho de Literatura, distribuindo mais de 13 mil livros. Guido Bianchi será o vice-presidente da Fundarpe.

Antonieta Trindade, agora Secretária de Cultura, Silvana Meireles, Severino Pessoa, Luciano Moura, Guido Bianchi e Márcia Souto, juntamente a equipe SECULT/FUNDARPE, vão coroar com êxito os avanços das políticas públicas de Cultura que implantamos juntos, com o apoio decidido do Governador Paulo Câmara, transformando a política cultural em política de Estado e Pernambuco em referência nacional na área. No final do ano, faremos um balanço desses quatro anos vitoriosos. Até lá, temos muito trabalho.

Boa sorte à querida "Niêta" e equipe.
Obrigado Governador Paulo Câmara e equipe. 
Vamos à luta! Forte abraço!"
Marcelino Granja.

“Prefeito de Garanhuns é quem deve ao Governo de Pernambuco”

Em nota remetida a imprensa, assessoria do Governo do Estado, nega 
que esteja em dívida com o município, alegando justamente o contrário. Leia:

Nota Oficial do Governo do Estado de Pernambuco:

"O prefeito de Garanhuns, Izaias Régis, faltou com a verdade quando informa que o Governo de Pernambuco tem um débito para com a Prefeitura de Garanhuns na área da Saúde. A realidade é o contrário: o prefeito é quem deve ao Estado. 

           Vamos aos números:

- R$ 3,496 milhões (cofinanciamento e custeio para manutenção da UPAE)
- R$ 4,789 milhões (custeio das pensões dos servidores municipais)
- R$ 268,4 mil (ressarcimento de cessão de pessoal)

Total do débito do prefeito: R$ 8,553 milhões 

Como o Estado reconhece débito no valor de R$ 3,268 milhões (não os R$ 3,551 milhões informados pelo senhor Izaias Régis), o prefeito de Garanhuns ainda tem um débito com o Governo de Pernambuco no total de R$ 5,284 milhões.

Esses valores foram levantados após o Governo editar o Decreto Estadual nº 45.442, de 12 de dezembro de 2017, por meio do qual foi instituído um Grupo de Trabalho (GT) composto por sete secretários de Estado, sob a coordenação do Controlador-Geral, com a incumbência de promover o levantamento dos direitos e das obrigações do Estado de Pernambuco perante os entes municipais. O objetivo é atestar a liquidez e a exigibilidade dos créditos e débitos existentes, para viabilizar o encontro de contas entre os entes públicos envolvidos.

O Governo do Estado de Pernambuco, como sempre, continua aberto ao diálogo. Em vez de criar factoides de claro objetivo eleitoreiro, o prefeito poderia abrir suas planilhas de custo e discutir a questão no âmbito do Grupo de Trabalho criado justamente com esse objetivo. Seria melhor para Pernambuco e para o povo de Garanhuns que espera mais do seu prefeito. A Saúde Pública é um assunto de alta seriedade e não pode e nem deve ser tratada com chacota ou factoides de cunho eleitoreiro."

Armando se fortalece com novos apoios no Agreste e na Mata Norte

"O governo do Estado é ausente em Brejo da Madre de Deus”, destacou o ex-prefeito
daquela cidade, Roberto Asfora, do PSC, ao anunciar seu apoio a Armando.

A candidatura do senador Armando Monteiro (PTB) ao governo do Estado continua se fortalecendo a cada dia. Na tarde desta quarta-feira 22, o candidato da coligação Pernambuco Vai Mudar recebeu mais apoio de lideranças do Agreste e da Zona da Mata Norte oriundas da Frente Popular, animadas pelo projeto de mudança liderado por Armando.

O vice-prefeito de Carpina, Marcelo Pascoal (SD), veio acompanhado de quatro vereadores: Djalma da Celpe (PRP), Irmão Roberto da Saúde (PDT), Edilson Casas (PPL) e Pedrinho da Ambulância (PROS), todos de legendas que estão em outras coligações majoritárias. “Temos problemas graves em Carpina, como a UPA que nunca foi entregue e emendas parlamentares que não saíram do papel por ineficiência do governo do Estado. Armando vai mudar isso”, destacou Pascoal, que já foi vereador, ao lado do deputado federal Ricardo Teobaldo (Podemos) e do prefeito de Paudalho, Marcelo Gouveia (PSD).

Também acompanhado por Teobaldo, o ex-prefeito de Frei Miguelinho Lula da Capivara (PSD) reforçou o palanque de Armando no Agreste. “Votei em Paulo Câmara mas ele me decepcionou. Nunca fui atendido pelo governador, sempre fui barrado pelos secretários. Com Armando no Palácio das Princesas, Frei Miguelinho terá diálogo.”

Ainda no Agreste, Armando recebeu o apoio do ex-prefeito de Brejo da Madre de Deus Roberto Asfora, do PSC. “O governo do Estado é ausente em Brejo da Madre de Deus. A PE-145 está em péssimas condições. Acredito no projeto de Armando e tenho certeza de que vamos mudar para melhor", afirmou Asfora.

Ibope revela: "61% desaprovam a forma de Paulo Câmara governar"

Para 43% dos entrevistados na pesquisa, a administração de Câmara é ruim ou péssima, 
enquanto que para 35% ela é regular, e para 18%, ótima ou boa. (JC Online – Foto: Sérgio Bernardo/).

A maior parte dos entrevistados no levantamento do Ibope (43%) encomendado pelo Jornal do Commercio em conjunto com a Rede Globo, divulgado na última segunda-feira, dia 20, consideram a administração do governador Paulo Câmara (PSB) ruim ou péssima, enquanto 18% a classificaram como ótima ou boa. Para 35% dos 1.204 eleitores pesquisados, o trabalho de Paulo é regular.

Questionados se aprovam “a maneira como o Governador Paulo Câmara vem administrando o Estado de Pernambuco”, 61% dos consultados disseram desaprovar, com 31% para os que aprovam e outros 8% que não sabem/não responderam.

Este vem sendo o primeiro mandato político de Paulo Câmara. Ele começou a construir a carreira ao lado do então Governador Eduardo Campos (PSB), de quem foi secretário de Administração (2007–2010), secretário de Turismo (2010) e secretário da Fazenda (2011–2014). Apoiado na imagem do próprio Eduardo, que faleceu durante a campanha presidencial em 2014, Paulo foi o governador eleito com o maior percentual de votos do Brasil, mesmo em sua primeira disputa eleitoral.

Na época, o adversário principal também era Armando Monteiro Neto (PTB). O rival, aliás, tem repetido como mote de campanha que Paulo “não estava pronto” para governar Pernambuco. O socialista defende a própria Gestão dizendo que manteve o Estado de pé apesar, segundo ele, da maior crise econômica, política e ética por que já passou o Brasil. Argumenta ainda que os problemas identificados pela população foram, em sua maioria, causados por perseguição do governo do presidente Michel Temer, todavia, Paulo e o PSB, apoiaram a saída de Dilma Rousseff do Poder.
.

.

“Paulo não repassou R$ 3,5 milhões para saúde de Garanhuns”

Afirmação, é do Prefeito Izaías Régis, que em artigo enviado ao Blog, ainda destacou: "O Governo do Estado
abandonou a saúde de Garanhuns, e infelizmente, essa realidade não é exclusiva do nosso município.”

"A administração pública é um grande desafio para qualquer gestor, nos dias atuais ainda mais. O desafio é buscar fazer o máximo, com o mínimo. Diante da constante crise que assola o nosso país, o poder aquisitivo das pessoas diminuiu bastante.

A demanda pelos serviços públicos, só aumenta. Muita gente que antes conseguia pagar plano de saúde para família, hoje migrou para o atendimento no SUS. Nos últimos três anos foram três milhões de brasileiros que deixaram os planos de saúde.

Mais de 70% da população hoje depende exclusivamente da saúde pública. A cada ano a nossa gestão vem investindo para atender aos nossos moradores com atendimentos de saúde, utilizando os recursos próprios do município. Mas também dependemos do recurso federal e do estadual. E aí é onde a situação complica. O débito do Governo do Estado com o município de Garanhuns já é de R$ 3,5 milhões em repasses que deveriam ter sido destinados para a saúde.

O montante inclui R$ 1.607.373,28 para a Farmácia Básica e R$ 1.944.523,36 para o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência – SAMU, totalizando uma dívida de R$ 3.551.896, 64 em repasses não realizados para a saúde de Garanhuns.

Desde 2014, o município vem assumindo sozinho, a responsabilidade, que não era somente sua, mas também do estado, em manter o SAMU e algumas necessidades da Farmácia Básica. Fazemos isso para evitar que a nossa população fique sem esses serviços, como já vimos ocorrer em outros municípios. Mas tudo tem um custo, e se temos que colocar mais dinheiro para esses serviços, deixamos de realizar novos investimentos.

O Governo do Estado de Pernambuco abandonou a saúde de Garanhuns, e infelizmente, essa realidade não é exclusiva do nosso município. A ausência de repasses para as necessidades dos outros municípios pernambucanos é ainda maior e demonstra a incapacidade de gestão do atual governador.

A população não pode ficar desassistida diante da irresponsabilidade do Governo do Estado. Não existe justificativa para o descompromisso do governador Paulo Câmara com a saúde do povo pernambucano, Garanhuns e todo o Estado.

Esperamos que o Governo do Estado de Pernambuco regularize a situação o mais rápido possível e que consiga manter a regularidade dos repasses. É preciso também que todos os prefeitos que vêm sofrendo com a ausência desses repasses se mobilizem, se unam e cobrem objetivamente uma posição efetiva do governo do Estado. Nós fomos eleitos para defendermos os direitos do nosso povo."

Izaías Régis - PTB
Prefeito de Garanhuns

        O Blog, está a disposição, acaso a assessoria de imprensa do Governador Paulo Câmara queira se pronunciar sobre as afirmações do Prefeito de Garanhuns.

Ministério Público pede impugnação de João Paulo e Zé Queiroz

Além deles, órgão ainda cobra que outras 14 candidaturas não sejam autorizadas para as 
eleições deste ano aqui em Pernambuco. (JC Online – Foto: André Nery/JC Imagem).

Com base nas listas de condenações entregues pelos tribunais com os dados dos possíveis candidatos aos cargos eletivos das próximas eleições, o Ministério Público Eleitoral em Pernambuco, divulgou, nesta quinta-feira (23), a relação das impugnações das candidaturas no estado. Ao todo, 16 ações foram propostas. Agora, elas serão julgadas pelo Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE), que poderá autorizar ou não as candidaturas. Entre as ações vemos nomes conhecidos como o do ex-prefeito do Recife João Paulo, que lança sua candidatura a deputado estadual na noite de hoje. Além dele Odacy Amorim, Zé Queiroz e José Humberto Cavalcanti também estão na lista.

Confira a lista com os nomes divulgados pelo MPPE:

CARLINHOS DA PEDREIRA (PP), candidato a deputado estadual
CIDO PLACIDO (PTB), candidato a deputado estadual
CLOVIS PAIVA (PP), candidato a deputado estadual
DR. WALDIR TENORIO (PROS), candidato a deputado federal
FLAUCIO DE ARAÚJO (PRTB), candidato a deputado federal

GENIVALDO MENEZES DELGADO (PCdoB), candidato a deputado estadual
IVANCLEIDE VIEIRA (PSOL), candidata a deputada estadual
JOÃO PAULO (PCdoB), candidato a deputado estadual
JOÃO SANTOS (PCdoB), candidato a deputado estadual
JOEL DA HARPA (PP), candidato a deputado estadual
JOSÉ HUMBERTO CAVALCANTI (PTB), candidato a deputado estadual
NEGUINHO DE ISRAEL (Avante), candidato a deputado estadual
ODACY AMORIM (PT), candidato a deputado federal
PEDRO RICARDO (PHS), candidato a deputado federal
SUELY MELO (PT), candidata a deputada federal
ZÉ QUEIROZ (PDT), candidato a deputado estadual

Convocatória para “A Magia do Natal 2018” segue até 31 de agosto

Evento, promovido pela Prefeitura, será realizado entre os
meses de novembro e dezembro aqui em Garanhuns. (Secom/PMG).

A Prefeitura de Garanhuns, por meio da Secretaria de Turismo e Cultura, disponibilizou no último dia 9 de agosto, a convocatória para artistas que desejam compor a programação do evento ‘A Magia do Natal 2018’. O edital convocatório está disponível no site da Prefeitura, clicando aqui. A convocatória segue até 31 de agosto. O evento acontece durante os meses de novembro e dezembro, em Garanhuns.

Serão aceitas inscrições de artistas e grupos musicais e/ou culturais que apresentem propostas de shows — preferencialmente relacionados ao ciclo natalino e Cultura Popular; como reisados, pastoris, bandas de pífanos, espetáculos de dança e ballet, musicais, bandas e orquestras, encenações de autos de natal, cantores líricos, gospel, MPB, serestas ou covers de artistas consagrados, perna de pau, fantoches, entre outros.

As propostas, deverão ser apresentadas em envelopes individuais, fechados e externamente identificados, contendo formulário de inscrição; material comprobatório como releases, fotos, CDs, DVDs, matérias e notas em jornais, fotografias e filmagens.
.

As inscrições deverão ser realizadas de segunda a sexta-feira, no horário das 8h às 14h, na Secretaria de Turismo e Cultura, que está localizada no Centro Cultural Alfredo Leite Cavalcanti, na avenida Afonso Pena, S/N, bairro São José — Garanhuns/PE, CEP: 55.295-240, ou através dos Correios, desde que sejam postadas até o dia 31 de agosto, no mesmo endereço. Não serão aceitas inscrições via fax ou internet.

A relação das propostas habilitadas, que corresponde à primeira etapa do processo seletivo, será publicada no site oficial da Prefeitura até o dia 12 de setembro. As demais propostas não habilitadas terão um prazo de dois dias úteis para recorrer (dias 13 e 14 de setembro). Após essa fase, as propostas que cumpriram com o edital, serão submetidas à avaliação por uma comissão designada pela Secretaria de Turismo e Cultura de Garanhuns, que será seguida pela fase de negociação e posterior divulgação da programação.
.

Fernando Rodolfo cumpre extensa agenda de visitas pelo interior

Candidato a deputado federal, Rodolfo percorreu as cidades de Garanhuns, 
Caruaru e Arcoverde na última terça-feira. (Fotos: Camila Lopes)

O candidato a deputado federal Fernando Rodolfo (PHS), cumpriu várias atividades pelo interior de Pernambuco nesta terça-feira. No início da manhã, acompanhado da comitiva, Fernando visitou a feira Pop Shop, em Garanhuns, onde foi recebido pelos feirantes e compradores com mensagens de apoio à sua candidatura.

Durante a visita, o candidato passou pelas barracas, conversou com os comerciantes e apresentou suas ideias. Fernando Rodolfo reafirmou o seu compromisso com a região e deixou claro a sua intenção de representar o povo na Câmara dos Deputados.

Na parte da tarde, ele se reuniu com lideranças políticas no município de Arcoverde, cidade localizada no Sertão do Estado. Depois continuou a jornada na cidade de Caruaru, que é a sua principal base eleitoral, participando de uma caminhada na Vila Padre Inácio onde realizou um intenso corpo a corpo pelas ruas do bairro. 

O calor das pessoas foi contagiante e deixou Fernando Rodolfo animado pelo acolhimento do povo da localidade e ressaltou que é ficha limpa e que prefere não ter o apoio de grupos tradicionais da política de Caruaru. “Há um nítido cansaço com os tradicionais grupos e um incômodo com essa panelinha familiar. Todos merecem respeito pela contribuição que deram à cidade, mas é necessário reconhecer que o momento é outro”, concluiu Fernando, que deve retornar em breve a Garanhuns, com sua militância.
.

.

Garanhuns: Álvaro Porto e Silvio Filho Lançam suas candidaturas

Ambos candidatos, contam com o apoio do atual Prefeito de Garanhuns, Izaías Régis. 
Silvio disputa um mandato federal, enquanto Porto, a reeleição estadual à Alepe.

Ao lado do prefeito de Garanhuns Izaías Régis (PTB) e do vice-prefeito, Haroldo Vicente (PSC), o deputado estadual Álvaro Porto (PTB) reforçou, lançou sua candidatura na última terça-feira (21) e o seu compromisso com Garanhuns. Num evento partilhado com o deputado Silvio Costa Filho (PRB) e realizado na Associação Garanhuense de Atletismo (AGA), Porto conversou com vereadores e lideranças políticas sobre a intensificação das ações do mandato para o município, principalmente diante da possibilidade de eleição do senador Armando Monteiro (PTB) para o governo de Pernambuco. Álvaro concorre à reeleição na Assembleia Legislativa e faz, em Garanhuns, dobradinha com Silvio Filho, que disputa cadeira de deputado federal, também com apoio de Izaías e Haroldo.

Mesmo na oposição, sendo um dos mais contundentes críticos da gestão de Paulo Câmara (PSB), Álvaro conseguiu, por meio do mandato, liberar R$ 300 mil reais para a Saúde aqui de Garanhuns. Viabilizou também a liberação de R$ 1 milhão de reais para obras de infraestrutura no município, via Ministério das Cidades, no período em que o deputado federal e hoje candidato ao senado federal, Bruno Araújo (PSDB) ocupou a pasta.

Álvaro destacou que ao longo do mandato, se tornou a voz e o embaixador do Agreste Meridional na Alepe e fora dela. E, assim como assegurou bons resultados para Garanhuns em parceria com Bruno Araújo (agora concorrendo ao Senado), diz que a meta é ampliar a performance com a presença de Silvio Costa Filho na Câmara Federal.
.

Iati: Prefeito Tonho de Lula, do PSB, anuncia voto em Silvio Costa

“Voto em Silvio, porque tenho certeza de que hoje ele 
é o melhor para Pernambuco”, revela o Prefeito.

O deputado federal e candidato a senador pela coligação Pernambuco Que Você Quer, Silvio Costa (Avante) recebeu, nesta quarta-feira (22), mais uma declaração de apoio de prefeito do PSB. Desta vez, o prefeito de Iati, no Agreste Meridional, Tonho de Lula, do PSB, que anunciou o voto no deputado federal e candidato a senador.  “Voto em Silvio Costa porque tenho certeza de que hoje ele é o melhor para Pernambuco. Não tenho dúvida de que Silvio, junto com o presidente Lula, dará vez e voz ao povo pernambucano, como sempre deu. E também estou fazendo essa escolha por causa dos eleitores do meu município, que estão pedindo para que meu voto seja dele”, afirmou o prefeito de Iati.

“Pra mim é um grande privilégio receber o apoio de Tonho de Lula. Estamos juntos para defender a política da ética, unido ao povo de Iati, certo de que podemos fazer a diferença para o Pernambuco que nós queremos”, agradeceu Silvio.

Com mais de 19 mil habitantes (IBGE, 2015), a história da cidade de Iati começa no século 19, quando muitos escravos se refugiaram da perseguição naquela região do Agreste de Pernambuco. Criado em dezembro de 1963, após ser desmembrado de Águas Belas, o município de Iati tem sua economia baseada na produção agrícola e forte pecuária leiteira.