domingo, 22 de julho de 2018

FIG: Daniela "invoca demônios" e defende peça onde Cristo é Trans

Coincidência ou não, vídeo onde a cantora é gravada fazendo alusão a "demônios", é 
o mesmo, onde pode ser visto um início de confusão generalizada na praça mestre Dominguinhos.

A cantora baiana Daniela Mercury, principal atração da noite do sábado (21), do Palco Mestre Dominguinhos, na 28º edição do Festival de Inverno de Garanhuns, conduziu a apresentação mais polêmica até aqui do FIG. Incomodada com a postura adotada pelo atual Prefeito de Garanhuns, Izaías Régis (PTB), apoiada pela maioria da população, de não aceitar a apresentação da peça onde Cristo é protagonizado como um travesti, a cantora fez um desabafo em praça pública. Daniela, apesar de não mencionar o Prefeito, disse ser contra a conduta de políticos que agem dessa forma. Na praça, diante de uma multidão, ela disparou: “Me choca profundamente que os políticos desse país censurem uma peça de teatro. É de uma petulância absurda. A arte é pra incomodar, é pra fazer pensar, é pra refletir, a arte é pra libertar a cabeça de mer...".

Em seguida, a cantora continuou a criticar a decisão: "Censurar uma peça por convicções religiosas é o maior absurdo. Isso não pode ser permitido. A nossa constituição não deixa isso. A nossa constituição não é a bíblia. Eu sou de família católica e respeito profundamente, mas a nossa constituição permite sim lidar com símbolos religiosos. Falei com a Renata Carvalho no telefone. Ela tá muito magoada... Ela é jesus cristo sim. Jesus Cristo eu estou aqui. Eu sou gay, eu sou lésbica. E daí?", questionou Daniela, disparando ainda: “Bichos escrotos saiam dos esgotos, venham enfeitar meu lar, meu jantar".

Nos bastidores, circula uma versão em forma de especulação, onde a cantora, teria sido orientada pela Fundarpe/Secult, a se manifestar contrária ao impedimento da apresentação do monólogo. A ideia: politizar que a contratação feita sob a tutela do Governador Paulo Câmara, teria apoio da classe artística, embora não tenha da sociedade local. Além disso, tentar desconstruir o apoio obtido pelo Prefeito Izaías, junto a população. 

Nessa versão, sobrou até para os irmãos Albino, Johny e Sivaldo, aliados do Governador Paulo Câmara aqui na cidade, a quem o autônomo, Nilson Fernandes Medeiros Junior, creditou a culpa pela fala "desrespeitosa", segundo ele, de Daniela. Em seu perfil no Facebook, ao discorrer sobre a posição da cantora, ele escreveu: “Tá ai o fig que vocês queriam. Pra virem a público humilhar nosso povo como fez Daniela ontem a noite. Parabéns Paulo Câmara e não esqueçam de Sivaldo e Jonny Albino que estão no meio dessa palhaçada também. Não iremos esquecer de vocês nas urnas." 

    Até o fechamento desta publicação, nós não conseguimos obter contato com a Fundarpe/Secult, ou com os irmãos Albino, para que eles manifestassem sua posição.

                     

Daniela faz alusão a "Demônios" - Se as declarações iniciais de Daniela impactaram tanto positivo, como negativamente o público presente, o que dizer então, daquela onde a baiana "invoca demônios?" Vídeo que circula nas redes sociais, registra o momento em que a cantora realiza o chamado. “Joga os demônios todos pra cima. Minha empregada Maria, disse que ela não podia ir pra Igreja, porque iam tirar os demônios dela, e ela ia precisar muito dos demônios pra viver. Então usa os demônios da gente. Tá liberado só um pouquinho... porque sem demônio minha filha, ninguém vive”, disse Mercury.

A fala de Daniela, que durante sua apresentação neste sábado no FIG, beijou sua esposa, Malu Verçosa, tem causado enorme indignação e repúdio por parte de grupos religiosos locais, sobretudo aqueles católicos, cristãos e evangélicos.

Para outros, porém, o exposto pela cantora deve ser interpretado de forma diferente. “Daniela Mercury fez uma brincadeira ontem no calor do seu show e agora tão querendo fazer polêmica porque ela falou o nome do demônio. Demônio tá dentro de pai que mata filho ou vice e versa”, registrou a internauta Érica Sangalo em postagem no Facebook.

Coincidência ou não, o vídeo onde a cantora é gravada fazendo a lusão, é o mesmo, onde pode ser visto um início de confusão generalizada na praça mestre Dominguinhos, onde a Polícia Militar, de forma cirúrgica, contorna o sinistro.


Confira:

                                                             

PSDB não descarta ter Bruno Araújo candidato ao governo de PE

Candidatura, pode surgir, a partir de um desentendimento ocorrido entre Bruno e Armando, em razão 
do PSDB está em busca de palanque para Alckmin em Pernambuco. (JC Online – Foto: Ricardo B. Labastier).

O deputado federal Bruno Araújo (PSDB) anunciou na manhã deste domingo (22), a retirada do seu nome como opção para disputar o Senado na chapa que o senador Armando Monteiro Neto (PTB) está montando para disputar o governo do Estado, abrindo mal-estar no grupo que faz oposição ao governador Paulo Câmara (PSB). Apesar disso, segundo publicou o jornalista Paulo Veras, na secção Política do JC Online, não está descartado que o PSDB deixe a frente Pernambuco Vai Mudar e lance Bruno como candidato ao governo para dar suporte à candidatura presidencial do ex-governador do Estado de São Paulo Geraldo Alckmin (PSDB) em Pernambuco, como já se especula.

Segundo aliados, o argumento apresentado para que Bruno não fosse candidato ao Senado foi a rejeição que ele poderia agregar por ter sido ministro das Cidades no governo Michel Temer (MDB). A alegação não teria sido aceita pelo tucano porque o ex-ministro da Educação Mendonça Filho (DEM) já foi anunciado por Armando como candidato ao Senado.

Palanque para Alckmin - Como deputado, ele deu o voto na Câmara que consolidou o prosseguimento do processo de impeachment contra a ex-presidente Dilma Rousseff (PT). “Sigo também firme para defender um projeto nacional que precisa oferecer aos pernambucanos outra alternativa ao congestionamento político que existe aqui de apoio a um único candidato presidencial”, afirma ainda o documento.

Um desentendimento entre Bruno e Armando pode atrapalhar o petebista porque o PSDB é hoje o maior partido na chapa de oposição. Os tucanos adotam cautela ao analisar os próximos passos porque entendem as dificuldades de construir uma candidatura própria perto do prazo das convenções. Há quem argumente que as dificuldades com Armando não são intransponíveis. Uma reunião do PSDB-PE será convocada no máximo até amanhã. Armando tem o ex-governador João Lyra Neto (PSDB) como um interlocutor dentro da legenda. A assessoria do petebista disse que ele não comentaria.

Juiz nega liminar para reconduzir peça com Cristo Travesti ao FIG

Negativa de Liminar, partiu do Dr. Enéas Oliveira Rocha. Apesar de decisão, Monólogo está previsto para ser apresentado, de forma independente no próximo dia 27 em Garanhuns. (JC Online/Gidi Santos).

O Ministério Público de Pernambuco publicou na última sexta-feira (20), decisão do Juiz de Direito aqui de Garanhuns, Bel Enéas Oliveira da Rocha, onde ele nega liminar ao MP local, em Ação Civil Pública, que se destinava a obrigar o Governo do Estado de Pernambuco, a reconduzir a grade da Programação do FIG 2018, o polêmico monólogo, “O Evangelho Segundo Jesus, Rainha do Céu”, onde Cristo é protagonizado como um travesti.

No início do mês de julho, o espetáculo foi retirado da programação do 28° Festival de Inverno de Garanhuns, a pedido do prefeito da cidade, Izaías Régis, que através de nota dirigida a imprensa se manifestou: “O Governo Municipal de Garanhuns, na sua representação oficial o prefeito Izaías Régis, vem a público manifestar sua satisfação de ver que o clamor da sociedade de Garanhuns num pedido expresso de respeito à fé cristã, que foi transmitido para todo o Estado a partir de uma entrevista sua a uma emissora de rádio, reforçado pela população nas redes sociais, bem como ratificado por instituições religiosas que externaram o seu posicionamento, tenha sido ouvido pelo Governo do Estado de Pernambuco, culminando com a suspensão da apresentação em Garanhuns, do espetáculo "O Evangelho segundo Jesus - a Rainha dos Céus".

Na última sexta, ao decidir por não conceder liminar ao Ministério Público de Pernambuco aqui em Garanhuns, o Dr. Enéas escreveu em sua sentença: "O controle judicial sobre os atos da Administração é exclusivamente de legalidade, sendo que, no caso, a análise do cancelamento é mérito administrativo. Assim, o cancelamento da peça teatral em questão com fulcro em critérios que traduzem o princípio do respeito ao sentimento religioso da comunidade, a meu ver, não afronta o princípio da dignidade humana".
.

Apesar da decisão do juiz, e após ter sua apresentação cancelada no último dia 30 de junho pelo Governo do Estado de Pernambuco através da Secretaria de Cultura e da Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (Fundarpe), o monólogo será exibido aqui em Garanhuns, de forma independente. Com ingressos esgotados, a peça será exibida aqui na cidade no próximo dia 27, mesmo dia em que será informado, por e-mail, o local de sua apresentação, para aqueles que adquiriram os ingressos.

Domingos Sávio se manifesta - O promotor Domingos Sávio Pereira Agra, da 2ª Promotoria de Justiça de Defesa da Cidadania de Garanhuns, autor da ação que busca a recondução da peça a grade oficial da programação do FIG, falou sobre a decisão do Dr. Enéas Oliveira. "Ainda não tomamos conhecimento do inteiro teor da decisão. Vamos analisá-la e ver a possibilidade de recorrer ou não, inclusive a eficácia de eventual recurso, dada a iminência da data inicialmente prevista para a apresentação. De qualquer forma, mesmo indeferida a liminar de antecipação da tutela, esperamos o prosseguimento do processo para exame do que entendemos tratar-se de um caso de discriminação institucional do Estado e do Município", disse Sávio.
.

STF pode barrar Lei que impede debate de Gênero em Garanhuns

Petrolina também poderá ter legislação semelhante suspensa. Decisão, 
ficará a cargo do Ministro Marco Aurélio. (Estadão Conteúdo – Foto: Divulgação).

O PSOL ajuizou, no Supremo, a Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental (ADPF) 522 contra leis dos municípios de Garanhuns e Petrolina, em Pernambuco, que aprovam o Plano Municipal de Educação e vedam políticas de ensino com informações sobre gênero. A informação, é do Jornal o Estadão.

Segundo o Partido, as normas municipais – Leis 2.985/2017 e 4.432/2017, respectivamente -, invadem competência privativa da União para legislar sobre diretrizes e bases da educação nacional, conforme estabelece o artigo 22, inciso XXIV, da Constituição Federal. As informações foram divulgadas no site do Supremo.

Ao vedar a adoção de políticas de ensino que façam referência à diversidade sexual, sustenta o PSOL, as duas leis pernambucanas “desrespeitam normas editadas pela União, como a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (9.394/1996) e o Plano Nacional de Educação (13.005/2014), de observância obrigatória por todos os entes federados”.

Além disso, segundo o site do Supremo, a legenda sustenta que ao sonegarem dos estudantes a discussão sobre sexualidade e diversidade de gênero, as leis locais “contribuem para perpetuar a cultura de violência, tanto psicológica quanto física, contra as mulheres e a população LGBT do País, distanciando-se do objetivo constitucional de construir uma sociedade livre, justa e solidária (artigo 3.º, inciso I)”.

O relator, ministro Marco Aurélio, pediu informações aos Prefeitos de Garanhuns e de Petrolina e às Câmaras Municipais e, na sequência, a manifestação da Advocacia-Geral da União (AGU) e o parecer da Procuradoria-Geral da República. “A racionalidade própria ao Direito direciona no sentido de aguardar-se o julgamento definitivo”, afirmou Marco Aurélio, em decisão monocrática.
.

Gonzaga de Garanhuns é eleito Patrimônio Vivo de Pernambuco

Gonzaga, que além de Mestre de Reisado também é escritor de cordéis, ainda é membro da 
Academia de Letras de Garanhuns. (Carlos Eugênio/JC Online – Foto: Divulgação).

Prestes a completar 75 anos de idade, Seu Gonzaga de Garanhuns torna-se Patrimônio Vivo de Pernambuco, como um dos maiores ícones do Reisado e da literatura de cordel. É que o Governo do Estado de Pernambuco anunciou na última quarta-feira, dia 18 de julho, o nome dos seis novos Patrimônios Vivos, dentre eles: o Mestre do Reisado local. Com os novos integrantes, são 57 mestres, grupos ou espaços com o título, o principal do Estado para a contribuição para a cultura popular.

Além de Gonzaga, na categoria reisado, os novos Patrimônios Vivos são: Mestre Zé de Bibi (cavalo marinho), Cavalo Marinho Estrela de Ouro (cavalo marinho), Cristina Andrade (ciranda, pastoril, urso), Banda Musical Saboeira (banda filarmônica), Casa de Xambá (organização religiosa). A eleição dos patrimônios aconteceu na sede do Conselho Estadual de Preservação do Patrimônio Cultural.

Por meio de nota, a presidente da Fundarpe, Márcia Souto, falou sobre a decisão: “A eleição dos seis novos Patrimônios Vivos foi uma escolha muito difícil, uma vez que todos os 59 candidatos inscritos tinham condições e merecem o reconhecimento de Patrimônio Vivo do Estado, mas precisávamos, enquanto membros do CEPPC, preservar algumas tradições que ainda não haviam sido reconhecidas”, pontuou Souto.

GONZAGA DE GARANHUNS – Com uma vida dedicada ao Reisado, Gonzaga de Garanhuns “brinca” desde criança e já está no reisado por ininterruptos 63 anos de atividades. Na produção literária atua desde a década de 1970, quando lançou seu primeiro cordel, intitulado “Lampião em Serrinha” (1973). Também é autor e referência de obras sobre a cultura da cidade de Garanhuns. É membro da Academia de Letras de Garanhuns e reconhecido e premiado mestre do Reisado Pernambucano.
.

Garanhuns: Começam as apresentações do Teatro no FIG 2018

Espetáculo “Nuestra Senhora de Las Nuvens”, primeiro a ser exibido na
cidade, promoveu reflexões acerca da liberdade. (Secom/PMG).


A programação de artes cênicas da 28° edição do Festival de Inverno de Garanhuns (FIG) teve início na última sexta-feira (20), no Teatro Luiz Souto Dourado, localizado no Centro Cultural Alfredo Leite Cavalcanti. O espetáculo “Nuestra Senhora de Las Nuves”, inspirado na obra do argentino radicado no Equador, Arístides Vargas; foi interpretado pelo grupo potiguar Clowns de Shakespeare. Essa foi a primeira apresentação do polo que recebe uma extensa programação até o próximo sábado, dia 28 de julho.

Com direção de Fernando Yamamoto, a encenação, adaptada há quatro anos, busca provocar reflexões acerca do exílio, e toma como referência o golpe militar de 1964 no Brasil e as ditaduras vividas em outros países latino-americanos. As histórias são apresentadas por quatro atores e tem como centro a relação entre os personagens Oscar e Bruna.

A obra de 2001 se caracteriza como a segunda parte de uma “trilogia do exílio“ — já que o próprio autor foi obrigado a deixar a Argentina durante o regime ditatorial no país. O ator Dudu Galvão, que é integrante do Clowns de Shakespeare, afirmou que muito do simbolismo da peça vem do texto original de Arístides. “Ele viveu essa experiência também, e a gente se encantou muito, porque diz respeito da forma que a gente gosta de fazer o nosso teatro, que é contar essas histórias mais pungentes com um quê de leveza ”, pontuou.

O público lotou o teatro durante a apresentação que durou mais de uma hora. Após a encenação, muitos puderam conversar e tirar dúvidas com os atores da companhia. “Ainda não tinha assistido uma apresentação desse grupo, mas achei a discussão muito interessante. E o texto se mostra bastante atual, os atores tratam do assunto de uma forma bem delicada”, afirmou Mário Oliveira, que atualmente reside em Salvador.

A programação completa do Teatro no FIG 2018, você confere clicando aqui.
.

Foto de Bolsonaro com criança em Goiás gera repercussão na web

Imagem, mostra deputado segurando uma criança no colo, onde
a incentiva a empunhar uma arma. (JC Online – Foto: Reprodução/Twitter).

Na última quinta-feira (19), o pré-candidato à Presidência do Brasil Jair Bolsonaro realizou uma rápida visita a Goiânia (GO). No seu discurso, o deputado, que estava ao lado dos seus aliados deputados federais Delegado Waldir (PSL) e Magda Mofatto (PR), prometeu porte de arma à população, caso seja eleito, e segura uma criança no colo, onde a incentiva a empunhar, simbolicamente, uma arma. As imagens foram divulgadas nas redes sociais e repercutiram de forma negativa para a imagem do político.

Segundo informações divulgadas site Mais Goiás, o deputado ainda agradeceu o apoio dos goianos e falou também do que pretende fazer, caso seja eleito. “Vamos quebrar essa máquina corrupta que há 30 anos frequenta o Planalto Central e impor uma nova forma de fazer política no Brasil”, disse o deputado.

Propostas - Apesar de afirmar que não estava na capital para fazer campanha, o pré-candidato aproveitou a ocasião para falar de suas propostas. “Vamos fortalecer a nossa liberdade, vamos conseguir porte de arma de fogo para vocês”, bradou Bolsonaro.