terça-feira, 19 de junho de 2018

Julho: Prefeitura realiza Audiências Públicas aqui em Garanhuns

Ao total, Executivo local, realizará quatro audiências,
através da Secretaria de Planejamento e Gestão. (Secom/PMG).

A fim de melhorar a qualidade de vida, através do desenvolvimento do município, a Prefeitura Municipal de Garanhuns, por meio da Secretaria de Planejamento e Gestão, realizará quatro audiências públicas durante o mês de Julho. As audiências têm o objetivo de apresentar dados fiscais para a discussão e elaboração da Lei de Diretrizes Orçamentárias, Lei Orçamentária Anual e Revisão do Plano Plurianual para o ano de 2019. As audiências serão abertas ao público.

A primeira audiência pública será realizada no dia 10 de julho, a partir das 09h30min, na Escola Municipal Professor Antônio Gonçalves Dias, conhecida como Caic. No dia seguinte (11), a audiência será realizada na Escola Municipal Jaime Luna, a partir das 9h30min. No dia 12 de julho, a audiência será realizada no Salão Paroquial Sagrado Coração de Jesus, a partir das 9h30min. A próxima audiência será realizada no dia 17, a partir das 9h30min, na Câmara de Vereadores.

Confira abaixo, os locais e horários das
Audiências Públicas de Orçamento,
Diretrizes e Revisão de Plano Plurianual para 2019
----------------------------------------------------------------------------
Dia 10/07 - 9h30min - Caic
(Rua Ebenezer Furtado Gueiros, s/n, Heliópolis)

Dia 11/07 - 09h30min - Escola Jaime Luna
(Rua Doutor Ramos Machado, s/n, Dom Helder Câmara (Cohab III)

Dia 12/07 - 9h30min - Salão Paroquial Sagrado Coração de Jesus
(Rua Napoleão Almeida, 116, Cohab 2)

Dia 17/07 - 9h30min - Câmara de Vereadores de Garanhuns
(Avenida Joaquim Távora, Heliópolis)
.

Pré-candidato ao Senado da Rede, Antônio Souza virá a Garanhuns

Até o momento, pré-candidato conta com o apoio de cinco partidos 
a sua postulação, sendo eles: PPL, PTC, PRP, PMN E PROS.

O empreendedor social e pré-candidato ao senado, Antonio Souza (REDE), em sua pré-campanha deve fazer, em breve, uma visita à cidade de Garanhuns em breve, com datas e horários a serem agendados e definidos. De origem humilde e natural do Sertão do Ceará, onde morou em uma casa de taipa e de piso de terra batida, com seus pais e mais dez irmãos, Antônio aos três anos de idade, sofreu um acidente que causou uma lesão no quadril esquerdo, ficando com dificuldades de locomoção. Aos oito anos de idade, seu irmão mais velho, acidentalmente disparou um tiro de espingarda em sua perna direita. Apesar do acidente, Souza conseguir se recuperar das sequelas.

Em sua trajetória, Antonio Souza foi jardineiro, auxiliar de serviços gerais, vendedor de picolés, tentou outras atividades empresariais que não deram certo, superando todos os obstáculos que surgiram em seu caminho, Antonio realizou cursos profissionalizantes e em 1997, começou a empreender com a inauguração da empresa Maceió Alarmes, que em 2004 foi ampliada e se transformou na Ativa System Brasil. Hoje, após 21 anos, o Grupo Ferreira Souza concentra cinco empresas com atuação nos segmentos de desenvolvimento de aplicativos de controle e verificação de documentos, certificação de origem e procedência, autoatendimento público e de segurança social. 

Além de projetar, implantar e dar manutenção no monitoramento de segurança dos principais órgãos públicos brasileiro, Antonio Souza é pré-candidato ao senado pela REDE Sustentabilidade e já conta com apoio de cinco partidos (PPL, PTC, PRP, PMN E PROS). Com a coragem de um bom sertanejo, ele busca se aperfeiçoar a cada dia e focar em projetos que fazem nosso estado evoluir.

Gravatá: Em evento do PSB, Paulo não descarta aliança com Ciro

Posição do Goernador, foi anunciada durante o Seminário de Formação
Política - Vereador (a) Presente, em Gravatá. (JC Online – Foto: Renata Monteiro).

Durante participação no Seminário de Formação Política - Vereador (a) Presente, que teve início nesta segunda-feira (18) no Hotel Canariu's, em Gravatá, no Agreste do Estado, o governador Paulo Câmara, que é vice-presidente nacional do PSB, não descartou uma aliança nacional entre socialistas e o PDT. O partido, que é presidido em Pernambuco pelo deputado federal Wolney Queiroz - que também participou do evento, bem como seu pai, José Queiroz, ex-prefeito da cidade de Caruaru, no Agreste -, tem como pré-candidato à presidência Ciro Gomes, ex-governador do Estado do Ceará.

"Estamos discutindo, vendo cenários, vendo o que é melhor para Pernambuco e para o Brasil e vamos fazer isso com discussão com o PDT, com o PCdoB e com o PT, caso eles queiram fazer aliança conosco aqui em Pernambuco", destacou o governador.

Nas últimas semanas, Ciro, que está sendo sondado por partidos de centro como o PP e o DEM para a formação de alianças, tem afirmado que prioriza uma coligação com o PSB. A escolha, afirmou o pedetista, se dá pelo fato de a legenda de Paulo Câmara não ter ao menos por hora, pré- candidato ao Palácio do Planalto.

LULA - Não é segredo, no entanto, que os socialistas esperam uma sinalização do PT para selar parceria na eleição deste ano. No evento desta segunda, por exemplo, Paulo não deixou de exaltar o ex-presidente Lula (PT), que tem liderado boa parte das pesquisas de intenção de voto nas quais aparece como candidato.

"O Brasil governado pelo presidente Lula cresceu, gerou emprego, teve um olhar para as regiões, para os Estados e foi um grande parceiro de Pernambuco para enfrentar problemas seculares, como a questão da água, do desenvolvimento industrial e da interiorização das universidades. Então a gente tem que reconhecer isso, tem que estar sempre falando porque a gente tem que se inspirar em boas ações para construir um futuro melhor", disse o socialista.

PP troca majoritária de Paulo Câmara por mais espaço no governo

Partido, que tem 14 deputados estaduais, tem o segundo maior tempo de TV e Rádio da base 
do governador Paulo Câmara (PSB). (Jornal do Commercio / Foto: Reinaldo Ferrigno/Agência Câmara).

Em meio aos rumores de que o PP acumulará, além do comando do Ipem, Porto do Recife, Lafepe, Secretaria de Desenvolvimento Social e administração de Fernando de Noronha; as presidências do Complexo Portuário de Suape e da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, uma alta fonte palaciana afirmou, em reserva, que não há a possibilidade de o partido integrar a majoritária da Frente Popular na eleição deste ano. A legenda, que tem 14 deputados estaduais e o segundo maior tempo de TV e Rádio da base do governador Paulo Câmara (PSB), vinha pleiteando uma vaga na chapa do socialista, mas teria concordado em renunciar ao desejo em troca de mais espaço no governo.

Comenta-se, nos bastidores, que o atual presidente do Porto do Recife, Carlos Vilar, deve assumir ainda esta semana o Porto de Suape, deixando sua vaga aberta para o ex-prefeito de São Lourenço da Mata, Gino Albanez. “Fui sondado, mas a confirmação só se dará com a nomeação”, despistou Vilar. A Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado, por sua vez, passaria a ser gerida pelo advogado Antônio Mário de Abreu. Todos eles foram indicados pelo PP. Ligado ao atual vice-governador de Pernambuco, Raul Henry (MDB), o atual gestor do Porto de Suape, Marcos Baptista, afirmou, através da sua assessoria de imprensa, que não se pronunciaria sobre o tema.

Presidente estadual do PP, o deputado federal Eduardo da Fonte tem sido procurado desde a última sexta-feira (15) para comentar o assunto, mas não foi localizado. Ontem, durante o Seminário de Formação Política – Vereador (a) Presente, promovido pelo PSB em Gravatá, o presidente da agremiação em Pernambuco, Sileno Guedes, afirmou que não será o tamanho do partido na gestão que determinará ou não sua presença na majoritária. O socialista afirmou que questões de cunho ideológico terão muito mais peso na decisão do governador, que até o momento só incluiu o deputado federal Jarbas Vasconcelos (MDB) na chapa, ocupando uma das vagas para o Senado.
.

Recife: Marília anuncia Silvio Costa para o Senado em sua chapa

Assim como no grupo Pernambuco Vai Mudar, Marília não anunciou os nomes 
para vice e segunda vaga no Senado. (JC Online – Foto: Cássio Oliveira/JC Imagem).

A pré-candidata do Partido dos Trabalhadores ao governo de Pernambuco, Marília Arraes, anunciou nesta terça-feira (19), em evento no Recife Praia Hotel, na Zona Sul da capital, o nome de Silvio Costa (Avante) como um dos cabeças de chapa da sua pré-candidatura. O deputado vai concorrer a uma vaga no Senado Federal.

Assim como a frente Pernambuco Vai Mudar, encabeçada por Armando Monteiro Neto (PTB), Marília não anunciou os nomes para vice e segunda vaga no Senado. Um dos nomes cotador para uma dessas vagas é o do prefeito de Petrolina, Julio Lóssio (REDE), rival político de Fernando Bezerra Coelho (MDB), integrante do grupo de Armando.

Em seu discurso, Marília - que ainda vive um processo de incerteza quanto à sua candidatura, já que parte do Partido dos Trabalhadores defende a bandeira de uma união em torno do atual governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB) - fez questão de enfatizar o vaivém de antigos rivais políticos que hoje estão juntos. "A população não aceita que políticos se combatam durante anos e depois façam alianças", disse.

Indagada sobre como via a declaração de Jarbas Vasconcelos, dizendo que votaria em Humberto, ela arrematou. "É assim que Jarbas tem se comportado na política, de acordo com a conveniência". Segundo ela, Jarbas se aliou com a direita, leia-se PFL, mesmo  integrando o PMDB, por um projeto de poder, para ser governador do estado. Depois, ele, ele voltou à aliança com o PSB e agora elogia o PT.