quinta-feira, 26 de abril de 2018

Programa "Vivendo e Aprendendo" convoca jovens de Garanhuns

Selecionados, deverão comparecer entre os dias 02 a 04 do próximo mês de maio, na sede 
da Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos. (Secom/PMG – Foto: Divulgação).

A Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos (SASDH), por meio da Comissão Organizadora do Processo Seletivo do Programa Vivendo e Aprendendo, convoca de acordo com edital 002/2017, oito jovens que foram aprovados na última seleção, pela ordem de classificação, para que possam ser incluídos dentro do programa.

Os convocados, de acordo com o Governo local, deverão comparecer entre os dias 02/05 a 04/05, das 08h às 14h, na sede da Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos, que está localizada na avenida Rui Barbosa, nº 807, bairro Heliópolis. Na ocasião, os interessados devem estar munidos dos documentos originais para apresentação, conforme exigido no edital; e assinatura do Termo de Responsabilidade.

Programa Vivendo e Aprendendo — O programa Vivendo e Aprendendo busca capacitar jovens que residem no município de Garanhuns, e propiciar a sua inclusão no mercado de trabalho; além de oferecer uma bolsa auxílio de R$ 480,00, que pode ter valores descontados de acordo com faltas não justificadas.

Lista de convocados, de acordo com o Edital 002/2017:

ALISSON MOURA DE LIMA, 13º lugar na ordem de classificação do código de vagas nº 0117 - VAGA GERAL (Ampla Concorrência);
LARISSA DE LIMA FERREIRA, 14º lugar na ordem de classificação do código de vagas nº 0117 - VAGA GERAL (Ampla Concorrência);
ALIAS SANTIAGO FAUSTINO, 5º lugar na ordem de classificação do código de vagas nº 0217 - QUILOMBOLAS;
ANNE KARYNE FERREIRA DE ARAÚJO SOUZA, 15º lugar na ordem de classificação do código de vagas nº 0117 - VAGA GERAL (Ampla Concorrência);
VINICIUS NORONHA DA SILVA, 16º lugar na ordem de classificação do código de vagas nº 0117 - VAGA GERAL (Ampla Concorrência);
DANIELE RODRIGUES DA SILVA, 17º lugar na ordem de classificação do código de vagas nº 0117 - VAGA GERAL (Ampla Concorrência);
MARCELO MARCIOLINO DA SILVA, 18º lugar na ordem de classificação do código de vagas nº 0117 - VAGA GERAL (Ampla Concorrência);
MAYARA FERREIRA LEITE, 19º lugar na ordem de classificação do código de vagas nº 0117 - VAGA GERAL (Ampla Concorrência). ​

Izaías: “Tonho e Betânia votaram contra Garanhuns e o seu Natal”

Ainda de acordo com o Prefeito, na Câmara, “oposição trabalha com o propósito 
do quanto pior, melhor”. Nesta quinta, ao falar a imprensa, Prefeito desabafou.

Depois de toda a celeuma em que se transformou a tramitação do Projeto de Lei N° 005/2018, de autoria do Governo Municipal de Garanhuns, aprovado na Câmara Municipal ontem quarta-feira (25), que destina recursos para a Magia do Natal 2018, o Prefeito Izaías que até então não havia se pronunciado, tornou público toda sua insatisfação, em virtude da atuação dos vereadores Tonho de Belo do Cal (PSDB) e Betânia da Ação Social (PTB), que votaram contra o projeto. De acordo com o Prefeito, com essa atitude, movida por questões pessoais, os parlamentares demonstram  que são contra o evento que gera a maior movimentação econômica em Garanhuns, durante o decorrer do ano.

A falar sobre o tema ao Blog do Gidi Santos, assim como a imprensa local, o Prefeito Izaías revelou que os recursos para a produção do Natal, dirigidos à Associação Casa do Artesão, entidade responsável pela confecção da decoração natalina do evento e contratação dos artesãos, tem feito com que Garanhuns seja promovida como cidade nacionalmente, ao longo dos últimos anos. A associação, de acordo com o Prefeito Izaías, é uma entidade idônea, com prestações  de contas aprovadas e formada por artesãos de Garanhuns, que por meio desse trabalho mantém as suas famílias.

Esses artesãos, esclarece o Prefeito, são coordenados por sua filha, a administradora de empresas, Michele Régis, que junto a primeira dama, Socorro Régis se dedicam ano a ano para colocar a Magia do Natal nas ruas da cidade. Além disso, ambas acompanham a execução do projeto anual de cada natal, madrugadas a dentro, acompanhando montagem, colando detalhes, ensaiando com as crianças, coordenando o desfile pelas ruas. “Um trabalho totalmente voluntário e cheio de amor por Garanhuns”, descreve o Prefeito.
.

Como forma de demonstrar todo seu descontentamento diante da perseguição que seu governo tem sofrido, e ainda, afim de apresentar os prejuízos causados por Belo do Cal e Betânia, que votaram contra o PL e com isso atrasaram os preparativos da Magia do Natal 2018, o Prefeito estocou: “Ir contra o projeto Magia do Natal, é ser contra Garanhuns apresentada para todo o país, como a mais linda decoração natalina do Nordeste. Ser contra o Natal de Garanhuns é ser contra o aumento no número de empregos temporários no nosso comércio, muitos deles passando a ser fixos após o período, é não querer ver os nossos restaurantes lotados, a ponto de se formarem filas para entrar, é não enxergar que uma data em que antes nossos hotéis ficavam vazios, hoje registram 100% de lotação no período. Ser contra o Natal é ser contra a injeção de mais de 35 milhões de reais no município no período, é não querer receber mais de 600 mil visitantes que saem encantados com o nosso evento e que voltarão em outras datas para deixar mais recursos”.

Seguindo e não menos importante, o Prefeito ainda fez questão de frisar que “ser contra o Natal é ser contra o vendedor ambulante que consegue terminar a construção da sua casa com o dinheiro que conseguiu com as vendas no período, é ser contra os sorrisos de felicidade e encantamento que se vê no rosto de cada criança, de cada idoso , de cada família, que vem para esse evento que é de todos, feito para todos, é querer colocar a cidade no escuro em que ela vivia antes desse grande evento começar a ser realizado”, e finalizando, ainda segundo as palavras do Prefeito: “Ser contra a Magia do Natal, é ainda ainda querer macular o nome das mais de 50 pessoas, que trabalham por meio da Associação feita por artesãos. Gente que alimenta e veste a sua família, com esse trabalho digno, e que ajuda a encher a cidade de beleza a cada ano”.
.

Izaías, conforme pessoas ligadas a ele, está extremamente magoado com toda a polêmica, cujo um dos objetivos, alguns defendem, era o de desgastar sua imagem politicamente. “Com toda essa encenação velada de preocupação, dias foram perdidos e que podem atrasar e muito o evento. Ao fim, em novembro, o Natal poderá não está pronto. Neste momento, será importante lembrar o início dessa história. Dois foram contra e o prejuízo para o município será bem maior do que o valor que eles acharam que não poderia ser incrementado para a realização este ano, com o argumento que poderia ir para a saúde. A maior parte dos investimentos da saúde são destinados diretamente. E Garanhuns sempre investe além do obrigatório. E os impostos que são gerados na Magia do Natal também voltarão para o município realizar novas ações em todas as áreas”, revelou o Prefeito.

Vale dizer, a Magia do Natal funciona como uma grande engrenagem, impactando positivamente a vida de muita gente. Mas este ano, conforme destacou o Prefeito ao Blog do Gidi Santos, “a engrenagem travou, e o motivo do travamento: oposição que trabalha com o propósito do quanto pior, melhor.” “Talvez, estejam esquecidos que o Natal é de Garanhuns, e não de uma gestão. Quando votam contra, não estão votando contra a gestão de A ou de B, mas contra Garanhuns”, disparou o Prefeito ao finalizar sua fala.
.

Rinaldo sobre denúncia do Natal: “Fui vítima de uma armação”

Em contato com o portal VEC e afim de esclarecer seu envolvimento em denúncia de supostos desvios de
verbas da Magia do Natal 2014 e 2015, ex-coordenador do evento ainda alegou: “Eu jamais denunciei”.

Uma publicação feita pelo Blog do Cisneiros sobre suposto esquema de corrupção e desvio de verbas do antigo Natal Luz, atualmente renomeado para A Magia do Natal, ganhou destaque nesta quarta-feira, 25 de abril, em Garanhuns. De acordo com a matéria, o ex-coordenador de artes do Natal Luz nos anos de 2014 e 2015, Rinaldo Passarinho, teria feito uma denúncia sobre suposto desvio de verbas envolvendo a Casa do Artesão e a Prefeitura de Garanhuns. Um áudio com a voz de Rinaldo, que teve sua divulgação nas redes sociais atribuída a Luizinho Roldão, Chefe de Gabinete da vereadora Betânia da Ação Social, foi anexado à reportagem. Nele, o ex-coordenador chega a afirmar que a Casa do Artesão é controlada por Laranjas e dá a entender que ocorre um esquema de corrupção no que se refere aos recursos repassados para a entidade para custear a decoração do natal.

"Colocaram na mídia como se eu tivesse denunciando alguma irregularidade. Eu não denunciei nada. As perguntas foram feitas pra mim no sentido de quem comprava o material ( da decoração da Magia do Natal) e é só isso que eu sei. Mas postaram meu nome como se eu tivesse denunciado uma coisa? Eu jamais denunciei. É fácil jogar a rede do lado mais frágil, dizer que foi fulano e tirar proveito da situação. A minha parte eu fiz. Trabalhei, recebi e segui adiante." frisou Rinaldo. Ele ainda revelou que não autorizou a exibição pública de qualquer áudio com sua voz e que a gravação que apareceu na imprensa na manhã desta quarta-feira foi veiculada fora de contexto e sem conjectura.

"Não sou autor de nenhum tipo de denúncia e o áudio veiculado, informo que ele foi publicado fora de contexto e sem conjectura. A realidade é que fui procurado pelo assessor da vereadora Betânia, o qual afirmou que precisava de algumas informações relativas a alguns procedimentos referentes a época em que eu era contratado no município. Sempre fui honesto, sincero, e, sobretudo, nunca compactuei com qualquer prática que fosse contrária aos meus princípios morais. Por esse motivo, informei, sem qualquer maldade ou intenção de prejudicar quem quer que seja, fatos ocorridos nesse período. Não sei para qual finalidade ou intenção de quem utilizou. Não quero ser vinculado a qualquer ato político de terceiros ou qualquer atitude que venha a ferir meus princípios", pontuou o ex-coordenador de artes do Natal Luz de Garanhuns, que conclui seu relato dizendo que foi vítima de uma armação e que a então secretária de Turismo na época em que exerceu o cargo na organização do evento é uma pessoa correta. "Conheço Gerlane de anos anteriores. É uma pessoa que se pode confiar no seu caráter. Por fim, estou à disposição pra esclarecer qualquer equívoco. Não compactuo com nada disso", finalizou.

O INICIO DA POLÊMICA – Apesar de ser um evento consolidado, que encanta Garanhuenses e visitantes, gerando emprego e renda, uma grande polêmica foi gerada nas discussões do Projeto de Lei nº 005/2018, de autoria do Executivo Municipal, que versava sobre a destinação de recursos para montagem do evento A Magia do Natal 2018.

É que os vereadores Tonho de Belo (PSDB) e Betânia da Ação Social (PTB), usando as prerrogativas da função, questionaram o aumento nos valores do orçamento do evento deste ano em relação ao ano passado, que segundo Tonho e Betânia seria superior em R$ 306 mil. Todavia, após explicações do Governo Municipal, através do vereador Alcindo Correia (PCdoB), líder da Bancada Governista, ficou constatado que o reajuste é de R$ 171 mil, já que em 2017 foram investidos R$ 674 mil no evento, através da Associação Casa do Artesão, e neste ano a previsão é que possam vir a ser investidos R$ 845 mil.

O aumento no orçamento, segundo o Governo Municipal de Garanhuns, servirá para reajustar a remuneração dos artesãos que trabalham no evento, além dos custos dos encargos sociais, como horas extras, décimo terceiro salário e outros encargos legais. O Parlamentar também apresentou na Câmara e durante entrevistas nas rádios da Cidade, documentos que, segundo Ele, comprovam as prestações de contas dos últimos eventos de Natal promovidos em Garanhuns.O Projeto de Lei nº 005/2018 foi aprovado por maioria de votos na Câmara.

        O blog do Gidi Santos está à disposição das entidades e pessoas citadas nesta publicação para que, acaso desejem, façam esclarecimentos sobre os fatos acima narrados.