terça-feira, 3 de abril de 2018

Porto filia-se ao PTB ao lado de Armando e Izaías nesta quinta (5)

Ato, ocorrerá nas instalações do Hotel Tavares Correia, a partir das 19 horas. Retorno de Álvaro 
legenda onde ele foi eleito em 2014, vem após o deputado integrar por um ano e meio o PSD.

A oficialização do retorno do deputado estadual Álvaro Porto ao PTB acontecerá em Garanhuns, nesta quinta-feira (05), às 19 horas. A assinatura da ficha de filiação ocorrerá em ato no Hotel Tavares Correia e deve reunir prefeitos, vereadores e lideranças políticas de toda a região Agreste Meridional. Deputados de oposição, o prefeito de Garanhuns, Izaías Régis, e o senador e pré-candidato ao governo do estado Armando Monteiro, ambos petebistas, já confirmaram presença ao evento desta quinta. 

Porto retorna ao PTB após ter integrado por um período de um ano e meio a legenda governista PSD. A entrada no bloco de apoio ao governador Paulo Câmara (PSB) se deu após pressões de prefeitos e aliados das bases no Agreste, em especial no Meridional, que se queixavam de dificuldades junto ao Palácio do Campo das Princesas. 

A adesão, porém, se deu mediante negociações que envolviam a promessa de ações, projetos e obras reclamados pela população.  Como os compromissos não foram cumpridos, o deputado assumiu uma postura de independência, em defesa dos interesses da população. Agora, Álvaro Porto, que foi eleito pelo PTB em 2014, retoma seu lugar e se integra ao projeto eleitoral da oposição para 2018. 

No discurso que fez no fim de fevereiro, quando apresentou a carta de desfiliação do PSD, Porto afirmou que encerrava ali um ciclo da sua vida pública e iniciava outro, tendo pela frente a perspectiva de mudanças e de novos tempos para Pernambuco. "Decidimos seguir em busca de novos caminhos e, principalmente, de novos sonhos. Volto por apostar no projeto que tem à frente uma das mais expressivas e respeitadas lideranças políticas de Pernambuco", disse, se referindo a Armando Monteiro. 

"Estar associado ao senador Armando é estar ao lado de um nome que preenche requisitos que estão escassos em Pernambuco nos últimos anos, tais como: experiência no trato com a coisa pública, trânsito e reconhecimento nos diversos segmentos da política e da economia nacionais, pulso para assumir e comandar políticas públicas fundamentais para qualquer gestão, habilidade para dialogar e negociar, entre aspectos imprescindíveis às lideranças políticas", reiterou, no discurso.

Prefeito de Canhotinho por duas vezes, Porto está no primeiro mandato na Assembleia Legislativa. Em 2014 recebeu  44.622 votos, sendo o deputado mais votado do Agreste Meridional (33.988 votos). Foi também, naquela disputa, o único representante da região eleito para o Legislativo estadual. Para o pleito deste ano, aqui em Garanhuns, Porto contará com o apoio do Prefeito Izaías e de seu grupo político, dentre eles 7 ou 8 vereadores, além de suplentes e ex-parlamentares.
.

Mendonça em Garanhuns: “Deixo o MEC com o dever cumprido”

Em Garanhuns, nesta segunda,  Ministro ainda assegurou que ao sair do Ministério
da Educação, deixará obras em andamento em quase todas as cidades pernambucanas.

Ao cumprir agenda aqui no município de Garanhuns, durante a manhã desta segunada-feira, 2 de abril, ocasião em que participou no auditório do Hotel Sesc local, do seminário “Pernambuco pela Educação”, cujo objetivo foi o de discutir o processo de alfabetização e a preparação do estudante para o mundo do trabalho, o Ministro da Educação (MEC), Mendonça Filho, do DEM, revelou ao Blog do Gidi Santos, que deixa o Ministério no próximo dia 5,  após 23 meses afrente dele, com a certeza de dever cumprido.

Para Mendonça, que ainda não anunciou a que cargo concorre em outubro, o novo ensino médio, implantado em sua gestão, e que se discute há quase 20 (vinte) anos, a ampliação da oferta de educação de tempo integral, onde 500 mil novas vagas foram abertas, a implantação do “Residência Pedagógica”, programa dedicado à formação de professores; além do investimento de R$ 500 milhões de reais na área da alfabetização básica, dentre outras ações empreendidas pelo MEC, são as garantias para assegurar a boa produtividade do Ministério ao longo do período que ele esteve sob seu comando.

Aqui em Garanhuns, nesta segunda, o Ministro ainda assegurou que ao sair do MEC, deixará obras em andamento em quase todas as cidades pernambucanas, nas áreas de educação Técnica, Tecnológica e Superior. Sobre o novo ensino médio, onde a Base Nacional Comum Curricular (BNCC) fará parte de 60% das matérias estudadas em sala de aula, ao tempo  que o restante ficará reservado para áreas específicas, definidas pelos alunos, o Ministro assegurou que ele representa uma conquista para os jovens brasileiros, que desejavam  ter um ensino médio que dialogasse com os seus projetos de vida. “Os jovens agora, eles terão muito mais oportunidade de definir a sua carreira, a sua opção com relação a um curso superior ou técnico com mais facilidade”, defendeu o Ministro, ao Blog.

No Seminário, de Garanhuns, além do Prefeito Izaías,  estiveram presentes, o vice, Haroldo Vicente, o Secretário de Governo, Méwitton Araújo e os vereadores, Ary Júnior, Carla de Zé de Vilaço, Daniel da Silva, Gersinho Filho, Luzia da Saúde e Audálio Ramos Filho. Além deles, registramos a presença dos deputados estaduais, Álvaro Porto (PTB) e Priscila Krause (DEM), assim como de Prefeitos e vereadores da região Agreste.

SEGUINDO COM A AGENDA - Ao finalizar sua agenda aqui em Garanhuns, o Ministro da Educação Mendonça Filho seguiu para outros dois compromissos administrativos do MEC aqui no Estado. Um deles, foi o de inspecionar a obra de construção do Campus da UFRPE na cidade do Cabo de Santo Agostinho, que vale dizer, foi retomada na sua gestão em 2016 (foto abaixo). Logo após, ele se dirigiu a Goiana, onde lá, autorizou a construção do novo Campus da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Na mesma ocasião, Mendonça anunciou ainda, a liberação de recursos para a construção do teatro do Centro de Convenções da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE).
.

Senado: Armando prega que foi decisivo para aprovação da UFAPE

Monteiro: “Não fosse nossa emenda - que incluiu PE na proposta -, somente Piauí seria
 beneficiado com mais uma universidade da rede federal de ensino superior”.

Em contato com o Blog do Gidi Santos na manhã desta terça-feira (3), e se referindo a aprovação do Projeto, que deve ser sancionado pelo Presidente Michel Temer (MDB), nos próximos dias, que se encarregará de criar a Universidade Federal do Agreste (UFAPE), aqui no município, a partir do desmembramento da Unidade Acadêmica de Garanhuns UAG, da Universidade Federal Rural Campus Garanhuns, o senador Armando Monteiro Neto (PTB), defendeu que teve atuação determinante para sua criação.

No Senado, segundo informou ao Blog, ele identificou a oportunidade para desmembramento da Unidade - ligada à UFRPE-  ao apresentar uma emenda ao projeto de Lei 5.272/16, que, originário da Câmara dos Deputados, previa apenas a formalização da Universidade Federal do Delta do Parnaíba, no Piauí. “Não fosse nossa emenda - que incluiu Pernambuco na proposta -, somente Piauí seria beneficiado com mais uma universidade da rede federal de ensino superior”, declarou Armando.

Como o projeto de Lei da Câmara foi alterado na Casa Alta, o senador petebista também teve ação decisiva junto às bancadas federais pernambucana e piauiense para que a proposta fosse apreciada em regime de urgência no plenário da Casa, sem que, necessariamente, fosse analisada em cinco comissões temáticas da Câmara, conforme a praxe legislativa. Após articular nova aprovação, dessa vez na Câmara, o senador Armando Monteiro reuniu-se com o presidente Michel Temer e o ministro da Educação, Mendonça Filho, no qual recebeu do chefe do Executivo a garantia de que o projeto da UFAPE não fosse vetado. Diante de toda essa articulação Congressista, é que Monteiro garante, que sua atuação foi decisiva para um desfecho favorável à criação da Universidade Autônoma.

IZAÍAS –  Em se tratando do Prefeito Izaías, apesar de professores, técnicos administrativos e ainda alunos da Universidade Federal Rural de Garanhuns (UFRPE), refutarem que a UFAPE tenha ganho corpo por meio de expediente político dele, conforme apresentamos em matéria publicada no Blog semana passada (relembre aqui), integrantes do grupo político de Régis, expressaram ao Blog que ele junto a Corte Real e Armando, foram sim, atores políticos essenciais ao avanço da pauta em Brasília, que reconhecem eles, no que diz respeito a criação e desenvolvimento do Projeto, todos os méritos são desses membros da Unidade Acadêmica UAG da UFRPE aqui de Garanhuns.

“Prefeito não faz projeto dentro de uma estrutura Federal, como é o caso, muito embora politicamente, possa favorecer o andamento dele nos três escalões em Brasília, Câmara, Senado e Palácio do Planalto, como foi com a UFAPE, onde o Prefeito Izaías se integrou a sua emancipação”, destacou uma fonte ligada ao Celso Galvão ao falar ao blog.
.

Garanhuns: Professor Jailton será candidato a Deputado Estadual

Semana passada, professor anunciou sua pré-candidatura no Facebook. Em resposta a sua
 postagem, um estudante escreveu: “Homem lutador, responsável e dinâmico. Meu primeiro voto é dele!”.

Candidato a vereador em 2016 com resultado expressivo, quando obteve 905 votos, membro do Partido Socialismo e Liberdade (PSOL), aqui no município, Jailton de Melo Elias, o popular professor Jailton, ao que tudo indica, será candidato em 2018 a deputado estadual. Ativista no campo da educação, Jailton, mora, trabalha e tem domicílio eleitoral em Garanhuns, o que defendem alguns, dá maior legitimidade a sua pré-candidatura por Garanhuns e de forma geral, pela região do Agreste Meridional.

Semana passada, de maneira informal, mas no intuito de anunciar uma possível postulação à casa Joaquim Nabuco, o professor repercutiu em seu perfil de uma rede social (Facebook), postagem onde exibe fotografias junto ao pré-candidato a deputado Federal, Doutor André Branquinho, cumprindo agenda política em alguns municípios da região, dentre eles, Caetés, Capoeiras, Paranatama, Saloá, Angelim e Palmerina.

A postagem, que agradou a muitos na cidade, alcançou rapidamente mais de 100 (cem) curtidas, além de diversos comentários. Um deles, em especial, o do músico e aluno do Instituto Federal de Pernambuco, IFPE campus Garanhuns, Marcelino Costa, motivou ainda mais sua aspiração. “Professor Jailton, homem lutador, responsável e dinâmico. Meu primeiro voto é dele! Nesse eu confio”, escreveu Marcelino.

Marília: “PSB não faz sinalização contra criminalização de Lula”

Durante passagem por Garanhuns em março, pré candidata ao Governo do Estado declarou ainda, 
que acaso ocorra uma aliança nacional entre PT e PSB, ela pode não ocorrer aqui em PE.

Quando esteve em Garanhuns, no sábado 10 de março, e ao tomar café da manhã com profissionais de imprensa da região Agreste Meridional, no Garanhuns Palace Hotel, a vereadora do Recife Marília Arraes (PT), pré-candidata ao Governo de Pernambuco, disse aqueles que a cercavam na ocasião, que nada tem contra a possível aliança PT/PSB em esfera nacional, como se projeta com frequência, por ambas as legendas.

Contestou, porém, que ela se viabilize, já que sob sua ótica, o Partido Socialista Brasileiro não faz nenhum aceno público, a fim de combater aquilo que ela acredita estar sendo empreendido contra o ex-presidente Lula: uma criminalização descabida. Marília se referia naquele momento, as denúncias apresentadas em esferas judiciais, cuja pretensão, de acordo com ela, é a de banir o ex-presidente da vida pública e política do país, por intermédio de julgamentos que não apresentem as devidas provas condenatórias.

Para a vereadora da capital pernambucana, a perseguição a Lula, que em 2016 também foi dirigida a Dilma, que neste segundo caso, teve sua consumação no episódio do impeachment, ocorre devido ao fato do país ter colocado o “Estado Nacional Brasileiro”, o Governo Federal, a serviço de quem mais precisa, algo, que de acordo com ela, contrasta com aquilo que querem as elites políticas corrompidas e corruptoras do país.

Embora não se oponha a aliança nacional entre PT e PSB, a petista disse aqui em Garanhuns, que isso não necessariamente formará uma coalizão entre as legendas aqui no estado, o que na prática, estava dizendo Marília, fará com que ela possa se viabilizar como candidata de Lula ao Palácio do Campo das Princesas. Segundo a vereadora, na viagem que fez a São Paulo, ela trouxe em sua bagagem o aval do ex-presidente para sua postulação. “ Ganhe a estrada e abra caminho a candidatura”, teria dito Lula a Marília.

Nestlê investirá em linha de produção do Leite Ninho em Garanhuns

Investimento inicial para produção do alimento aqui na cidade, será de cerca
de R$ 5 milhões de reais. (Blog do Jamaildo – Foto: Divulgação).

Repercute em todo o Estado, o comunicado de que a Nestlê vai montar a sua primeira linha de produção em Pernambuco, aqui em Garanhuns. A Unidade irá envasar Leite Ninho em pó, na versão sachê. O investimento inicial será de cerca de R$ 5 milhões.

“O intuito dessa nova planta é atender, principalmente, a própria região Nordeste do País. Os nordestinos são importantes consumidores da marca e a Nestlé quer atendê-los cada vez melhor, com mais eficiência e velocidade”, informa a multinacional. A marca Ninho está entre as líderes em sua categoria e entre as mais lembradas na Região.

A unidade de Pernambuco será a terceira da companhia no Nordeste. As duas primeiras estão instaladas na Bahia, nas cidades de Feira de Santana e Itabuna. A nova linha será instalada em área de propriedade da DPA, antiga Parmalat, onde já se fabrica, desde 2010, iogurtes e bebidas lácteas fermentadas das marcas Ninho, Nestlê Ideal, Neston, Chamyto e Nestlê. Ela deverá ter uma capacidade instalada total de 10 mil toneladas/ano, o que deve acontecer gradativamente, atingindo esse nível de capacidade máxima em cerca de quatro anos. Não foram informados quantos empregos serão gerados com a expansão da produção da Nestlê em Garanhuns.