quarta-feira, 31 de janeiro de 2018

Gestão fiscal 2015 de Terezinha é julgada irregular pelo TCE de PE

Agente responsabilizado pelo processo do TCE, é o ex-prefeito 
Alexandre Martins, que foi multado pelo Tribunal em R$ 32.760,00. (TCE).

O descumprimento dos limites com despesa de pessoal estabelecidos pela Lei de Responsabilidade Fiscal levou a Primeira Câmara do Tribunal de Contas do Estado (TCE-PE), a julgar irregular na última terça-feira, 30 de janeiro, a gestão fiscal das prefeituras de Abreu e Lima e Terezinha, ambas no exercício financeiro de 2015, além de Água Preta, exercício de 2014. Todas tiveram como relatora a conselheira Teresa Duere.

Em relação a Abreu e Lima, o processo se refere aos 1º, 2º e 3º quadrimestres do exercício do ano de 2015, tendo como responsável o prefeito Marcos José da Silva.

Em Terezinha o responsável pela gestão no exercício de 2015, processo n° 1790016-5, foi o ex-prefeito Alexandre Antônio Martins de Barros. De acordo com a relatora, a despesa com pessoal ficou acima do limite legal previsto pela LRF desde o 1º quadrimestre de 2012. Já durante o exercício em questão, os números foram 65,11%, 69,92% e 68,76%, no 1°, 2° e 3° quadrimestres, respectivamente. Devido as irregularidades a conselheira aplicou uma multa ao responsável no valor de R$ 32.760,00.

Assembleia Legislativa de PE retoma atividades nesta quinta (1º)

Na ocasião, haverá pronunciamentos do atual presidente da Alepe, deputado Guilherme 
Uchoa, e ainda dos líderes da Oposição e do Governo. (Alepe - Foto: Roberto Soares)

A Casa Joaquim Nabuco retoma as atividades legislativas nesta quinta (1º), às 15h, com a instalação da quarta Sessão Ordinária da 18ª Legislatura. Conforme estabelecido pela Constituição do Estado, está prevista para a Reunião Plenária a leitura de mensagem pelo governador, ou por um de seus representantes, sobre as ações desenvolvidas em 2017 e as prioridades para 2018. Na ocasião, também haverá pronunciamentos do atual presidente da Assembleia Legislativa, deputado Guilherme Uchoa, que integra os quadros do PDT, e ainda dos líderes da Oposição e do Governo, Sílvio Costa Filho (PRB) e Isaltino Nascimento, do Partido Socialista Brasileiro (PSB), respectivamente.

Nos três primeiros anos da atual legislatura, entre 2015 e 2017, a Alepe aprovou 1.155 proposições, sendo 833 projetos de lei ordinária, 87 de lei complementar, 233 projetos de resolução e duas propostas de emenda à Constituição (ver tabela abaixo). Para Guilherme Uchoa, “esse foi um dos períodos mais marcantes para a Casa, pela intensa atividade legislativa e por ter compreendido a inauguração das novas instalações da Assembleia”.

“Os anexos e o Plenário Eduardo Campos, um dos mais modernos do Brasil, correspondem à grandeza e à importância que tem este Poder Legislativo”, enfatiza o presidente, que comenta ainda as expectativas para 2018. “Este promete ser um ano muito melhor para todos os pernambucanos e pernambucanas. A nossa economia tem crescido, e a geração de empregos em nosso Estado também.”
.

Prefeitura recupera 10 quilômetros de estradas no Sítio Papa Terra

Estradas recuperadas, que têm um grande fluxo de veículos, estão recebendo os serviços com o objetivo 
de melhorar a mobilidade da população, que precisa se deslocar diariamente. (Foto: Gabriela Ramos).

A Prefeittura Municipal de Garanhuns, através da Secretaria de Desenvolvimento Rural e Meio Ambiente, segue com o cronograma de recuperação de estradas vicinais. O serviço de recuperação do Sítio Papa Terra iniciado ontem (30), deve ser concluído amanhã (01), alcançado cerca de dez (10) quilômetros de extensão.

Essas estradas, que têm um grande fluxo de veículos, estão recebendo os serviços com o objetivo de melhorar a mobilidade da população, que precisa se deslocar diariamente. Uma máquina patrol está sendo utilizada para recuperar as pistas e onde há a necessidade está ocorrendo a recomposição do solo, com a colocação de material.

Walter Santana: ”Precisamos de + eventos para aquecer o turismo”

Duas maiores queixas do empresário ouvido pelo Blog, dizem respeito ao fim do Jazz, e ainda ao fato 
de Garanhuns, não contar com um evento de maior potencial atrativo para economia, no primeiro trimestre.

Empresário, um dos fundadores ainda no ano de 2009, do grupo “Amigos Caminhantes do Parque”, aqui de Garanhuns, agremiação essa que promove a defesa do meio ambiente, do ecossistema, e de forma geral, da vida, formado por crianças, jovens e adultos, vindas dos mais variados e diversos segmentos da sociedade local, Walter Santana, falou ao Blog do Gidi Santos na manhã desta quarta-feira (31), para dizer de sua preocupação como investidor que é no município, do prejuízo para a cidade, que de acordo com ele, ocorre desde 2016, quando da extinção do já saudoso, Garanhuns Jazz Festival.

Segundo defende Santana, Garanhuns tem extrema vocação para o turismo, embora ainda engatinhe no quesito, “por falta de disposição, e ainda corporativismo da classe política e empresarial local”, defende ele. Ao conversar com o Blog do Gidi Santos, identificamos: Walter se mostrou um entusiasta, que por definição, coloca sua cidade em primeiro lugar, reservando espaço para assegurar que o que for investido aqui no município, seja pela classe empresarial ou política, naturalmente reverterá ganhos à todos.

A duas maiores queixas do empresário garanhuense, dizem respeito ao fato do extinto Jazz ter deixado uma enorme lacuna na economia local, bem como, o fato da suíça pernambucana, não contar atualmente, com evento de maior potencial atrativo turístico e econômico, no primeiro trimestre do ano (janeiro, fevereiro e março).

“É preciso promover uma convocação junto aos empresários, a classe política, e ainda aos cidadãos comprometidos com a cultura de nossa cidade, para reavivarmos esse trimestre. Além disso, precisamos criar um sentimento coletivo de contributo ao município, para que cada um dê sua parcela de incentivo, dentro daquilo que lhe couber. Dessa forma, acredito, recolocaremos Garanhuns, no devido lugar de destaque nessa época do ano”, defendeu Valter, ao falar com o Blog, nesta quarta.