sábado, 13 de janeiro de 2018

Uso de tablets impulsiona atuação da "Saúde em Garanhuns"

Ao todo, já foram treinados servidores de 19 unidades, e distribuídos mais de 130 tablets. 
Sexta (12), capacitação para uso do novo sistema aconteceu no Pacs da Boa Vista. (Secom/PMG).

Dando continuidade ao processo de implementação de um novo sistema de tecnologia para o auxílio do trabalho em campo dos agentes comunitários de saúde e agentes de endemias aqui no município de Garanhuns, a Secretaria de Saúde local segue com a distribuição de tablets para os profissionais, que também são treinados em suas respectivas Unidades Básicas de Saúde (UBS’s), com o objetivo de promover a informatização da saúde pública e aprimorar o acompanhamento de pacientes.

Ao todo, já foram treinados servidores de 19 unidades, e distribuídos mais de 130 tablets. Nesta sexta-feira (12), a capacitação para uso do novo sistema aconteceu no Programa de Agentes Comunitários de Saúde (Pacs) da Boa Vista, integrando mais 10 servidores ao sistema. Ainda nesta semana, na quarta-feira (10), as três equipes que compõem as unidades básicas Cohab II (1, 2 e 3), receberam o treinamento e realizaram a sincronização de 25 tablets recebidos, junto ao sistema e-SUS.

O supervisor de Sistemas de Informação da Atenção Básica, Adeildo Baía, comenta o benefício das tecnologias na rotina de trabalho dos servidores e seus reflexos na população atendida. “Estamos buscando facilitar a rotina de trabalho do agente, principalmente no cadastro de famílias e pacientes, e no acompanhamento daqueles que já constam no sistema. Isso também colabora diretamente em quem recebe atendimento, pois quando necessitar consultar algum dado, será mais rápido de encontrar”, assegura.

Definido. Elielson Pereira é o novo Presidente do COMPUR

Secretário de Planejamento, Carlos Carvalho, será o 1º
vice-presidente e Marcílio Renaux, o 2º vice.

Foi realizada na última quinta-feira (11), a primeira reunião do Conselho Municipal de Políticas Urbanas de Garanhuns (Compur), em 2018. Na oportunidade, Elielson Pereira, que atualmente comanda a Autarquia Municipal de Segurança Trânsito e Transportes (AMSTT), foi eleito novo Presidente do Conselho, ao passo que o Secretário de Planejamento de Garanhuns, Carlos Carvalho, 1º vice-presidente, e Marcílio Renaux, 2º vice-presidente.

Marcaram presença nesta primeira reunião, membros do poder público municipal, e ainda alguns vereadores, a exemplo de Alcindo Correia, Presidente da Comissão de Legislação, Justiça e Redação de Leis da Câmara junto a Zaqueu Naum Lins; o segundo, integrante da mesma comissão presidida por Correia, só que como relator.

Representantes da sociedade civil, a exemplo da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Crea, e ainda instituições de ensinos, e movimentos populares, como o “Ágora, Democracia Participativa”, o "Movimento de Lutas por Políticas Públicas" (MLPP) e o “Meu Garanhuns”, também registraram presença na reunião de quinta.

Entre as competências, que a partir de agoras estarão sob a Presidência de Elielson, estão: propor a formulação de diretrizes para a política municipal de preservação, recuperação e conservação do ambiente construído, mobilidade, acessibilidade, urbanização, habitação e regularização fundiária.

Elielson ainda deverá, atuar no sentido de conscientizar a cidade, a população e o governo de forma geral, para que o município possar desenvolver-se de forma sustentável, apoiando a promoção de medidas educativas, e ainda deliberando sobre as possíveis consequências de projetos e empreendimentos públicos ou privados, visando a compatibilização do desenvolvimento econômico com a habitabilidade do território.
.

Bolsas de R$ 400 e 950. "PE no Campus" abre inscrições dia 19

Objetivo do Programa, é ajudar alunos do ensino superior, a custearem despesas 
do curso, como, moradia, alimentação e transporte. (Blog do Fera – Foto: divulgação).

Alunos e ex-alunos de baixa renda de escolas estaduais aqui do estado de Pernambuco poderão se inscrever, entre os dias 19 e 24 de janeiro deste ano, para concorrer a mil bolsas do programa “PE no Campus”. O benefício será pago para os jovens que ingressarem em universidades públicas de ensino superior. O edital com os detalhes do processo foi divulgado ontem, dia 12, pelo governo de Pernambuco.

As bolsas, no valor de R$ 950 por mês no primeiro ano e R$ 400 no segundo ano, vão ser pagas aos estudantes que obtiverem as melhores notas no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) realizado no ano passado, ou para aqueles que se destacaram no Sistema Seriado de Avaliação (SSA) 3, da Universidade de Pernambuco (UPE). Haverá cem bolsas para aprovados no SSA e 900 para as maiores notas do Enem.

O objetivo é ajudar os alunos a custearem despesas do curso, moradia, alimentação e transporte. Os critérios para concorrer são os seguintes: haver estudado todo o ensino médio na rede pública estadual de Pernambuco e ter concluído há no máximo cinco anos; ser atendido no Programa Bolsa Família ou ter renda familiar inferior a dois salários mínimos e ter residência fixa com distância igual ou superior a 50km da universidade que vai estudar.

As inscrições podem ser feitas no site da Secretaria de Educação de Pernambuco (www.educacao.pe.gov.br). Haverá três etapas de seleção do PE no Campus. Na primeira, de caráter eliminatório, informa o Governo de Pernambuco, será feita a análise dos dados e documentos exigidos no momento da inscrição eletrônica.

Mendonça Filho: “Maia é candidato natural do DEM ao Planalto”

Para ministro da Educação, Rodrigo se credenciou como pré-candidato ao tocar agenda de reformas.
Mendonça, não descarta disputar o Governo de PE. (Paulo Veras/JC – Foto: André Nery/MEC).

O ministro da Educaçao, Mendonça Filho, confirmou que o DEM tem o plano de ter um candidato à Presidência da República e que o nome natural do partido é o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, do Rio de Janeiro. Além de prometer trabalhar pela viabilidade da candidatura de Maia, Mendonça também disse que o projeto tem o apoio do prefeito de Salvador, ACM Neto, que deve assumir a presidência nacional do DEM.

“Na construção de uma candidatura presidencial, o nome natural do partido é Rodrigo Maia. Ele se credenciou como presidente da Casa no segundo mandato, tem tocado a agenda de reformas que estão possibilitando a recuperação econômica do Brasil”, explicou Mendonça. “Hoje o foco do Rodrigo e a principal prioridade dele é a agenda de reformas. Ele tem a pauta da previdência cuja votação está marcada para o dia 19 de fevereiro, depois da retomada dos trabalhos legislativos pós-Carnaval”, afirmou Mendonça.

O ministro pernambucano, negou veementemente, que a agenda de viagens do presidente da Câmara Federal Brasileira, seja uma movimentação para se viabilizar como postulante ao Planalto. Mas confirmou que foi por iniciativa de Maia que o DEM adiou sua convenção nacional para o final do mês de fevereiro, quando a reforma da Previdência já terá sido votada na Câmara. “É lógico que eu tenho hoje uma inserção nacional. E no que puder ajudar nessa articulação o fortalecimento do nome de Rodrigo, farei”, assinalou Mendonça, um dos principais aliados de Maia no projeto nacional do DEM.

Bolsonaro sobre o seu auxílio moradia: “Usei pra comer gente”

Jair: “Eu vou morar numa mansão, não vou pagar segurança, não vou pagar IPTU, 
no meu eu pago”. (Folha de Pernambuco/Juliana Cipriani – Foto: Lula Marques/Agência PT).

O deputado federal eleito pelo PSC do Rio de Janeiro, Jair Messias Bolsonaro, pré-candidato à Presidência da República, defendeu na última quinta-feira, 11 de janeiro, o uso do auxílio-moradia de R$ 4.253,00 pago aos parlamentares federais, além dos R$ 33.763 de salário. O presidenciável, que recebe a verba mesmo tendo imóvel próprio em Brasília, afirmou que, como era solteiro, usou o dinheiro para “comer gente”.

Em entrevista a repórteres da Folha de São Paulo na frente de sua casa em Angra dos Reis, onde foi pego de surpresa, Bolsonaro afirmou que pretende vender seu apartamento em Brasília para usar um apartamento da Câmara dos Deputados e, com isso, deixar de usar o auxílio. “Inclusive tem mais ou menos 60 m² o meu apartamento e vou passar para um de 200 m². Espero que pegue com hidromassagem, ok? Eu vou morar numa mansão, não vou pagar segurança, não vou pagar IPTU, no meu eu pago”, disse. 

Ao ser confrontado, o pré-candidato, que agora é filiado ao PSL, "em Pernambuco, de Luciano Bivar", negou ter usado verba do auxílio para financiar um de seus apartamentos. “Como eu estava solteiro naquela época, esse dinheiro de auxílio-moradia eu usava para comer gente. Tá satisfeita agora ou não?”, respondeu. Bolsonaro disse ainda que aquela era a resposta que a repórter merecia e perguntou se ela queria que ele prestasse “continha”.

Sobre sonegar impostos,algo que ele assegurou que fazia, em entrevista em 1999, eleafirma agora, que naquela ocasião, foi um “desabafo”. “Falei sonego tudo o que é possível. Como posso sonegar o ICMS, por exemplo?”, questionou.

Lava-Jato conclui: Recibos de Lula são ''ideologicamente falsos''

Força-tarefa sustenta que ex-presidente nunca pagou por imóveis, que supostamente seriam formas de
pagamento de vantagens indevidas da empreiteiras à ele. (AE – Foto: Andressa Anholeta / AFP).

A força-tarefa da Operação Lava Jato pediu em alegações finais ao juiz Sérgio Moro que reconheça que os recibos entregues pela defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para comprovar aluguel do imóvel vizinho à sua residência em São Bernardo em face do engenheiro Glaucos da Costamarques são "ideologicamente falsos".

Lula é réu em ação penal que investiga se um terreno em São Paulo aonde seria sediado o Instituto Lula, no valor de R$ 12 milhões de reais, e o apartamento vizinho ao do ex-presidente, em São Bernardo (ABC paulista), no edifício Hill House (R$ 504 mil reais) seriam formas de pagamento de vantagens indevidas da empreiteira. A força-tarefa sustenta que o ex-presidente nunca pagou pelos imóveis até o ano de 2015. Investigação foi aberta sobre comprovantes de aluguel entregues pelo petista.

Glaucos da Costamarques, primo do pecuarista José Carlos Bumlai, amigo de Lula, é denunciado por ser o suposto laranja do ex-presidente na aquisição do terreno e do apartamento. O ex-presidente apresentou os recibos de pagamento assinados por Costamarques em setembro deste ano. Parte do material tem os mesmos erros gramaticais e há datas nos documentos que não existem no calendário, como "31 de novembro". O Ministério Público Federal investiga a autenticidade dos papeis.

Eleições: Valéria Monteiro, ex-JN, desafia Bolsonaro para debate

Valéria: "Considero que as ideias que ele propaga dividem ainda mais o Brasil e trazem 
uma incitação a uma violência ainda maior do que sofremos". (Folhapress – Foto: Jorge Araujo).

Desde sábado passado, 6 de janeiro, quando postou um vídeo no Facebook no qual compara o discurso do deputado federal pelo PSC do Rio de Janeiro, Jair Bolsonaro, ao de Adolf Hitler, a jornalista e ex-apresentadora do "Jornal Nacional" e outros programas da TV Globo, Valéria Monteiro, de 52 anos (foto acima), se tornou alvo de ataques na internet. Pré-candidata à Presidência, ela se filiou na manhã desta sexta-feira (12) ao PMN. Comentários que diziam "Vai lavar louça" e outros que resgatavam a capa da "Playboy" feita em 1994 foram usados para desqualificar a jornalista, novata no mundo político. O vídeo, com 3 milhões de visualizações no Facebook, foi compartilhado por Bolsonaro.

Valéria afirma que não quis fazer nenhuma ofensa ao deputado federal, mas chamá-lo para o debate. "Considero que as ideias que ele propaga dividem ainda mais o Brasil e trazem uma incitação a uma violência ainda maior do que sofremos". Nas próximas semanas, novos vídeos devem ser lançados pela pré-candidata fazendo referência ao que Valéria chama de "velhas raposas na política".

Bandeiras - No ato de filiação, a jornalista fez um discurso evocando o diálogo, a esperança e a reconciliação entre brasileiros. Ela diz que seu objetivo é compor uma união nacional para mudança dos padrões atuais da política. "Meu menu é muito mais amplo do que coxinhas e mortadelas", declara. As propostas da pré-candidata estão em construção, assim como o modelo da futura campanha. "Ainda não há uma história política que envolva meu nome, e isso é uma diferença da minha candidatura para as demais. Sou uma pessoa que vem da vida cotidiana, que entende as dificuldades de ser brasileiro. Venho com muita vontade de representar as pessoas que existem para além das fronteiras da minha vida".