quarta-feira, 10 de janeiro de 2018

Sala atende microempreendedores para regularização de CNPJ

Serviço é prestado na Secretaria de Desenvolvimento Econômico, das 08h às 16h, de segunda à sexta, 
na Sala do Empreendedor, na avenida Dantas Barreto, nº 34. (Secom/PMG - Foto: Camila Queiroz).

Os Microempreendedores Individuais (MEI’S) que desejam emitir a declaração anual (DASN-SIMEI), do período de 2015 e 2016, e que possuem algum débito referente às guias mensais (DAS), dos anos de apuração de 2015, 2016 e 2017, e seguem com o CNPJ suspenso, mas desejam regularizar sua situação, devem procurar a Sala do Empreendedor na Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE) ou a Unidade Agreste Meridional do Sebrae/PE, até o próximo dia 23 de janeiro deste ano.

Para facilitar o atendimento aos interessados, a Sala do Empreendedor ficará aberta em horário estendido, com servidores que possam orientar na regularização da inadimplência. Os atendimentos acontecem de segunda à sexta-feira, na Sala do Empreendedor, localizada na avenida Dantas Barreto, nº 34, das 08h às 16h. O local conta com uma estrutura preparada, além de três servidores municipais treinados pelo Sebrae. Os interessados também podem procurar a unidade regional do Sebrae sempre das 8h às 12h e das 13h às 17h, localizada na avenida Rui Barbosa.

João Campos: “Paulo Câmara é um governador que bate recordes”

Filho homem mais velho do ex-governador Eduardo Campos e pré-candidato a deputado federal João deve
ter um papel central na disputa pela reeleição de Paulo Câmara. (Paulo Veras – JC - Foto: Guga Matos).

Chefe de gabinete do governador Paulo Câmara (PSB), João Campos afirmou que o PSB vá para a rua defender o legado dos últimos quatro anos mostrando a quantidade de ações que o governo conseguiu fazer mesmo em meio à crise, sem comprometer o equilíbrio fiscal do Estado e mantendo todos os serviços.

Filho homem mais velho do falecido ex-governador do Estado de Pernambuco, Eduardo Campos e pré-candidato a deputado federal, João deve ter um papel central na disputa pela reeleição do atual governador Paulo Câmara. Ele embarca para o Reino Unido no fim da semana para um programa com líderes políticos em ascensão de 11 países.

“O governador Paulo Câmara tem se destacado por ser um governador que bate recordes. É a melhor educação pública do Brasil, é o governador que mais investiu na segurança pública, e nunca se investiu tanto em recursos hídricos quanto hoje. É o governador que conseguiu manter o equilíbrio do Estado ao mesmo tempo investindo”, argumentou João, ao falar a imprensa da capital pernambucana, Recife.

Apesar das duras críticas feitas pela oposição, inclusive por ex-aliados como o senador Fernando Bezerra Coelho (PMDB), João Campos garante que não vai faltar o que o governador Paulo Câmara mostrar na disputa pela reeleição. “Na hora certa, o povo vai prestar atenção de forma muito precisa a tudo o que foi feito e vai ser generoso com o nosso projeto. Como tem sido. A gente tem sido muito bem recebido por onde passa. O povo percebe ele (Paulo Câmara) como um gestor sério, pessoa humilde, decente e coerente, que vem fazendo a diferença em Pernambuco”.

Marun terá mais R$ 10 Bilhões para aprovar reforma da Previdência

Segundo informações do próprio governo federal, dinheiro saíra dos resultados que a 
nova reforma trará para a economia brasileira. (JC e Folha de São Paulo – Foto: Sérgio Lima/Poder360).

A reforma da Previdência aqui no Brasil ainda é uma das grandes incertezas para o atual governo federal, comandado pelo presidente Michel Temer, do MDB. Por este motivo, Temer decidiu aumentar a munição do ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun (MDB-MS) para R$ 10 bilhões com o objetivo de realizar a finalização de obras em redutos eleitorais de deputados 'indecisos'. A estratégia é utilizar esta quantia para pressionar o Congresso, que retorna do recesso. Segundo informações do governo, o dinheiro saíra dos resultados que a nova reforma trará para a economia brasileira.

Cálculos - De acordo com os cálculos da equipe econômica, se a reforma da previdência chegar a ser aprovada neste mês de fevereiro, vai gerar uma sobra de R$ 10 bilhões nos cofres brasileiros. Os economistas ainda afirmam que, se a reforma demorar a passar, menos dinheiro ela irá gerar. A previsão é que no mês de março ela caia para cerca de R$ 7 bilhões e no mês de abril, R$ 4 bilhões.

Outras promessas - No mês de dezembro do ano passado, Michel Temer decidiu liberar cerca de R$ 3 bilhões a municípios em 2018 caso a reforma da Previdência seja provada. O objetivo era pressionar os prefeitos a influenciarem os deputados na Câmara, para que votassem a favor da reforma.

Prioridades - As obras que estão em andamento, ou seja, precisam de pouco dinheiro para serem inaugurados, ganhariam uma maior prioridade. São elas: os ajustes finais na duplicação da rodovia Régis Bittencourt, na serra do Cafezal, obra praticamente concluída; a segunda fase da linha de transmissão de Belo Monte; a BR-163, no Pará, os aeroportos de Vitória (ES) e Macapá (AP) e a ponte do rio Guaíba (RS).

Caruaru: FBC anuncia ações de saúde para "cidade de Raquel"

Fernando: “Tive a alegria de compartilhar um esforço que fizemos juntos, eu e a prefeita, 
para a ampliação do erviço de saúde pública com a aquisição de alguns equipamentos”. (Blog da Folha).

Em mais um gesto para reforçar seus planos eleitorais para este ano de 2018, o senador pernambucano pelo MDB, Fernando Bezerra Coelho, foi recebido, na última segunda (08), pela prefeita de Caruaru, Raquel Lyra. O peemedebista, que pretende se candidatar a governador pela oposição ao governador Paulo Câmara (PSB), anunciou a aquisição de dez novas ambulâncias e 20 gabinetes odontológicos para o município.

“Tive a alegria de compartilhar um esforço que fizemos juntos, eu e a prefeita, em parceria com o Ministério da Saúde, para a ampliação da oferta de serviço de saúde pública com a aquisição desses equipamentos”, comentou o senador.

Segundo Raquel, os novos equipamentos odontológicos vão funcionar na zona rural, contemplando aqueles que não têm acesso a tratamentos relacionados à saúde bucal. “Esses que vamos receber vão funcionar na zona rural para que quem vive nas áreas mais afastadas possa ter o mesmo tratamento de quem vive na zona urbana”, explicou a prefeita. “Aqui, não existe discussão de cor partidária. Estamos trabalhando para oferecer o melhor para a nossa gente”, completou.

Também participaram da reunião o vice-prefeito Rodrigo Pinheiro, o secretário de Governo, Rubens Júnior, e a secretária de Administração, Margarida Lima.

Bolsonaro se filia ao PSL e filho de Bivar se desfilia do Partido

Ségio Bivar: “Aos meus olhos, Bolsonaro é como Lula, um candidato anti-sistema, com ares messiânicos de
justiceiro, dotado de uma visão estatista e autoritária, que surfa na demagogia”. (Coluna Pinga Fogo).

O anúncio da filiação do deputado federal e capitão do Exército, Jair Messias Bolsonaro ao Partido Social Liberal (PSL), feito na última sexta-feira, dia 5 de janeiro, não só provocou a saída do movimento jovem da legenda, o Livres, como também trouxe o anúncio da desfiliação de Sérgio Bivar, filho do presidente do partido, Luciano Bivar. Sérgio considera a entrada de Bolsonaro “fatal” para o movimento jovem que aderiu à legenda e vinha sendo preparado há dois anos para a conversão do PSL formalmente em Livres.

Na prática, Sérgio demonstra publicamente a discordância com o pai, Luciano Bivar, avalista da filiação de Bolsonaro.

Confira o comunicado de Sérgio Bivar:

“À revelia dos nossos planos e desejos, as conversas entre o PSL e a equipe de Bolsonaro evoluíram e devem se concretizar, mesmo sem participação no diretório, sem a presidência nacional do partido e sem mudança de nome. Para alguns, isso pode até ser bom, mas para mim, é fatal. Aos meus olhos, Bolsonaro é como Lula, um candidato anti-sistema, carismático, com ares messiânicos de justiceiro, dotado de uma visão estatista e autoritária, que surfa na demagogia. Ainda que ele venha sendo assessorado por liberais no campo econômico, não acho que tenha convicções sobre a matéria.

Da minha parte, posso garantir que defendi a bandeira e os interesses do Livres até onde me foi permitido. Ainda estou incerto sobre os rumos que tomarei, mas devo me desfiliar do partido. No momento, não me sinto em condições de encabeçar nenhum projeto político, mas acredito que o melhor para o Livres seria se desvincular do PSL, fazendo-se suprapartidário. Temos lideranças de alto nível, que podem assumir a tarefa de fazer novas articulações e, enfim, formalizar os mecanismos de governança que tanto ensaiamos. Aos amigos do Livres, recomendo que permaneçam unidos, sejam fiéis às suas convicções, pois nossas bandeiras estão em linha com o futuro e são inadiáveis.

Permaneço fiel aos que tentaram fazer algo diferente do jogo usual, que puseram sua reputação em jogo e enxergam a liberdade como motor para a prosperidade individual e geral, única ponte para um Brasil mais justo.”

Na TV: Huck vai ao falastrão do Faustão e relança sua candidatura

Em contrapartida, PT entrou com processo na Justiça Eleitoral alegando que
apresentador cometeu e se beneficiou de abuso de poder econômico. (Os Divergentes).

Reclama-se muito atualmente que a Justiça Eleitoral Brasileira, não pune o ex-presidente Lula e mesmo o deputado Federal Jair Messias Bolsonaro,do PSC do Estado do Rio de Janeiro, por campanha antecipada – afinal, vivem viajando o país falando o que bem entendem – bom, Bolsonaro prefere o circuito Rio-Brasília-Nova York. Pergunta-se: a Justiça Eleitoral vê TV aos domingos? Pois Luciano Huck, ex-possível presidenciável, ou futuro possível presidenciável, dependendo da leitura – e Fausto Silva, dois dos mais caros e prestigiados apresentadores globais do fim de semana, se juntaram no “Domingão do Faustão” do último domingo, dia 7 de janeiro, para falar, imaginem vocês: de política.

Huck usou o espaço dado pelo colega de emissora, uma concessão pública de primeira grandeza, para negar que vá disputar a presidência nas eleições deste ano – o que já tinha feito oficialmente em novembro. No fundo, o que fez, e só não vê quem não quer, foi fazer uma tremenda propaganda política. E, ao vivo e a cores, usando um campeão de audiência, relançou (a suspeita de) sua candidatura presidencial, ao lado da falante, sua esposa e também apresentadora da Globo, postulante a primeira-dama, Angélica.

O Partido dos Trabalhadores (PT) entrou com processo na morosa Justiça Eleitoral Brasileira, alegando que Huck cometeu e se beneficiou de abuso de poder econômico e dos meios de comunicação durante sua participação no Palanque do Faustão. Acham que houve uma exaltação “subliminar” de Huck. Sinceramente, foi bem mais do que subliminar. Foi escancarado. Reveja quem quiser e diga o que acha, de verdade.

Os líderes do PT na Câmara, Paulo Pimenta (PT do Rio Grande do Sul), e no Senado, Lindbergh Farias (PT do estado do Rio de Janeiro), pedem a inelegibilidade de Huck ou a cassação do seu eventual registro de candidatura, além de pagamento de multa por parte do apresentadores e da Globo. Tem tudo para não dar em nada e, sem querer, o PT pode estar ajudando a turbinar uma candidatura que, em tese, não existe. Além de ser meio patético querer cassar uma candidatura fantasma.

Mas que houve propaganda eleitoral nada sub-reptícia, houve. Como escreveu Luiz Carlos Azedo, no Correio Braziliense desta terça, 09, “uma entrevista como a de Luciano Huck no Faustão de domingo não acontece por acaso, nem pode ser avaliada como algo trivial, sem conotação política. Mesmo que as intenções do apresentador e da direção da TV Globo fossem desfazer a ideia de que ele pode vir a ser candidato a presidente da República, o que todo mundo tem o direito de duvidar, o efeito de sua entrevista ao lado da mulher, a também apresentadora Angélica, foi posicioná-lo novamente como possível candidato. E mais do que isso, alavancá-lo nas próximas pesquisas de opinião”. Fato.

Luciano Huck disse que atuará no recrutamento de novos candidatos – o apresentador chegou a citar sua participação nos movimentos Agora! e Renova Brasil, voltados para a formação de “novas lideranças políticas”. E, sem papas na língua, como naqueles papos de mesa de bar, disse que a sociedade está “envergonhada da classe política” e que é necessário aproveitar “essa fratura exposta que aconteceu no Brasil nos últimos dois anos, de derretimento da classe política para reocupar esse espaço, ressignificar as coisas e tentar de fato botar um pouco de ética.” Talvez não seja crime eleitoral, sei lá, mas Huck falou demais, sem gastar um centavo de sua fortuna, em espaço nobre, na emissora do patrão. E, como todo mundo sabe, vai ficar por isso mesmo.

Delação: “José Serra recebeu R$ 52 milhões de reais em propina”

Outra bolada, no valor de R$ 23,3 milhões, teria sido paga em forma de propina a Serra 
em 2010, segundo ex-presidente da Odebrecht. (O Globo – Foto: Edilson Rodrigues/Agência Estado).

Em depoimento à Polícia Federal, o ex-presidente da Odebrecht e delator na Operação Lava-Jato, Pedro Novis, informou que a empreiteira distribuiu R$ 52,4 milhões em propina ao senador José Serra (PSDB). Os repasses começaram em 2002, durante a campanha presidencial do tucano. O primeiro pagamento foi de R$ 15 milhões.

Uma outra bolada, essa segunda, também bastante robusta, no valor de R$ 23,3 milhões de reais, teria sido paga em forma de propina a Serra em 2010, segundo o delator. O dinheiro seria uma contrapartida à liberação, pelo governo paulista, de R$ 170 milhões em créditos devidos a uma empresa do grupo Odebrecht, no ano anterior. O depoimento foi divulgado pelo jornal "Valor Econômico" e confirmado hoje pelo Globo.

Assim que fecharam delação premiada, um grupo de executivos já havia confirmado à Procuradoria Geral da República (PGR) que José Serra havia recebido os R$ 23,3 milhões "por fora", além de mais cerca de R$ 25 milhões como doação oficial da Odebrecht para a campanha. Sobre o repasse de R$ 15 milhões, Novis informou que não conseguiu recuperar os registros dos repasses realizados pela Odebrecht. Em nota, a assessoria de imprensa do senador negou o recebimento de propina.