sexta-feira, 21 de dezembro de 2018

Paulo consegue captar R$ 66 milhões para reforçar a saúde em PE

Recursos, que virão do Ministério da Saúde, serão destinados aos tratamentos do câncer, de nefrologia, 
bem como alcançarão a rede de Alta e Média Complexidade no Estado. (SEI - Foto: Hélia Scheppa).

O governador Paulo Câmara e o ministro Gilberto Occhi assinaram, ontem, quinta-feira (20), convênios entre o Governo de Pernambuco e o Ministério da Saúde para o repasse de R$ 66,3 milhões ao orçamento do Sistema Único de Saúde (SUS) do Estado. Destes, R$ 40,4 milhões serão destinados anualmente para a qualificação da assistência na rede de tratamento do câncer e nefrologia em Pernambuco.

Outros R$ 19 milhões de reais, segundo informa a gestão do executivo estadual, serão repassados ainda este ano, em parcela única, por intermédio de emenda parlamentar, para ampliar o teto de Média e Alta Complexidade da Secretaria Estadual de Saúde. Na ocasião, também foram assinados os termos de doação de veículos adaptados para apoio aos Centros Especializados em Reabilitação e para o combate ao mosquito Aedes Aegypti; e anunciada a implantação de 32 novas Academias de Saúde no Estado.

Do valor total a ser repassado por ano pelo Governo Federal ao Estado de Pernambuco, R$ 28 milhões de reais serão aplicados em procedimentos realizados nas Unidades de Assistência de Alta Complexidade em Oncologia (Unacon), instaladas no IMIP; Hospital de Câncer de Pernambuco; Real Hospital Português; e Hospital Dom Tomás, em Petrolina. Além disso, Pernambuco será contemplado com o reforço de mais de R$ 12,4 milhões de reais por ano para habilitação do Hospital de Santo Amaro, ligado à Santa Casa de Misericórdia, como unidade especializada em hemodiálise.

A verba, segundo o Governo de Pernambuco, irá permitir o incremento de mais de 60 máquinas de terapia renal substitutiva, o que significa uma ampliação de mais de 360 vagas no tratamento aos pacientes do SUS no Estado. Já os R$ 19 milhões a serem recebidos em parcela única, serão destinados ao custeio e manutenção da grande rede de urgências e emergências de Alta e Média Complexidade do Estado. O recurso, foi captado pelo Governo do Estado, por intermédio de emenda parlamentar do Deputado Federal Fernando Monteiro.
.

.

.

Nenhum comentário:

Postar um comentário