segunda-feira, 8 de outubro de 2018

Sivaldo sai maior que entrou da Eleição. Ele deve assumir mandato

Grande nome da disputa de 2018 em Garanhuns, Albino é o primeiro suplente de sua coligação. 
Acaso Paulo convoque um dos eleitos dela para uma de suas secretarias, Sivaldo assume o mandato.

Desde que iniciou a campanha eleitoral em busca de uma vaga na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), a partir de sua terra natal, Garanhuns, o ex-vereador e ex-gerente da casa civil, Sivaldo Albino (PSB), demonstrou o quanto acredita na suíça pernambucana, nos seus potenciais, mas sobretudo nas pessoas que aqui residem. Ao longo de 45 dias ele percorreu todos os bairros da cidade, crente que o eleitor entenderia sua mensagem, da importância de eleger um parlamentar estadual, radicado aqui. Deu certo. Ele foi ouvido, e obtive quase 15 mil votos apenas no município.

Neste domingo (7), ao registrar uma das maiores votações que um candidato radicado em Garanhuns, obteve na cidade, Albino se tornou o primeiro suplente de sua coligação, formada pelos partidos PSB/MDB/PSD, que elegeu 15 deputados. Até 98% da apuração, ele estava eleito, todavia, nos últimos instantes, sua coligação acabou perdendo uma vaga. Justamente a que ele disputava, voto a voto com o professor Paulo Dutra, também do PSB.

Embora não tenha sido eleito, Albino deve assumir o mandato em 2019, haja vista o atual Governador Paulo Câmara (PSB), de quem ele é um fiel escudeiro no município, (reeleito ontem); ter por hábito convocar deputados estaduais e federais, para o posto de secretário. Para Sivaldo, lhe basta que o Governador convoque apenas um deputado eleito de sua coligação, que ele assume o mandato na mais alta casa legislativa do estado.

TEMPO CURTO - Numa campanha atípica, de apenas 45 dias, com pouco recurso, mas com muito empenho e trabalho, Sivaldo conquistou aquilo que já havíamos adiantado com exclusividade e em primeira mão aqui no Blog; “que ele seria majoritário para deputado estadual em Garanhuns”, dobrando inclusive, o número de votos do seu “principal oponente”, Álvaro Porto (PTB), aliado do Prefeito Izaías Régis. Para esse caso, erramos feio no segundo quesito, pois Albino não apenas dobrou, mas sim multiplicou por cinco vezes o seu recall de votos: 14.682, frente a 3.612, do deputado de Canhotinho.

O socialista sacramentou sua vitória em Garanhuns, fazendo de João Campos, filho do ex-governador Eduardo Campos, o Federal mais votado no município. Ao total, foram 12.427 votos para Campos, frente a 5.537 para Silvio Costa Filho, “conquistados” pelo Prefeito Izaías. Por telefone, João agradeceu a vitória edificada por Albino à sua campanha. "Sivaldo você foi fo... aí em Garanhuns por nós".

       Prefeito - Se o futuro reservar boas surpresas ao ex-vereador, a principal delas, pode estar representada na conquista da cadeira mais importante do Palácio Celso Galvão, a de Prefeito. Isso porque, com a grande derrota amargurada pelo Prefeito Izaías e seus candidatos este ano, a candidatura de Haroldo Vicente a chefe do executivo, pode ter sido inviabilizada, abrindo margem ao crescimento de Sivaldo.

No discurso de encerramento de sua campanha, no domingo, Sivaldo mencionou a possibilidade de disputar a Prefeitura no futuro. Se mostrou empolgado, e animou a sua militância com esse cenário. Saiu de lá aplaudido. Antes, porém, ao chegar ao seu comitê eleitoral, ele foi carregado nos braços pelos seus eleitores; demonstrando que sua posição política, está alinhada com a vontade popular. Se 2018 foi contagiante, como o próprio socialista já manifesta; 2020 pode ser o ano da sua consagração.
                                                           .

Nenhum comentário:

Postar um comentário