quarta-feira, 10 de outubro de 2018

Joel da Harpa pode não assumir Alepe. Sivaldo pode passar à eleito

Segundo MP Eleitoral, Joel está inelegível; razão pela qual ele não pode ter
seus votos computados, e assim ocupar vaga na Alepe. (Edmar Lyra/Gidi Santos).

Informações vindas da capital pernambucana, Recife, através do Blogueiro Edmar Lyra, dão conta que o deputado estadual reeleito Joel Maurino do Carmo, conhecido como Joel da Harpa (PP), pode ter sua diplomação negada pelo Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE). É que Maurino teve sua candidatura impugnada pelo MP Eleitoral com base na Lei da Ficha Limpa, mas conseguiu uma decisão por 4×3 a seu favor no Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE), sob o argumento de que não fora excluído da PMPE, mas sim transferido para a Reserva Remunerada.

O MP Eleitoral recorreu para o TSE (Proc. 0600792-92.2018.6.17.0000), e ontem veio a má surpresa para Joel: a FUNAPE “cassou” sua reserva remunerada (aposentadoria) com efeito retroativo. Ou seja, quando realizado o julgamento pelo TRE-PE, Joel estava inelegível. Agora o MP Eleitoral deve juntar a portaria da FUNAPE ao processo no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e sepultar de vez a pretensão do deputado.

Sivaldo passa à eleito - Com isso, já é possível projetar que na eventualidade dos votos de Joel serem anulados, o quociente eleitoral necessário para eleger um deputado, que foi de 92.070 cairá para 91.121. Essa mudança, é importante frisar, interfere diretamente na redistribuição dos números, fazendo com que a coligação Frente Popular de Pernambuco, a qual Sivaldo pertence, passe a ser aquela com maior sobra.

Segundo os cálculos de Edmar, a Frente Popular de Pernambuco para deputado estadual anotaria, a partir desse recálculo, um quociente de 80.167 votos, enquanto as demais coligações ficariam com números menores pra eleger outro deputado na sobra.

Desta forma, segundo publicou Edmar, em seu blog, nesta quarta (10), Sivaldo Albino (PSB), aqui de Garanhuns, que no último domingo (7), obteve 18.256 votos; quase 15 mil deles apenas em sua terra natal, passaria a ser o décimo sexto eleito pela Frente Popular.

Nenhum comentário:

Postar um comentário